Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A diferença entre o artista e o empresário

A diferença entre o artista e o empresário

30/11/2020 Valdez Monterazo

Em primeiro lugar, deixe-me esclarecer: quando se fala em artista no mundo dos negócios, se fala no profissional ou técnico que tem determinado conhecimento específico ou habilidade.

Isto é, o engenheiro, o contador, o advogado, o dentista etc. Todos eles são técnicos, artistas de suas respectivas artes ou profissões.

Nesse sentido, a grande pergunta que fica para donos de empresa é: ser um excelente artista, ou técnico, garante sucesso nos negócios?

Como você pode imaginar, com certeza não. Mesmo sendo imprescindível uma empresa ter uma excelente qualidade de entrega de serviços e produtos, só isso não garante sucesso, existem várias outras competências que um empresário deve desenvolver.

Na verdade, focar somente na visão técnica, ou seja, a parte operacional da empresa e esquecer outros fatores importantes que veremos a seguir, é uma das principais causas da mortalidade e estagnação de empresas dos mais variados segmentos.

O que quero dizer é que existem competências e atividades muito específicas a serem feitas e desenvolvidas quando se tem uma empresa. Na maioria das vezes, ou o empresário não sabe quais são, ou não cumpre o seu papel por qualquer outra razão.

Dito isto, qual o real papel do empresário? Para responder, vou introduzir os três principais papéis que o dono de empresa exerce ou deveria exercer.

O Técnico ou Artista

Usar a visão do técnico significa garantir a excelência na entrega do produto ou serviço. Em muitas empresas o dono precisa, literalmente, pôr as mãos à obra.

O Gestor

Em resumo, o gestor é a figura que cuida de dois aspectos importantíssimos: o time e os indicadores. Usar o papel do gestor significa motivar e desenvolver a equipe, além de acompanhar os principais indicadores e índices do negócio, tais como: Indicadores de vendas, financeiros e de fluxo e caixa, evolução de projetos etc.

O Empresário

O empresário tem o papel de cuidar de fatores externos à empresa, como seu posicionamento frente aos clientes e concorrentes, além de olhar para o futuro e a perpetuidade do negócio.

Muitas vezes, donos de empresas estão presos em atividades relacionadas ao papel do técnico ou artista, ficam tão sobrecarregados com essas atividades operacionais que não conseguem mais exercer o papel de gestor ou de dono de seu próprio negócio.

O resultado disso todos nós já conhecemos: um número avassalador de empresas endividadas ou quebradas, sem falar na própria qualidade e estilo de vida do dono, que fica em segundo plano.

Frente ao que foi exposto, convido você a responder a si mesmo os seguintes questionamentos: onde está o seu foco na maior parte do tempo? No papel do técnico ou artista? Sente-se sobrecarregado pela operação?

Está no papel de gestor? Vem cuidando dos indicadores e da equipe? Ou está no papel de empresário? Já tem planejado o futuro da empresa?

Muitos donos de empresa ficam assustados ao perceber que gastam sua energia em atividades erradas e negligenciam aspectos importantes do negócio.

Caso você se identifique, saiba que sempre há tempo de fazer mudanças significativas para colher melhores frutos.

O papel de um coach de negócios é exatamente o de assessorar e desenvolver os donos de empresa para que possam assumir e exercer os papéis de Gestor e Empresário com excelência, isso de forma sistemática e embasada nos mais consagrados conceitos e metodologias de gestão.

Espero que esse conhecimento tenha contribuído para que você possa expandir sua visão empresarial. Ao exercer com maestria o papel de gestor e empresário, você poderá planejar e tomar ótimas decisões, para desfrutar de maiores e melhores resultados nos negócios, além de uma jornada profissional muito mais próspera e significativa.

* Valdez Monterazo é associado sênior na Sociedade Brasileira de Coaching, especializado em negócios, liderança e psicologia positiva.

Fonte: Case Comunicação Integrada




O pedido

Há comigo uma dúvida que me persegue, que me atormenta, e agora mesmo penso nela, depois da chegada da Maninha, do Ronaldo, que todo dia vêm ver se eu ainda não desapareci.


O que é empreendedorismo de impacto social?

O empreendedorismo vem crescendo nestes últimos anos como uma alternativa de sobrevivência e busca de realização pessoal.


Ações mais comuns na Justiça do Trabalho

O ano que passou não foi fácil para o trabalhador. O desemprego aumentou.


Síndrome de Tourette: o popular tique nervoso

A Síndrome de Tourette é pouco conhecida e atinge apenas 0,6% da população em geral. É popularmente conhecida como “tique nervoso”.


Quanto você pagaria por uma vacina contra a Covid-19?

A Constituição brasileira prevê que a saúde é direito de todos e dever do Estado (art. 196), mas permite expressamente a atuação da iniciativa privada no setor (art. 199).


Janeiro Branco

Todo cuidado conta! Em 2014, na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, o psicólogo Leonardo Abrahão idealizou a companha conhecida como "Janeiro Branco".


A arte de escrever para crianças

Escrever para crianças, é arte delicada que poucos dominam.


2021, o ano das bolsas

O ano de 2021 deverá ser um dos melhores anos para os investidores do mercado de ações; entretanto, existe uma combinação de fatores que devem ser analisados ainda em 2020, principalmente para os que desejam começar a investir ainda neste ano.


Agro é vida – Adube um meio ambiente melhor

Os adubos são caminho seguro para aumentar a produção das culturas e, assim, colocar mais alimento à mesa.


A CPMF e o imposto da janela

Em 1696, os britânicos encontraram uma maneira criativa de um novo imposto e começaram a taxar as janelas.


Sementes de esperança

Em 1500, quando, na carta-relatório do Descobrimento do Brasil ao rei português D. Manoel, o escriba Pero Vaz de Caminha relatou que "aqui em se plantando tudo dá", jamais poderia imaginar que, 520 anos depois, um bem intangível de imenso valor também estaria brotando de nossa abençoada terra: a esperança.


Antes inimigos declarados, bancos começam a flertar com o Bitcoin

Estamos vivenciando um momento único na humanidade e também na história do Bitcoin.