Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A era dos smartphones

A era dos smartphones

01/10/2018 Danielle Denys

Quando o virtual se torna o principal ambiente.

A era dos smartphones

Uma pesquisa apresentada no início desse ano pela We are Social, em parceria com a Hootsuite, revelou que há cerca de quatro bilhões de pessoas usando internet no mundo. E que essa amplitude se deve, principalmente, ao uso dos smartphones. Este cenário é resultado da quantia expressiva de pessoas que compraram seu primeiro smartphone em 2017: mais de 200 milhões.

Referente ao Brasil, cerca de 143 milhões acessam a internet via dispositivos móveis. Considerando que, durante a pesquisa, na época, a população atual era de 210 milhões, esse dado define que mais da metade da população está conectada. Além de destacar que, em média, o brasileiro gasta mais de nove horas online diariamente.

Na evolução das tecnologias digitais, uma inovação inspira outra. Tudo está conectado e é compartilhado, desde fotos, experiências, artigos e pesquisas; tudo, em sua maioria, por meio do smartphone. Agora, por que estou frisando tanto esses dados?

O objetivo principal desta era dos smartphones é conectar as pessoas e, consequentemente, marcas. Para as empresas, nada melhor do que usar algo que todos carregam no bolso para permitir que a marca se comunique de diferentes formas, nos mais diversos canais de comunicação. Este cenário trouxe tecnologia capaz de auxiliar a rotina das pessoas, como os aplicativos de serviços bancários, delivery, transporte, redes sociais, entre várias opções que estão sempre na palma da mão.

Acompanhar esta velocidade não é nada fácil. Além dos recursos financeiros, há uma mudança na postura corporativa. Hoje, pensar em canais digitais para a estratégia de B2B e B2C é fundamental para ampliar o alcance no segmento específico. Investimentos de marketing digital estão aumentando no Brasil, 18 em cada 100 empresas nacionais apostam em mídia digital, segundo dados da Bain & Company. Países como Estados Unidos e Reino Unido possuem de 33% e 51%, respectivamente, de empresas com investimento no meio online.

A decisão de colocar uma marca na internet é do cliente e não mais da empresa, pois os clientes tornaram-se porta-vozes e receptores. O ponto é como se relacionar e como incluir em sua estratégia uma atuação eficaz de marketing digital, com métricas e monitorada diariamente.

No Grupo Acerte atuamos fortemente nas campanhas periódicas de marketing, tanto nas lojas quanto no ambiente digital. Foi preciso renovar o mindset, entendendo cada vez mais os clientes e o mercado. A comunicação do Grupo hoje é de forma “no-line”, ou seja, entregando boa experiência de marca tanto no online quanto no offline, conectando os pilares marca, serviços e clientes. Diariamente surge algo novo, como ferramentas, automações e inteligência artificial.

Portanto, é preciso rever estratégias sempre, pois o futuro é hoje. A PWC (Pricewaterhousecopers) realizou uma pesquisa em que afirmou que mais de 75% dos brasileiros são influenciados a partir de anúncios digitais, mas que a experiência em lojas físicas ainda é muito relevante.

O desafio das marcas é entender o novo tom da comunicação e da forma de relacionamento com os clientes, solucionando problemas reais e sendo cada vez mais relevantes. Caso contrário, pode-se contar os minutos para estar fora do universo do seu cliente, pois tudo é seletivo – follow, unfollow, like, dislike e compartilhamentos. Decisões em curto prazo e em tempo real: esta é a era dos smartphones.

Exemplo deste cenário e de novas soluções digitais é a nova franquia do Grupo Acerte lançada na ABF EXPO 2018, a Laundry 4 You - Lavanderia em Condomínios, que oferece gerenciamento 100% online para as lavanderias em condomínios, tanto para o morador quanto para o investidor. Nesse novo modelo de negócio não há necessidade de funcionários, pois tudo é gerenciado por meio de solução online.

O morador, por exemplo, pode programar o uso da máquina de lavar, realizar o pagamento pelo e-commerce e, depois, via tecnologia RFID, ele libera a máquina para uso na lavanderia do seu condomínio, proporcionando segurança, praticidade e conforto quando o assunto é lavar as roupas. É a inovação de um serviço rotineiro por meio da ferramenta exclusiva da marca, via smartphone.

Trazer inovações quando a concorrência está cada vez mais acirrada é um desafio diário, pois os setores de expansão e marketing das empresas precisam acompanhar essa avalanche tecnológica e, assim, alinhar qual necessidade do cliente é possível suprir, buscando não somente o retorno financeiro, mas também a certeza de que está inserido na vida dos clientes de forma eficaz e solucionando um problema.

* Danielle Denys é gerente de marketing do Grupo Acerte Franchising, grupo há mais de 20 anos no mercado e detentor das marcas Laundry 4 You – Lavanderia em Condomínios, Quality Lavanderia, Prima Clean Lavanderia Express, Linha e Bainha Costuras e Inova Lavanderia Industrial.

Fonte: Press à Porter



Liderança desengajada é obstáculo para uma gestão de mudanças eficaz

O mundo tem experimentado transformações como nunca antes, impulsionadas por inovações tecnológicas, crises econômicas e transições geracionais, dentre outros acontecimentos.

Autor: Francisco Loureiro


Neoindustrialização e a nova política industrial

Com uma indústria mais produtiva e competitiva, com equilíbrio fiscal, ganha o Brasil e a sociedade.

Autor: Gino Paulucci Jr.


O fim da ‘saidinha’, um avanço

O Senado Federal, finalmente, aprovou o projeto que acaba com a ‘saidinha’ (ou ‘saidão’) que vem colocando nas ruas milhares de detentos, em todo o país, durante os cinco principais feriados do ano.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Brasil e a quarta chance de deixar a população mais rica

O Brasil é perseguido por uma sina de jogar fora as oportunidades. Sempre ouvimos falar que o Brasil é o país do futuro. Um futuro que nunca alcançamos. Vamos relembrar as chances perdidas.

Autor: J.A. Puppio


Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli