Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A falácia dos juros baixos

A falácia dos juros baixos

06/07/2023 Anderson Zotto

Desde o início do ano, Lula escolheu a taxa de juros do Banco Central como um inimigo recorrente, mas seus tentáculos são agora inalcançáveis.

Por muito tempo, a independência do Banco Central era considerada tabu, com a crença de que o Estado era mais competente para determinar a taxa básica de juros do que o COPOM, composto por especialistas.

No entanto, desde fevereiro de 2021, com a independência do Banco Central, o órgão ganhou autoridade para gerir sua taxa básica e controlar a inflação sem influência política.

A função primária de um banco central é controlar a inflação e a valorização da moeda. No início de 2023, o COPOM estabeleceu a meta de inflação de 3,25% para o ano, acreditando que, com a taxa de juros em 13,75%, a inflação poderia ser mantida dentro da meta.

No entanto, as projeções atuais indicam uma inflação de 5,12% até dezembro, enquanto o governo espera 4,75% no máximo. Baixar a taxa de juros nesse cenário levaria à disparada da inflação.

A discussão real deveria ser se devemos manter a taxa de juros atual e observar se a inflação continua em queda ou aumentar a taxa de juros para desacelerar a inflação mais rapidamente.

Qualquer outra discussão é mero populismo do governo petista, que busca aumentar os gastos desenfreados.

* Anderson Zotto é formado em Filosofia, professor pelo estado do Paraná e especialista em Política e Ética.

Para mais informações sobre inflação clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Instituto Liberal



A tragédia já foi. E agora?

Impossível não se sensibilizar e chocar com a situação do Rio Grande do Sul, atingido por chuvas sem precedentes que causaram inundações em grande parte do estado, da capital ao interior.

Autor: Janguiê Diniz


O preconceito que condena

O programa Fantástico da Rede Globo trouxe mais uma história de injustiça cometida pelo Poder Judiciário brasileiro contra um jovem preto e periférico.

Autor: Marcelo Aith


O risco de politização da tragédia no RS

O Brasil todo tem assistido, consternado, ao desastre ambiental que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos dias.

Autor: Wilson Pedroso


Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques