Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A importância da previsão e monitoramento em tempos de El Niño

A importância da previsão e monitoramento em tempos de El Niño

11/08/2015 Francine Sacco

Muito se tem ouvido falar que estamos sobre influência do fenômeno El Niño e que este ano deverá apresentar uma intensidade recorde.

Mas afinal, o que isso significa? O que a sociedade em geral tem com isso? O que fazer para se "proteger" em uma situação destas?

Essas e diversas outras perguntas nos são direcionadas todos os dias, por sermos meteorologistas de um sistema de alerta de eventos adversos de tempo.

À medida que a imprensa começa a veicular essas informações, a população que já sofreu com enchentes, deslizamentos e enxurradas começa a se apavorar e a procurar mais informações além de tentar se proteger.

O fenômeno El Niño trata-se de um aquecimento anômalo das águas superficiais e subsuperficiais do Oceano Pacífico Equatorial, que associado ao enfraquecimento dos ventos alísios, provoca mudanças da circulação da atmosfera nos níveis baixos e altos, resultando em modificação nos padrões de transporte de umidade, e por consequência na distribuição das chuvas em regiões tropicais e de latitudes médias e altas.

No Sul do Brasil, estudos apontam para um aumento no número de eventos extremos de chuva, em especial nos meses de primavera do ano de início do fenômeno e no inverno do ano posterior.

Ao mesmo tempo em que chove mais no Sul, o Nordeste do Brasil passa a apresentar falta de chuva. Mas é nesse ponto que devemos nos atentar, pois há uma tendência ou possibilidade aumentada de incremento da chuva e isso não quer dizer que vai chover mais.

Em situações como essa, a população deve ficar mais atenta à previsão do tempo diária, pois são nessas que conseguimos indicar a possibilidade ou não de ocorrência de chuva extrema e de problemas que possam ser causados por estas.

São as previsões de médio e curto prazo (de cinco a três dias) além das previsões de curtíssimo prazo baseadas no monitoramento contínuo do tempo.

Além disso, sempre alertamos os órgãos competentes para que, diante da previsão de um período com possibilidade de chuvas acima da normalidade, serviços como limpezas de bueiros, desassoreamento de rios e ribeirões e conscientização da população quanto à forma correta de descartar seu lixo doméstico, se tornem atitudes de extrema importância para estarmos mais bem preparados para o caso de ocorrerem volumes elevados de chuva.

Portanto, a meteorologia e nós dos sistemas de alerta fazemos a nossa parte ao mesmo tempo em que os órgãos responsáveis e a população fazem as suas. Atuando em conjunto, certamente conseguiremos diminuir os impactos/efeitos de eventos mais adversos de tempo.

* Francine Sacco, meteorologista da Squitter Soluções em Monitoramento Ambiental.



Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques


Violência urbana no Brasil, uma guerra desprezada

Reportagem recente do jornal O Estado de S. Paulo, publicada no dia 3 de março, revela que existem pelo menos 72 facções criminosas nas prisões brasileiras.

Autor: Samuel Hanan


Mundo de mentiras

O ser humano se afastou daquilo que devia ser e criou um mundo de mentiras. Em geral o viver passou a ser artificial.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Um País em busca de equilíbrio e paz

O ambiente político-institucional brasileiro não poderia passar por um tempo mais complicado do que o atual.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves