Portal O Debate
Grupo WhatsApp


A plenitude do amor de um pai

A plenitude do amor de um pai

12/08/2012 Erika de Souza Bueno

Nas mãos você tem a aspereza de quem já experimentou o peso de uma enxada ou de uma caneta ao ter que assinar um importante documento.

Nos braços você tem a força para dar colo e abrigo a quem hoje quer prestar esta homenagem. Nas aventuras contadas e recontadas tantas vezes está seu riso antecipado, riso de quem já conhece o final da história.

Na sua volta diária do trabalho, agradecemos a Deus por tê-lo em casa, papai, sorrindo e feliz mesmo diante do cansaço do dia. Em datas como esta, é imenso nosso empenho em querer presenteá-lo com algo muito superior a qualquer lembrancinha.


Em nossa memória ecoam suas palavras de repreensão que guiaram e guiam até hoje as nossas decisões. Nos seus olhos estão a segurança e a paz que tão de perto conhecemos e queremos que nossos filhos também reconheçam, um dia, em nós. No tom forte de sua voz está a força da atração que faz com que nossa atenção se volte mais uma vez para o senhor.
No calor do seu colo repousa o desejo de nunca mais sair desse lugar de harmonia, sossego e paz. Na sua vida assomam exemplos que devem ser seguidos por outras gerações, direcionando os passos daqueles que precisarão seguir em frente.
Já em nossas vidas estão as marcas dos ensinamentos que o senhor sempre ponderou, mostrando um caminho muito mais eficaz a ser seguido. Que sua sabedoria esteja conosco, pois, mesmo já crescidos, precisamos que ela nos advirta em tempo oportuno.
Que este dia seja de Paz para o senhor, pois é uma das formas mais eficazes de também a alcançarmos.
Feliz Dia dos Pais a você que, somente com um olhar, soube passar para nós o maior bem que alguém pode ter: a plenitude do seu amor.
* Erika de Souza Bueno é Editora do Portal Planeta Educação e Coordenadora Pedagógica da Planeta Educação. Fonte: Assessoria de imprensa da Planeta Educação e Ex-Libris Comunicação Integrada



A hora de enfrentar a quebradeira

Certo ou errado, interesseiro, politiqueiro ou, até, corrupto, o combate à Covid 19 ocorre em todo o território nacional.


O que o Brasil vai ter após a pandemia do Covid-19

As nações mais adiantadas em tecnologia do mundo, estão superconcentradas em encontrar a cura desta pandemia.


Homem, sonhos e o trabalho: reflexões sobre um futuro próximo

O homem, seja pela perspectiva do criacionismo ou do evolucionismo, sempre teve um relacionamento necessário e direto com o trabalho.


Os sonhos norteiam a vida

Final dos anos 80. Rô tinha acabado de chegar de Londres. Morávamos no mesmo pensionato em São Paulo.


Não ao “novo” normal, sim a um normal de verdade

Escrevi um artigo no mês passado, em um dos maiores jornais do país, questionando este “novo” normal e recebi muitas mensagens de pessoas concordando e poucos discordando.


Liberdade de pensamento

Tem sentido que nos ocupemos hoje da Liberdade de Pensamento? Este não é um tema ultrapassado?


As redes sociais como patrimônio do povo

A novidade dos últimos dias é o banimento de páginas de políticos e ativistas - tanto de situação quanto de oposição - nas redes sociais, por determinação dos controladores destas.


O desafio da exigência de êxito

O famoso “Poema em Linha Reta” nos diz que todos os conhecidos do poeta eram verdadeiros campeões em tudo, sem derrotas ou fracassos.


Mudança nas relações humanas faz parte de realidade pós-pandemia nas empresas

“Nada é permanente, exceto a mudança”. “Só sei que nada sei”. “A única constância é a inconstância”.


Dia do Panificador, o pão e a fome

Oito de julho é o Dia do Panificador. Profissão humilde, raramente é lembrada.


O valor de uma obra

Naquela fria e sombria manhã de Inverno, do ano de 1967, estava à porta da “Livraria Silva”, na Praça de Sé, quando passa, de reluzentes divisas doiradas, o sargento Mário.


A pandemia, as perdas e o novo mundo

Apesar de, infelizmente, ter antecipado o fim da vida de 64,9 mil brasileiros e ainda estar por levar milhares de outros e prejudicar muitos na saúde ou na economia (ou em ambos), o coronavírus pode ser considerado um novo divisor de águas na sociedade.