Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A prevenção de litígios no contexto da LGPD

A prevenção de litígios no contexto da LGPD

26/11/2020 Daniel Cerveira

A nova Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) representa um avanço para o Brasil e nos coloca em posição de igualdade com as legislações dos países desenvolvidos.

Na Era da Informação a LGPD concede segurança às pessoas e favorece a realização dos negócios.

Vale esclarecer que se entende por dados pessoais todas as informações suficientes para identificar uma pessoa natural, tais como os números de telefone e do Cadastro de Pessoais Físicas do Ministério da Fazenda (CPF/MF) ou uma imagem obtida através de câmera instalada em uma loja.

Por outro lado, muito embora em grande parte o Código de Defesa do Consumidor já ampara os indivíduos, a Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais amplia o rol de direitos e obrigações e, com isto, o potencial de litígios nas esferas administrativa e judicial, por meio da futura atuação da Autoridade Nacional de Proteção de Dados e de ações judiciais.

Nesta linha, importante destacar que os termos da LGPD impõem medidas de adequação por parte das empresas, sob pena de serem responsabilizadas pelo uso indevido de dados e vazamentos.

A adequação envolve uma mudança relevante nas empresas que inclui questões culturais e passa pela chamada “transformação digital”.

A primeira providência consiste em identificar o fluxo de coleta e armazenamento de dados da companhia, bem como qual é o seu aparato tecnológico utilizado quanto à infraestrutura de rede, hardware e sistemas/softwares, além de suas normas de conduta envolvendo cibersegurança.

Feito este mapeamento inicial, será possível determinar as medidas de adequação necessárias, as quais irão variar dependendo do estágio digital das empresas e tipos de atividades desenvolvidas.

As providências normalmente indicadas são bastante amplas. Algumas tratam de itens diretamente ligados à LGPD, como a elaboração do relatório de impacto, nomeação do “encarregado”, regularização de consentimento, entre outras.

Outras cuidam de aspectos relacionados com a segurança digital, podendo serem citadas por exemplo a implantação de ferramentas tecnológicas, treinamento dos colaboradores, criação de regulamentos etc.

Por fim, existem também aquelas providências que dizem respeito à revisão e adequação dos contratos em vigor celebrados pela empresa.

No campo da segurança digital, é fundamental que um profissional de TI, especializado no tema atue em parceria com os advogados, mais ou menos como acontece com os contadores e tributaristas.

Os advogados têm a função de validar as orientações técnicas e práticas destes profissionais, bem como, em conjunto com eles, formular as políticas das companhias sobre o assunto e prover as soluções aos clientes.

Assim, com a objetivo de minimizar a exposição aos litígios, é de suma importância que as empresas promovam os devidos ajustes para atender os ditames trazidos pela nova legislação.

Caso seja necessário apresentar defesa em eventual situação concreta, o fato de a empresa não permanecer inerte quanto à sua adequação aos termos da Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais representará um argumento importante para afastar a responsabilização, lembrando que mesmo os sistemas de segurança mais modernos não são infalíveis.

* Daniel Cerveira é sócio do escritório Cerveira, Bloch, Goettems, Hansen & Longo Associados Advogados Associados.

Fonte: Ex-Libris Comunicação Integrada



Cada um no seu quadrado e todos produzindo…

Muito oportunas as observações do Prof. Ary Oswaldo Mattos Filho, de que em vez dos simples projetos que visam reforçar o caixa da União – como a alteração no Imposto de Renda ora em tramitação pelo Congresso – o país carece de uma verdadeira reforma tributária onde fiquem bem definidos os direitos e obrigações da União, Estados e Municípios.


Você já respirou hoje?

Diagnóstico e tratamento corretos salvam vidas na fibrose cística.


Jogos para enfrentar a crise

O mundo do trabalho nunca mais será o mesmo.


O trabalho de alta performance no Hipismo

O que os atletas precisam para o desempenho perfeito em uma competição? Além do treinamento e esforços diários, eles precisam estar em perfeita sintonia com o corpo e a mente.


Bons médicos vêm do berço

Faz décadas assistimos a abertura desenfreada de novas escolas médicas, sem condição de oferecer formação minimamente digna e honesta.


Wellness tech e a importância da saúde mental dentro das organizações

A pandemia de covid-19 impactou a vida de todos nós, pessoal e profissionalmente.


Manifestações do TDAH

Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade em adultos e crianças.


Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.