Portal O Debate
Grupo WhatsApp

A realidade das aplicações em plataformas móveis

A realidade das aplicações em plataformas móveis

07/12/2011 José Ricardo Ferreira

Essa é a palavra do momento. O mercado de tablets e smartphones tem crescido abruptamente, e é inegável dizer que esses aparelhos são muito mais do que partes do nosso cotidiano, são ferramentas de lazer, estudos e, principalmente, trabalho.

Segundo dados da consultoria IDC, a venda de tablets pelo mundo deve superar a casa das 62,5 milhões de unidades. Somente no Brasil devem ser vendidas 450 mil unidades em 2011 e a expectativa é que ultrapasse a marca de um milhão no ano seguinte. Já o mercado mundial de smartphones deve alcançar 450 milhões de unidades vendidas no mundo todo este ano, o que representa um crescimento de 49,2% sobre os 303,4 milhões de aparelhos vendidos em 2010, informa a IDC.

Isso é reflexo do aumento do número de fabricantes, a entrada de grandes marcas, como Motorola, Samsung e HP, além da Apple, e a propagação do sistema operacional da Google, o Android. Atualmente, a plataforma está presente em 36% dos aparelhos de smartphones vendidos. Já nos tablets, timidamente o Android vem caminhando, contando com 26,8% dos aparelhos vendidos entre abril e junho desse ano. O predomínio segue com o iPad que detém 68% do mercado.

No entanto, no final de 2011, esse número era de 83%, revela o IDC. A grande verdade é que esses números apontam a acessibilidade a esses dispositivos móveis, e a facilidade que eles trazem, em geral, para o mercado corporativo. Tablets e smartphones já contam com diversas opções de aplicações, que rodam tão bem quanto em notebooks e PCs. Não há perda de funcionalidades, nem de performance. Ou seja, quem ganha é somente o usuário. Imagine uma equipe comercial de uma empresa, a facilidade de colocar um desses simples e portáteis aparatos tecnológicos em suas mãos.

Qual seria o aumento de produtividade? Vendedores realizando pedidos online, sistemas trabalhando simultaneamente. Seria uma grande central de dados inteiramente conectada diretamente na palma da mão. E, para atender a todo esse contingente comercial é necessário o desenvolvimento especializado de aplicações para esses aparelhos, seja lá qual for o sistema operacional utilizado, como iOS, Android ou até mesmo o prometido Windows 8.

A mobilidade, os tablets e smartphones são caminhos sem volta. Os clientes querem essa comodidade, essas facilidades. É preciso ficar atento e levar as novidades em aplicações móveis. A mobilidade para as aplicações não é mais um diferencial, e sim uma necessidade, que se torna, a cada minuto, mais real.

* José Ricardo Ferreira é Diretor Comercial da Entire Technology Partners, uma das principais fornecedoras de soluções de comércio eletrônico para o mercado corporativo (B2B-Business to Business).

 



As histórias que o padre conta

“Até a metade vai parecer que irá dar errado, mas depois dá certo!”

Autor: Dimas Künsch


Vulnerabilidades masculinas: o tema proibido

É desafiador para mim escrever sobre este tema, já que sou um gênero feminino ainda que com certa energia masculina dentro de mim, aliás como todos os seres, que tem ambas as energias dentro de si, feminina e masculina.

Autor: Viviane Gago


Entre o barril de petróleo e o de pólvora

O mundo começou a semana preocupado com o Oriente Médio.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes