Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Ações logísticas "inteligentes"?

Ações logísticas "inteligentes"?

19/03/2018 Reinaldo A. Moura

Comparando a Logística dos primórdios até os atuais dias, algo crítico mudou - a inteligência.

Nos bancos escolares aprendemos que o sucesso do fim da 2a Guerra Mundial foi a operação conjunta dos aliados (várias tropas de diversos países) no famoso Dia D (6/6/1942) na Normandia.

Será que os inimigos sabiam antecipadamente desta data? O fato é que foi utilizada a inteligência no deslocamento das tropas, munições e mantimentos... tudo isso em segredo! Já no caso das forças armadas e militares invadindo o Estado do Rio de Janeiro numa ação conjunta de intervenção, os inimigos já sabiam de tudo, seja por vazamento de informações (via políticos), seja por entrevistas às diversas mídias por força da pressão existente.

Ou seja, faltou sigilo e tudo que veio acontecer já era do conhecimento de todos. Como pode vazar estas informações estratégicas e táticas, afugentando o inimigo, se qualquer curso de práticas anti guerrilhas da AMAN - Academia Militar de Agulhas Negras, CPOR´s etc. pede segredo das ações.

Neste caso não houve derramamento de sangue mas também não prendeu-se o inimigo e suas armas. Enquanto as forças se deslocavam para as primeiras "blitz", os inimigos já tinham passado por ali dias antes (e não horas!) até atingirem estradas vicinais. Cruzaram, com segurança, as fronteiras dos 3 estados e já estavam longe quando se iniciou a intervenção.

Isto por terra, e pelo mar? São quase 2000 km de mar recortado por inúmeras ilhas e baias na Costa Fluminense fiscalizados apenas em alguns pontos próximos aos portos. Outro item que deveria ser sigiloso, até o último minuto, são os mandados de busca e apreensão individual (já que a constituição não permite o coletivo, mesmo nestes casos de exceção), quando sabemos que a forma que foram construídos os barracos naqueles cortiços possuem uma capilaridade inatingível por sistemas de navegação.

Enfim, a Logística que se aplicou (e vem sendo aplicada) deixou muito a desejar. Cabe a pergunta: Onde estão os ex-formados da Escola Superior de Guerra? Imaginem na Logística Empresarial seu concorrente saber antecipadamente do abastecimento de um novo produto com lançamento regional numa rede de supermercados num certo dia e hora?

Como resultado, se não houver espaço nas gôndolas, numa ação surpresa, seria uma estratégia para sua empresa, mas um desastre para os concorrentes. Se uma ação sigilosa, que necessite de códigos e senhas, já é difícil entre 2 pessoas, imagine quando envolve coligadas.

Resumindo: Logística não é tudo, mas tudo depende de uma boa Logística e com inteligência agregada!

* Reinaldo A. Moura é engenheiro e mestre em Ciências e Engenharia de Produção pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo e fundador do Grupo IMAM entidade dedicada ao treinamento de curta duração. 



50 Anos de Internet e o mundo se comunica cada vez menos

Neste ano de 2019, a internet fará 50 anos.


Woody Allen e Dylan Farrow

A possível síndrome de falsas memórias.


A CPMF e a saída do seu autor

A CPMF foi mal porque, em vez de substituir outros impostos, constituiu-se em mais um.


CPMF: o que foi e como poderá ressurgir na reforma tributária

O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) poderá ser a recriação antiga CPMF.


O Brasil e a agropecuária sustentável

A pecuária brasileira tem se pautado ao longo dos anos pela sustentabilidade em toda cadeia produtiva e pela qualidade e segurança dos alimentos.


“Tô de férias, cadeia é férias pra mim”

É uma vergonha que delinquentes ainda venham desdenhar do sistema carcerário e das autoridades penais.


Locações de curta temporada em aplicativos

Saiba os direitos e deveres da propriedade imobiliária.


O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.