Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Alimentação: aprenda a reeducar a família

Alimentação: aprenda a reeducar a família

27/10/2016 Flavia Salvitti

Desde cedo, temos uma educação errada no quesito alimentação.

Normalmente, as comidas que trazem mais benefícios ao corpo são encaradas como ruins ou sem sabor, mas muitos sequer já as provaram.

Além de interferir na saúde, os alimentos que consumimos são capazes de influenciar os hábitos de todos, principalmente de bebês e crianças, que estão começando a formar as suas preferências.

Quando evitamos comer guloseimas durante o dia e sabemos que não teremos acesso a elas nem quando chegarmos em casa, deixamos a “tentação” bem longe!

Esse é o incentivo necessário quando o objetivo de perder peso ou manter uma alimentação mais saudável é estabelecido por um membro da família.

O ditado diz que a união faz a força e, nesse caso, faz mesmo total diferença. Deixo algumas dicas para conscientizar os familiares sobre a necessidade de ter uma alimentação balanceada e evitar futuros problemas relacionados ao consumo de gordura, sal e açúcar em excesso.

Elimine os vilões

Os alimentos de caloria vazia, isto é, aqueles que são calóricos, porém nulos de vitaminas, sais minerais e proteínas, são os primeiros que devem ser eliminados do cardápio. Salgadinhos, biscoitos, doces, refrigerantes e bebidas alcoólicas não vão acrescentar em nada à saúde, a não ser mais peso e medidas.

Substitua

Os biscoitos recheados podem ser trocados pelos de fibras, pelas frutas secas ou iogurtes com pedaços de frutas. Já os bolos recheados devem ser substituídos por bolos simples, como cenoura, fubá, mandioca. As bebidas gaseificadas e alcoólicas podem dar lugar aos sucos naturais, água ou água de coco.

Atente-se às refeições principais

As refeições devem conter folhas, legumes e carnes magras. Frituras devem ser evitadas. As batatas podem ser assadas ou cozidas, enquanto o bife deve ser grelhado em vez de frito, sem adição de óleo. No caso do sal, recomendo que seja utilizado apenas durante a preparação dos alimentos, evitando salpicar depois que já estejam prontos.

Alerte sobre o conjunto de hábitos

Perder peso, assim como ter uma vida mais saudável, não se limita à alimentação. É necessário também praticar atividade física regulamente e buscar o bem-estar pessoal.

* Flavia Salvitti é nutricionista do hospital San Paolo, centro hospitalar de alta complexidade da Zona Norte de São Paulo.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.