Portal O Debate
Grupo WhatsApp

As Olimpíadas 2012 do mundo da TI

As Olimpíadas 2012 do mundo da TI

07/08/2012

O mundo da TI ainda não tem Olimpíadas próprias formalmente. Entretanto, a cada dois anos ocorre em algum canto do planeta o Congresso Mundial de Tecnologia da Informação (conhecido pela sigla em inglês, WCIT, derivada de World Congress on Information Technology).

Chamar este evento de Olimpíadas não é nenhum exagero, dado o número de participantes. O WCIT é um evento da WITSA, a Federação Mundial das Entidades de TI, na qual o Brasil é representado pela Assespro. As últimas edições do WCIT ocorreram na Malásia em 2008 e na Holanda em 2010.

A edição deste ano, o WCIT 2012, ocorrerá de 22 a 24 de outubro, na cidade de Montreal, no Canadá. Como mais importante evento global do setor de Tecnologia da Informação, o WCIT é patrocinado pelos principais fornecedores do setor, de todo mundo. Além disso, serve de vitrine para palestrantes de classe mundial: o anúncio do programa oficial foi coordenado por Larry King (inspirador do nosso Jô).

Entre os mais de cem palestrantes já confirmados, além de Larry King, se destacam as presenças de Wim Elfrink (Cisco), Bernard Charlès (Dassault), Andrew P. McAfee (pesquisador do MIT), Tom Jenkins (OpenText), Robert Youngjohns (Microsoft) e o Professor Peter A. Bruck (da Austria), entre muitos outros.

O tema central do evento é a criação de uma perspectiva única sobre a sociedade digital global. Além das atividades de auditório, o evento inclui reuniões de negócios, atividades sociais, e diversas reuniões das federações internacionais das entidades TI.

Dentre elas, a mais importante para nós brasileiros, será a reunião de diretoria da WITSA, que deverá escolher a sede do WCIT de 2016: a Assespro apresentou a candidatura de Brasília para sediar essa edição em nosso país. Desde março de 2012, quando foi tomada a decisão de apresentar a candidatura formalmente, um esforço intenso vem sendo desenvolvido em prol dela, visto que há outros países que também se postularam.

Para tanto, o apoio de todos os parceiros possíveis é fundamental. O Governo do Distrito Federal, representado pelo seu Governador e os Secretários de Ciência e Tecnologia, e de Turismo, tem dado todo apoio. Esperamos que a delegação brasileira possa retornar de Montreal em outubro com a conquista do WCIT 2016 para o Brasil. Se confirmada, será a primeira vez que este evento ocorrerá na América do Sul.

Roberto Carlos Mayer é vice-presidente de Relações Públicas da Assespro Nacional e diretor da MBI e presidente da ALETI (Federação Ibero – Americana de TI).



Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.