Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Carnaval com responsabilidade sexual

Carnaval com responsabilidade sexual

15/02/2012 Maria Helena Vilela

O carnaval chega e a campanha oficial do Ministério da Saúde, focada no público jovem homossexual, mostra que o preconceito deve enfrentado e ser direto na mensagem do uso do preservativo para homens jovens que fazem sexo com homens porque há uma redução de 50% a 60% no uso da camisinha nas relações casuais que acontecem muito no carnaval.

A campanha também terá peças para o público heterossexual, mas os dados oficiais mostram que de1998 a 2010, caiu em 20% o número de casos de HIV na população heterossexual de 15 a 24 anos, mas entre os homossexuais na mesma faixa etária houve aumento de 10,1%. O Instituto Kaplan, especializado no estudo da sexualidade, que trabalha intensamente com metodologias de prevenção de DST/Aids e gravidez na adolescência, recebe muitas perguntas sobre preservativo, desde como colocar até sobre tipos comercializados.

Em dezembro, durante o mês de prevenção da Aids, promovemos a exposição “Por dentro da camisinha”, que ensinou de modo interativo como colocar, qual a sensibilidade, textura e importância do preservativo como barreira às DST´s e gravidez. É preciso informar que a infecção pelo HIV se dá pelo contato direto com o sangue, o sêmen e as secreções vaginais, e isto pode acontecer no sexo oral, mas principalmente, na relação vaginal e no sexo anal. O ânus e a vagina são órgãos muito vascularizados, revestidos por um tecido delgado chamado de mucosa.

Na relação sexual, especialmente durante a penetração, o pênis provoca atrito na vagina ou no ânus, mesmo que a garota esteja lubrificada. Este atrito, por sua vez, causa micro-fissuras (aberturas muito pequeninas) nas paredes das mucosas, aumentando o risco de que o HIV presente no esperma entre na corrente sangüínea. Existem camisinhas de vários tipos e qualidades. Portanto, sempre haverá uma que se adéqüe ao seu parceiro.

Sexo é uma brincadeira de verdade. Quando a gente se machuca, a cicatriz fica para sempre. Nunca delegue o cuidado com o seu corpo. O corpo só tem um dono, e este é você. Quando você delega, o outro pode não priorizar os seus interesses, e principalmente sua saúde. Aproveite o carnaval com responsabilidade.

*Maria Helena Vilela é educadora sexual e diretora do Instituto Kaplan.



As histórias que o padre conta

“Até a metade vai parecer que irá dar errado, mas depois dá certo!”

Autor: Dimas Künsch


Vulnerabilidades masculinas: o tema proibido

É desafiador para mim escrever sobre este tema, já que sou um gênero feminino ainda que com certa energia masculina dentro de mim, aliás como todos os seres, que tem ambas as energias dentro de si, feminina e masculina.

Autor: Viviane Gago


Entre o barril de petróleo e o de pólvora

O mundo começou a semana preocupado com o Oriente Médio.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes