Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Carnaval com responsabilidade sexual

Carnaval com responsabilidade sexual

15/02/2012 Maria Helena Vilela

O carnaval chega e a campanha oficial do Ministério da Saúde, focada no público jovem homossexual, mostra que o preconceito deve enfrentado e ser direto na mensagem do uso do preservativo para homens jovens que fazem sexo com homens porque há uma redução de 50% a 60% no uso da camisinha nas relações casuais que acontecem muito no carnaval.

A campanha também terá peças para o público heterossexual, mas os dados oficiais mostram que de1998 a 2010, caiu em 20% o número de casos de HIV na população heterossexual de 15 a 24 anos, mas entre os homossexuais na mesma faixa etária houve aumento de 10,1%. O Instituto Kaplan, especializado no estudo da sexualidade, que trabalha intensamente com metodologias de prevenção de DST/Aids e gravidez na adolescência, recebe muitas perguntas sobre preservativo, desde como colocar até sobre tipos comercializados.

Em dezembro, durante o mês de prevenção da Aids, promovemos a exposição “Por dentro da camisinha”, que ensinou de modo interativo como colocar, qual a sensibilidade, textura e importância do preservativo como barreira às DST´s e gravidez. É preciso informar que a infecção pelo HIV se dá pelo contato direto com o sangue, o sêmen e as secreções vaginais, e isto pode acontecer no sexo oral, mas principalmente, na relação vaginal e no sexo anal. O ânus e a vagina são órgãos muito vascularizados, revestidos por um tecido delgado chamado de mucosa.

Na relação sexual, especialmente durante a penetração, o pênis provoca atrito na vagina ou no ânus, mesmo que a garota esteja lubrificada. Este atrito, por sua vez, causa micro-fissuras (aberturas muito pequeninas) nas paredes das mucosas, aumentando o risco de que o HIV presente no esperma entre na corrente sangüínea. Existem camisinhas de vários tipos e qualidades. Portanto, sempre haverá uma que se adéqüe ao seu parceiro.

Sexo é uma brincadeira de verdade. Quando a gente se machuca, a cicatriz fica para sempre. Nunca delegue o cuidado com o seu corpo. O corpo só tem um dono, e este é você. Quando você delega, o outro pode não priorizar os seus interesses, e principalmente sua saúde. Aproveite o carnaval com responsabilidade.

*Maria Helena Vilela é educadora sexual e diretora do Instituto Kaplan.



O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.


A complexidade do saneamento

O Congresso Nacional tem a grande missão de dar um rumo certo para o saneamento brasileiro.


Como a constelação familiar te ajuda nos negócios?

A constelação familiar acredita que somos produto da nossa ancestralidade.


VAR e os lances polêmicos: acabaram os problemas?

As polêmicas em arbitragem no futebol se confundem com a sua história.


Ex-primeira dama do Amazonas no xilindró

O Brasil é de um escândalo interminável, que só denigre a imagem da nação.


Os velhos continuam a ser trapos?

O que faz a sociedade e o Estado, aos idosos?


O bom senso na vida profissional

Aprender é um processo que nunca deveria se esgotar para nenhuma pessoa.


Lava Jato – Quem é o pai da criança?

Desde o início da operação Lava Jato, a população ficou estupefata com as revelações do emaranhado esquema de corrupção que assolava o país.