Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cinco passos para a modernização da logística no Brasil

Cinco passos para a modernização da logística no Brasil

04/03/2021 Alessandra de Paula

Modernizar a logística brasileira para conseguirmos maior agilidade e eficiência ao transporte de mercadorias em território nacional.

A globalização trouxe mudança para vários segmentos da sociedade, como também para vários setores da economia e mercado, entre os quais o setor de logística, no qual observou-se maior facilidade de acesso a bens e serviços, o que exigiu aumento na escala de produção de alguns bens, para atendimento à demanda, assim como a redução de custos, pois a competitividade também se tornou mais acirrada.

Sabe-se que qualquer mudança precisa ser bem planejada e organizada, com profissionais experientes, pois desses cuidados dependem o êxito nas mudanças.

Muitas mudanças já foram implementadas, principalmente com a descentralização dos postos de distribuição, posicionando-os de maneira a facilitar o fluxo de entregas, ações que geraram maior rapidez e agilidade, que podem ser definidas pela expressão just-in-time. Tudo isso, contribui para a fidelização dos clientes.

No entanto, no Brasil, devido a uma série de fatores, a logística está passando por um período em que suas práticas estão sendo colocadas em xeque, principalmente quanto à eficiência e qualidade.

Em resumo, a logística brasileira precisa modernizar-se, seja por meio da adoção de novas ferramentas tecnológicas, seja pela reivindicação de melhoria nos aspectos da infraestrutura das vias de transporte.

Podemos apontar cinco passos que, se adotados, mesmo que a médio e a longo prazo, poderiam conferir maior agilidade e eficiência ao transporte de mercadorias em território nacional e até, inclusive, no setor de exportações.

O primeiro passo seria a modernização dos modais de transporte, uma vez que o sistema ferroviário, menos poluente, com maior autonomia de fluxo e menor risco de acidentes, além de possuir maior capacidade de transporte, é subutilizado no país – existe uma boa malha ferroviária, mas grande parte necessita de revitalização e conservação para aumentar a eficiência desse modal.

Já o sistema rodoviário, embora seja o mais utilizado, apresenta-se como um modal bastante precário em relação à conservação das rodovias, aumento constante no número de veículos que trafegam por essas vias.

Muitas delas passam por dentro de cidades de médio e grande porte, o que sujeita a frota a uma redução de velocidade e, nas rodovias, o elevado índice de acidentes por causas das mais diversas.

Esses são fatores que acabam contribuindo para o surgimento de problemas logísticos que afetam a credibilidade das empresas. O sistema aeroportuário, assim como os anteriores, necessita de modernização.

Há, principalmente, necessidade de ampliação da capacidade de portos para que possam receber navios de grande porte, ou nos aeroportos, com a instalação de modernos terminais, além de uma revisão nos procedimentos burocráticos para ambos os modais, que demandam muito tempo de espera, o que acaba por encarecer o produto.

O segundo passo seria a implantação de sistemas totalmente automatizados, para que o controle e rastreamento de cargas, em qualquer modal e, mesmo, a partir da empresa, possa ser feito em tempo real, otimizando os processos de remessa e entrega, com maior economia de tempo, minimizando as perdas e reduzindo custos.

Ter acesso rápido a esse tipo de informação pode contribuir para a minimização e até para a solução de problemas no momento em que eles surgem.

O terceiro passo seria a diminuição do tempo entre a compra e a entrega do produto, principalmente quando ambos se encontram em regiões distantes entre si.

A implantação de estratégias como o Same Day (mesmo dia) ou o Next Day (dia seguinte), garantindo a entrega do produto ao cliente no mesmo dia ou, no máximo, no dia seguinte, por diminuírem o tempo de espera, consequentemente a ansiedade e o estresse pela expectativa da chegada do produto, podem garantir a satisfação do cliente.

Esse é um grande desafio a ser vencido, que se encontra atrelado aos dois anteriores – com um sistema modal integrado e eficiente e com a automatização dos sistemas de controle, a entrega pode ser processada com maior agilidade e rapidez, principalmente se houver implementação, também, do quarto passo que sugerimos.

A otimização do Same Day ou do After Day só pode acontecer verdadeiramente se a empresa, dotada de uma boa visão estratégica, tiver ampliado sua rede de distribuição, criando locais de armazenamento em posicionamento geográfico que possibilite deslocamento rápido e eficiente pelos modais existentes em redor, ou ainda, que permita deslocamentos com veículos de duas rodas, como motocicletas, bicicletas elétricas e até mesmo as bicicletas comuns, dependendo da localização da empresa em relação ao local da entrega – esse seria o quarto passo.

E, por último, o quinto passo, que seria a instalação de lockers, armários colocados em pontos estratégicos, informados ao cliente, o qual pode buscar seu pedido neste local, a exemplo do que é feito pelos Correios, em algumas localidades, que recebem e “armazenam” produtos enviados, os quais são liberados ao cliente mediante o uso de uma senha (o código de rastreamento).

Essa prática contribui para a diminuição ou eliminação da taxa de entrega para o cliente, bem como para a redução dos custos de logística para o vendedor.

* Alessandra de Paula é coordenadora dos cursos de Logística e de E-commerce e Sistemas Logísticos do Centro Universitário Internacional Uninter.

Para mais informações sobre logística clique aqui…

Fonte: Página 1 Comunicação



Nexialista: o profissional plural do futuro ou de hoje?

Que o mercado de trabalho tem se transformado de forma cada vez mais acelerada, e o nível de exigência por profissionais talentosos é crescente dentro das empresas, todo mundo já sabe; não é verdade?


Onde a geração Z investe

O último Anuário de Retorno de Investimentos Globais do Credit Suisse, entre outras coisas, apresenta um raio-x de alternativas de financiamento para a Geração Z, aqueles que nasceram entre 1995 e 2000.


A CPI pariu um rato

Fosse hoje vivo, é o que Horácio, o pensador satírico romano diria sobre a CPI da Covid.


Como identificar um ingresso falso?

Com recorrência vemos reportagens abordando diferentes fraudes e golpes que aparecem no mercado.


A primeira visita de D. Pedro a Vítor Hugo

O livro: "Vitor Hugo chez lui", inclui a curiosa visita, realizada pelo Imperador, a 22 de Maio de 1877, ao célebre poeta.


São Frei Galvão, ‘Homem de paz e caridade’

A Igreja celebra, em 25 de outubro, a Festa de Santo Antônio de Sant’Anna Galvão, que na devoção popular é conhecido como “São Frei Galvão”.


CPI da Covid desviou-se e não sabe como terminar

Chegamos ao cume da montanha de inconveniências que povoam o cenário contemporâneo da política brasileira.


Sentimentos e emoções provocadas pela série “ROUND 6”

Nas últimas semanas estamos vivenciando uma série de críticas, comentários, “spoilers” e reflexões sobre a série sul-coreana de maior sucesso da plataforma Netflix: “Squid Game” ou “Round 6”.


Perdas e ganhos dos médicos “filhos” da pandemia

A maioria das situações com as quais nos deparamos na vida tem dois lados. Ou, até, mais de dois.


Defensoria Pública da União x Conselho Federal de Medicina

A Defensoria Pública da União (DPU) ajuizou Ação Civil Pública contra o Conselho Federal de Medicina (CFM), objetivando a condenação por danos morais coletivos no importe, pasmem senhores leitores, não inferior a R$ 60.000.000.00 (sessenta milhões de reais).


Diálogo em vez de justiça

Viver felizes para sempre parece ser um privilégio exclusivo dos casais formados nos contos de fadas.


Salvar a dignidade também é salvar a vida

Quando recebemos o diagnóstico de uma doença grave, crônica ou que ameace a vida, muita coisa muda.