Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Com coração de pai

Com coração de pai

18/03/2021 Sandro Arquejada

O Papa Francisco, por meio do documento “Patris Corde” proclamou 2021 como o Ano de São José.

Esse documento, cuja tradução significa “Coração de pai”, aborda, justamente, o coração paterno, cheio de amor e acolhimento de São José ao seu filho adotivo, Jesus.

Interessante notar que, em meio aos novos rumos que a humanidade tomou forçosamente, devido à pandemia, muitos homens tiveram que estar mais tempo presente em casa, trabalhando remotamente.

Mesmo que tenha sido por uma obrigação, converteu-se em chance, para o pai estar mais presente na vida dos filhos e da esposa.

Com a revolução industrial, o homem se viu obrigado a sair de sua oficina, sua lavoura, enfim, de seu meio de sustento, que geralmente ficava ao lado ou próximo de sua casa e possibilitava tanto o contato afetivo, como a transmissão de sua profissão aos seus filhos.

Ir para as fábricas, para as cidades, provocou, em muitos casos, o distanciamento dos filhos. Até nessa época, o pai era muito mais presente na vida dos seus rebentos.

No século passado, foram as mulheres que tiveram inserção no mercado de trabalho, provocando outra mudança de comportamento e na sociedade.

Vemos hoje muitos filhos criados pelos avós ou em creches e escolinhas infantis ou simplesmente, pela mãe, que sendo solteira ou mesmo casada, assume sozinha o cuidado das crianças.

Um outro Papa, São João Paulo II, em meados dos anos 80, afirmou que a plenitude do ser masculino está na paternidade.

Ou seja, quando o homem se torna pai, descobre um motivo nobre em sua existência, desde que doe tudo o que ele é e tem, pela vida e pelo bem de alguém indefeso e dependente dele, seu filho.

Nenhum ser humano chega à plenitude de si, a razão de sua existência, sem compreender que fazer o bem ao outro é o verdadeiro motivo de sua vida.

A busca por satisfação e realização de metas próprias são boas, mas nos preenchem até o ponto em que começamos a desejar outro objetivo ainda maior.

A vida dos santos nos ensina que dedicar-se a salvar, proteger e suprir o semelhante traz uma realização que não se compara a nenhuma outra.

Para termos um exemplo, cito o trabalho dos médicos que se voluntariam em países subdesenvolvidos e me pergunto: será que algum deles tem dilemas existenciais em sua alma?

Creio que não, porque quando fazemos o bem sem esperar retribuição, salvamos, primeiramente, a nós mesmos.

Assim também será com um pai e uma mãe que abrem mão de certos confortos para si mesmos, e se dedicam em tempo, à amizade ou ensinando algo a seus filhos, e se esforçam para vê-los felizes.

Esse documento “Patris Corde” tem muito a ensinar, a nós homens, nesse tempo atual. Nem é necessário gerar na carne para colocar isso em prática.

Eis o que disse o Papa Francisco: “A felicidade de José não se situa na lógica do sacrifício de si mesmo, mas na lógica do dom de si mesmo”. Se fizermos por amor, não se torna obrigação ou peso. 

“O mundo precisa de pais”, precisa de Josés que, com coração de pai, acolham, deem de si mesmos aos filhos, às esposas, aos jovens, aos idosos, aos menos favorecidos, enfim, ao próximo!

Aprendamos a ser inspirados por São José em nossas atitudes.

* Sandro Arquejada é missionário da Comunidade Canção Nova.

Para mais informações sobre São José clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Assessoria de Imprensa Canção Nova



Desafios e oportunidades para o saneamento

Considerado um dos menos atrativos na infraestrutura, o setor de saneamento passa por uma profunda mudança de paradigma com a aprovação da Lei 14.026/2020.

Desafios e oportunidades para o saneamento

Os desafios de lidar com maternidade e realização profissional

A experiência da maternidade é o momento mais importante na vida da mulher, no entanto um dos mais preocupantes também.


Como a inteligência de dados auxilia o Open Finance

Imagine que a sua televisão está com defeito. Você busca um modelo um pouco melhor na internet (afinal, você merece) e decide comprá-la em algumas suaves prestações.


Evolução da telessaúde

Maior segurança e respeito à autonomia de profissionais e pacientes.


Explore seu universo de possibilidades

Você sabia que o ser humano enfrenta em média 23 adversidades por dia?


Um doidivanas incorrigível

Todos reconhecem Camilo Castelo Branco, como escritor talentoso. Admiram-lhe a riqueza do vocabulário e a vernaculidade da prosa.


O metaverso vem aí e está mais próximo do que você imagina

Você, assim como eu, já deve ter ouvido falar no Metaverso.


Indulto x Interferência de Poderes

As leis, como de corriqueira sabença, obedecem a uma ordem hierárquica, assim escalonadas: – Norma fundamental; – Constituição Federal; – Lei; (Lei Complementar, Lei Ordinária, Lei Delegada, Medida Provisória, Decreto Legislativo e Resolução).


Você e seu time estão progredindo?

Em qualquer empreitada, pessoal, profissional ou de times, medir resultados é crucial.


Propaganda eleitoral antecipada

A propaganda para as eleições neste ano só é permitida a partir do dia 16 de agosto.


Amar a si mesmo como próximo

No documentário “Heal” (em Português, “Cura”), disponível no Amazon Prime, há um depoimento lancinante de Anita Moorjani, que, em Fevereiro de 2006 chegou ao final de uma luta de quatro anos contra o câncer.


O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.