Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como anda a sua alimentação?

Como anda a sua alimentação?

28/05/2014 Aline Abreu, Daniela Gonçalves e Isabella Barreto

“Você é o que você come”. Quem nunca ouviu essa frase, seja em programas de televisão, academias, consultórios ou mesmo em conversas entre amigos?

Não é novidade que atualmente uma parcela alarmante da sociedade encontra-se acima do peso, e as pesquisas científicas continuam mostrando que pessoas com sobrepeso apresentam um risco maior de desenvolver uma série de doenças e condições médicas. Se a informação encontra-se disseminada em vários meios de comunicação, por quê manter um peso saudável ainda é uma tarefa tão difícil?

Os transtornos alimentares referem-se a uma perturbação grave no comportamento alimentar, levando a prejuízos clínicos, psicológicos e sociais. Por mais que hoje em dia se fale mais do problema, os transtornos alimentares não são patologias da modernidade.

Desde o século XIV, têm-se relatos de pessoas - principalmente mulheres - que usavam da busca pela “beleza espiritual” como uma justificativa para o emagrecimento – o que deu lugar à busca pela beleza física e pela magreza nas sociedades atuais.

Uma série de fatores contribuem para que a população tenha uma dieta cada vez mais inadequada: falta de tempo, disponibilidade e praticidade dos fastfood, preço elevado dos alimentos saudáveis, são alguns dos fatores que mais pesam na escolha do que e onde comer.

Porém, ainda que se decida manter uma dieta mais saudável, se as pessoas não mudarem a forma de pensar, a chance de retomarem, mais cedo ou mais tarde, antigos padrões alimentares, aumenta consideravelmente, favorecendo recaídas e o famoso “efeito-sanfona”.

A maioria das pessoas que faz dieta sabe que precisa alimentar-se de forma nutritiva, emagrecer devagar, ter bons hábitos alimentares e de vida, fazer exercícios físicos, ser tolerante à fome e ao desejo de comer e se manter motivada.

Porém, ou não sabem como cumprir essas tarefas, ou não sabem como se manterem motivadas a cumpri-las. Para isso, há várias estratégias de tratamento disponíveis atualmente: orientação nutricional, psicofármacos, terapia individual e terapia familiar. Se nós somos de fato o que comemos, já parou para pensar no que você tem sido ultimamente?

* Psicólogas da Link Psicologia



O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder


O gato que caiu dentro das latas de tinta

Todas as histórias começam com Era uma Vez… A minha não vai ser diferente.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre