Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como encontrar a felicidade com ou sem diploma

Como encontrar a felicidade com ou sem diploma

26/07/2015 Dominique Magalhães

Falta de tempo, carência de boas oportunidades ou simplesmente indecisão: algumas pessoas não concluem o ensino superior por algum destes motivos.

Outras, nem iniciam. A vida nem sempre segue de forma linear para todos, por isso, alguns só decidem ou conseguem entrar numa universidade bem depois dos “vinte e poucos anos”, seja por necessidade de trabalhar para ajudar em casa, ou simplesmente por não saberem que carreira escolher quando terminam a escola.

Passei por muitos caminhos até descobrir minha verdadeira vocação e me sentir, de fato, feliz com minhas escolhas. Cursei Direito, Publicidade, e, atualmente, faço Pedagogia com o objetivo de entender um pouco mais sobre o universo e a metodologia da educação.

É necessário compreender que cada um tem a sua trajetória e encontrará - cada um no seu tempo e do seu jeito -, seu “lugar ao sol”. Existem casos de profissionais que se destacam em suas carreiras sem ter uma formação acadêmica.

Conheço casos de publicitários, escritores, atores, músicos, artistas plásticos... Em contrapartida, com o avanço da tecnologia, o aumento da longevidade, e a crise econômica mundial, o mercado de trabalho encontra-se saturado.

Sem um currículo de destaque, fica mais difícil sair do lugar. Então, pensemos: o que tenho de diferente que possa chamar atenção de uma empresa? Sugiro algumas atitudes comuns entre pessoas que conseguiram se sobressair:

- Busque sempre melhorar: Você já sabe que tem talento em algo, mas isso não é suficiente. É preciso ter humildade para reconhecer que se aperfeiçoar nunca é demais. Dedique-se com intensidade e paixão àquilo que faz de melhor para conquistar a excelência e ser reconhecido por isso. Faça cursos de extensão, leia, estude! Abrace tudo o que te permita crescer e sua agenda permitir;

- Valorize o seu diferencial: As pessoas que dão valor à sua maneira de se expressar costumam ser mais originais. Ao acreditarem em si mesmas, desenvolvem um jeito próprio, imprimindo sua marca. Acabam não caindo no esquecimento e são lembradas em boas oportunidades;

- Saiba lidar com as dificuldades: Ocorreu um grande imprevisto, um embate de opiniões, algo que te prejudicou? O segredo para lidar com estas situações é investir na sua capacidade de superação. Quem é feliz não encontra menos empecilhos, simplesmente aprende com os acontecimentos, encontra outras formas de lidar com os problemas, levanta a cabeça e segue em frente;

- Conheça a si mesmo e observe os outros: É essencial sabermos quem somos de verdade e é preciso tranquilidade para estarmos atentos às oportunidades. Nosso dom pode ser direcionado para atender ao outro. A melhor maneira de descobrir isso é através do autoconhecimento e da observação. Olhe as pessoas a sua volta com respeito e sem críticas. Conheça aqueles que vão consumir o fruto do seu dom, seja em atendimento estético, na área alimentícia, em comunicação ou criação.

Não podemos permitir que pensamentos castradores e críticas pessoais nos impeçam de buscar sermos melhores como profissionais. Tudo tem o momento certo de acontecer. Se por algum motivo ainda não teve a oportunidade de sentar nos bancos universitários, não se acomode!

Procure cursos livres, estude sozinho, faça uma faculdade à distância. Sempre há espaço e alternativas para quem quer crescer. Ouça e aprenda com quem tem mais experiência, e, acima de tudo, valorize o seu talento!

* Dominique Magalhães cursou Direito, Publicidade, concluiu pós-graduação em Portfolio na ESPM, e, atualmente, estuda Pedagogia.



Dificultando o acesso ao livro

Na proposta de reforma tributária endossada pelo Governo e enviada ao Congresso consta uma nova taxação.


Redes sociais: espaço fértil para a indignação e a esperança

Há um inconformismo geral com o nosso cenário político atual, a indignação é generalizada e evidente em parcela significativa da população.


Como a tecnologia analítica está conquistando espaço no futebol

Com a atual pandemia, os apaixonados por futebol ficaram alguns meses sem ver a bola rolando.


O descaso e a “carteirada” frente à pandemia

A obra Raízes do Brasil de Sergio Buarque de Holanda, originalmente publicada em 1936, analisa elementos fundamentais presentes na cultura brasileira que remontam ao nosso passado colonial e escravagista.


A justiça nossa de cada dia

Se a justiça desaparece é coisa sem valor o fato de os homens viverem-na terra. (Immanuel Kant)


O dia da vergonha

Sem dúvida, ainda temos muito o que aprender com a história para evitar que dias vergonhosos se repitam.


XaaS: Está na hora de pensar em Tudo como Serviço

Quando toda essa crise passar, qual lição levaremos?


A urgência da reforma tributária

No Brasil, o debate sobre a necessidade de uma reforma tributária ocorre há décadas.


Lições importantes da pandemia para os investidores e o futuro financeiro

A pandemia do Covid-19 trouxe impactos significativos em diversas esferas sociais e econômicas.


O Caminho de Saint-Hilaire

Augustin François César Prouvençal de Saint-Hilaire, o botânico francês que ficou conhecido mundialmente apenas como Saint-Hilaire, explorou, entre os anos de 1816 e 1822, a parte central do Brasil colônia e um pouco do sul.


Verdade: qual nos libertará?

Conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.


Vergonha: um orgulho familiar

Ouso iniciar a reflexão sobre o sentimento de vergonha pela adaptação da célebre frase: diga-me do que tens vergonha, que eu te direi quem és!