Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como organizar documentos para fazer backup?

Como organizar documentos para fazer backup?

18/05/2014 Adriano Filadoro

Um bom plano de recuperação de desastres envolve mais do que o backup e armazenamento de informações num lugar fora do ambiente físico da empresa.

Normalmente, a estratégia inclui procedimentos testados e documentados que devem ser seguidos à risca e revisados periodicamente. Afinal, quando a crise se instaura, ninguém quer ser pego de surpresa.

Mais do que isso: quando uma empresa está preparada para situações extremas, há redução de perdas importantes, redução de eventuais arranhões à imagem corporativa, redução de interrupções, distribuição de responsabilidades, mais segurança e melhores resultados para os clientes, além de um retorno mais rápido à estabilidade.

Mas, saber organizar documentos vem sendo o grande X da questão para a maioria das empresas.

Via de regra, há pelo menos dez relatórios que não podem faltar. Primeiramente, uma listagem completa do que o backup deverá conter, seguida de: lista com todos os contatos telefônicos críticos (clientes, fornecedores, prospects, colaboradores, apoiadores etc.); inventário de todos os comunicados da empresa e registro de distribuição; inventário de documentação; inventário de equipamentos; inventário de formulários; inventário de apólices de seguro; inventário do hardware do computador principal; inventário de fornecedores; inventário de documentos alojados em notebooks e tablets; inventário de material de escritório, incluindo o que está distribuído em outras unidades da empresa.

Hoje, inclusive, há vários relatórios já formatados que facilitam o preenchimento e a organização interna.

Todo plano de recuperação de desastres deve contar, também, com um documento-mestre que descreva em detalhes os procedimentos a serem executados antes (preventivamente), durante e depois do problema.

Dentro desse passo a passo, não podem faltar métodos para manter e atualizar o plano. Exemplo: se a sua empresa adquire uma remessa grande de papel ou ainda um equipamento novo, é necessário que essa atualização conste do relatório de backup. Isso porque, em caso de pane, todos terão uma noção exata do que checar.

O mesmo deve ser feito em todos os setores, incluindo Recursos Humanos – mantendo os cadastros de colaboradores sempre atualizados e tendo os documentos exigidos por lei anexados em cada ficha. Essa revisão regular é, inclusive, material importante de defesa junto à Justiça do Trabalho, poupando dessabores por falta de organização apropriada.

Outro ponto importante é distribuir responsabilidades para colocar em prática uma medida emergencial. Para evitar mais esse desdobramento da Lei de Murphy (Se alguma coisa tem a mais remota chance de dar errado, certamente dará), deve haver equipes responsáveis por funções administrativas, instalações, logística, suporte ao usuário, backup dos computadores, restauração e outras áreas importantes na organização.

Contando com profissionais experientes nas grandes áreas funcionais, aumentam-se as chances de obter sucesso em meio à crise, já que esse grupo de gestores acabará supervisionando o processo, checando documentos e acompanhando a recuperação. Ou seja: mesmo que um dos gestores por algum motivo não esteja disponível, essa ausência não colocará em xeque o fio condutor da organização.

Texto: Adriano Filadoro - diretor de tecnologia da Online Data Cloud, empresa de serviços com mais de 20 anos de atuação na indústria de Tecnologia da Informação.



Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder