Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Como pedir desculpas?

Como pedir desculpas?

21/03/2016 José Roberto Marques

Existe um ditado popular que diz que – “Se errar é humano, perdoar é divino”.

Como pedir desculpas?

De fato, todo o ser humano é falho e, como tal, comete erros que podem prejudicar a si mesmo e as pessoas à sua volta.

Entretanto, mais do que se conformar com esta característica, é preciso ter a capacidade de reconhecer seus vacilos e saber como pedir desculpas.

Todos nós somos imperfeitos e suscetíveis a erros. Por isso, em muitos momentos, no trabalho e em nossa vida particular, nos deixamos levar por fofocas, emoções conflitantes e julgamentos negativos, que nos fazem tomar decisões erradas e ofender nossos colegas, amigos e parentes, por exemplo.

Assim cometemos atos impulsivos, proferimos palavras duras com o intuito de apenas magoar, ferir e diminuir o outro, achando que assim vamos resolver nossos problemas.

Ledo engano! Cada vez que brigamos ou discutimos com alguém, não estamos desabafando, mas sim, alimentando uma rede de intrigas que nos levam a desenvolver sentimentos negativos.

Para evitar estes tipos de situações devemos aprender com nossos erros, buscar se conhecer na essência e desenvolver maior controle emocional.

Também é essencial sempre fazer autoavaliações, que permitam identificar os pontos de melhoria e eliminar os comportamentos que sabotam as relações.

Problemas de relacionamento nas empresas

Em nosso ambiente de trabalho temos que nos relacionar com diversos tipos de pessoas com hábitos e formas de pensar e agir, às vezes, muito diferentes de nós.

Porém, não são nossos colegas que são ruins, mas a nossa forma de vê-los que é. Digo isso porque aplicamos o nosso próprio filtro e fazemos julgamentos baseados em nossas crenças, valores e experiências de vida.

Neste sentido, responda sinceramente – Quantas vezes você teve que mudar de opinião sobre alguém na empresa que, sem conhecer, considerou “metido, arrogante ou antipático”? Várias, não é mesmo?

E mesmo que não tenha pedido desculpas pessoalmente a esta pessoa, com certeza, mentalmente você sentiu certo remorso por pensar desta maneira.

Neste sentido os profissionais de RH devem estar atentos aos maus comportamentos dos colaboradores e buscar a melhoria contínua na comunicação e nas relações interpessoais.

Assim, devem trabalhar, em conjunto com os gestores, para criar estratégias efetivas e desenvolver um ambiente saudável no trabalho, onde haja integração, maturidade profissional e respeito às diferenças.

Por isso, pedir desculpas, antes de tudo, é reconhecer, verdadeiramente, que você errou ou estava errado em sua fala ou ato. Por isso, quando for se desculpar, com um gestor ou colega de trabalho, use palavras positivas, demonstre arrependimento, ouça o que tem a dizer e seja sempre sincero em suas colocações.

Lembre-se ainda que do mesmo modo que poderia ser você, que a outra pessoa também tem o direito de desculpá-lo ou não. Entretanto, é preciso que haja um pedido de desculpas formal para que você possa ser ouvido, entendido e quem sabe até, perdoado.

Como o coaching pode ajudar?

Uma excelente alternativa para desenvolver os profissionais e diminuir problemas de relacionamento nas empresas, é o Coaching. Este extraordinário processo ajuda os profissionais a trabalharem diversos aspectos de seus comportamentos, de modo a identificar seus pontos de melhoria no que tange suas relações interpessoais.

Esta poderosa metodologia, de aceleração de resultados e desenvolvimento humano, usa diversas técnicas e ferramentas para ajudar o colaborador a fazer seu autofeedback, ou seja, a refletir sobre suas ações e crenças e avaliar como tudo isso afeta seu desempenho e sua forma de se relacionar com seus colegas.

Além disso, o Coaching estimula o desenvolvimento de novas habilidades de comunicação, o aprimoramento da capacidade de ouvir e de falar com assertividade, como também o aumento do respeito às diferenças, o que permite aos profissionais respeitarem-se uns aos outros e trabalhar, harmonicamente, em equipe.

* José Roberto Marques é Master Coah e Presidente do IBC - Institut Brasileiro de Coaching.



A tragédia já foi. E agora?

Impossível não se sensibilizar e chocar com a situação do Rio Grande do Sul, atingido por chuvas sem precedentes que causaram inundações em grande parte do estado, da capital ao interior.

Autor: Janguiê Diniz


O preconceito que condena

O programa Fantástico da Rede Globo trouxe mais uma história de injustiça cometida pelo Poder Judiciário brasileiro contra um jovem preto e periférico.

Autor: Marcelo Aith


O risco de politização da tragédia no RS

O Brasil todo tem assistido, consternado, ao desastre ambiental que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos dias.

Autor: Wilson Pedroso


Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques