Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Como superar medos que impedem de realizar sonhos?

Como superar medos que impedem de realizar sonhos?

11/04/2018 Eduardo Shinyashiki

Existem momentos na vida em que queremos seguir em frente e evoluir, mas os medos nos impedem.

Medo da mudança, do novo, do fracasso, medo de decepcionar as pessoas, dos julgamentos de terceiros, entre muitos outros. O medo paralisa as pessoas e as impedem de caminhar pela vida com segurança e conquistar seus objetivos.

Embora seja positivo em alguns casos, por nos proteger e impedir que nos machuque, o medo também pode causar bloqueios e acomodação. Por isso, é tão necessário que se descubra como superar os medos.

O tema é amplo e complexo, mas para te ajudar, preparei essas quatro dicas fundamentais sobre como superar os medos limitantes e conquistar tudo que você almejar:

1º. Capacitar-se

Em qualquer área da vida que você busque crescer, é fundamental que se prepare antes. Se for profissionalmente, por exemplo, é preciso que busque aprender sobre o assunto, para que assim consiga se sobressair.

Já na área pessoal, procure se conhecer melhor e fortaleça sua inteligência emocional. À medida que se torna um especialista sobre o assunto e tendo domínio do seu universo interior e das suas emoções, naturalmente terá coragem de enfrentar qualquer desafio que apareça e superar seus medos.

2º. Acreditar em si

Fortalecer a confiança nas suas capacidades e possibilidades de realizar ajuda a superar seus medos. Isso nem sempre é simples, mas se torna possível à medida que começar a enxergar os seus pontos positivos. Embora em alguns momentos na vida seja normal que se sinta inseguro em relação a suas habilidades, reconheça que todos têm suas qualidades e você tem seus talentos e competências. Não deixe que ninguém faça com que você acredite no contrário disso.

Experimente um exercício diário de encontrar uma qualidade em você e anote, tomando cuidado para não repeti-la. E assim, com o passar do tempo, terá uma lista que sempre te lembrará de que pode confiar em você mesmo.

3º. Desapegar do comodismo

Outro obstáculo que faz com que as pessoas não consigam superar medos é o fato de não quererem se arriscar por estarem presas a uma situação cômoda, uma zona de conforto. Esse comodismo em certas situações contribui para que a pessoa permaneça em um estado por vezes medíocre, ao invés de superar a inércia, dar movimento à vida e buscar sua meta.

4º. Encarar derrotas como aprendizado

O fracasso tem sua função e não há razão para temê-lo, pelo contrário, o erro é humano e o aprendizado vindo dele será a chave para aprender a superar seus medos e finalmente chegar ao resultado escolhido, conquistando tudo aquilo que sempre almejou.

Uma derrota é tão importante quanto uma vitória, quando com ela aprendemos e crescemos enquanto ser humano e nos fortalecemos para realizar os nossos sonhos. Refletir sobre esses quatro pontos é o primeiro passo para a transformação e para mudar o ponto de vista e enxergar você mesmo e o mundo de forma diferente.

Continue procurando e seguindo o caminho do conhecimento e do autodesenvolvimento. Pesquisando e buscando enriquecer sua mente e seu coração. Dentro de você existe um poder extraordinário para ir além dos medos e das adversidades. Permita-se acessá-lo e reconhecê-lo e dizer sim para você e para a plenitude da sua vida.

* Eduardo Shinyashiki é presidente do Instituto Eduardo Shinyashiki, mestre em Neuropsicologia e Liderança Educadora, especialista em desenvolvimento das competências de liderança organizacional e pessoal.

Fonte: Agência Nina



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.