Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Crise: perda de receita exige redução no padrão de consumo

Crise: perda de receita exige redução no padrão de consumo

13/10/2015 Lélio Braga Calhau

Reconhecer que se está em situação de endividamento não é fácil. Tudo que é ruim nos causa dor.

É tão fácil hoje usar as linhas de crédito mais caras, como cartão de crédito e cheque-especial, que tendemos a achar que está "tudo sob controle", mesmo quando temos dívidas que nunca terminam.

Um recente curso organizado pelo PROCON carioca promoveu a capacitação de consumidor no tocante à sua educação financeira.

O evento está disponível gratuitamente no canal da instituição no Youtube e recomendamos acompanharem as interessantes publicações.

Um dos momentos que me chamou a atenção nesse evento foi o testemunho de um consumidor, sobre um detalhe que poucas pessoas refletem no seu dia a dia, mas que é essencial para não se perder o controle financeiro.

As pessoas, muitas vezes, não sabem se adequar a um novo momento financeiro negativo, causado por uma demissão, aumento de despesas, doença, ou qualquer outro motivo.

Quando há uma queda brusca na receita, no geral, as pessoas não adotam medidas rápidas e com a mesma proporcionalidade para se adequar ao novo momento.

Ou seja, caiu 15% a receita, deve se reduzir imediatamente 15% o padrão de consumo. Quando isso acontece, muitas vezes, o consumidor fica tentado a achar que o problema não é grave.

Ele usa, então, o cartão de crédito para empurrar o problema para a frente. Depois, a dívida acaba se tornando uma "bola de neve" e fica difícil de ser paga.

Ou seja, quando há uma queda brusca de receita, as pessoas não baixam imediatamente o seu padrão de consumo de forma proporcional a essa queda.

Então, as pessoas acabam utilizando as "facilidades" de linhas de crédito mais caras e não conseguem sair das dívidas depois.

Em pouco tempo, estão superendividadas e daí para a insolvência, quando não possuem reservas, é um perigo muito próximo.

Fique atento a esse detalhe. Você é o gerente do seu equilíbrio financeiro. Converse com toda família sobre uma eventual perda de poder aquisitivo e incentive a cooperação de todos para um novo momento.

Quando a situação melhorar e houver a respectiva "reserva de emergência ", todos se beneficiarão novamente.

Haja rápido, quando houver necessidade, e não deixe o endividamento crescer e te pegar de surpresa. Seu bolso agradecerá!

* Lélio Braga Calhau é Promotor de Justiça de defesa do consumidor do Ministério Público de Minas Gerais.



A tragédia já foi. E agora?

Impossível não se sensibilizar e chocar com a situação do Rio Grande do Sul, atingido por chuvas sem precedentes que causaram inundações em grande parte do estado, da capital ao interior.

Autor: Janguiê Diniz


O preconceito que condena

O programa Fantástico da Rede Globo trouxe mais uma história de injustiça cometida pelo Poder Judiciário brasileiro contra um jovem preto e periférico.

Autor: Marcelo Aith


O risco de politização da tragédia no RS

O Brasil todo tem assistido, consternado, ao desastre ambiental que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos dias.

Autor: Wilson Pedroso


Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques