Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Cuidados com a carreira em momento de crise

Cuidados com a carreira em momento de crise

05/11/2015 Alessandra Assad

Mercado em crise, dólar e inflação em alta, e os empregos diminuindo.

Este parece um cenário desanimador, com taxa de desemprego chegando a 8,3%, no último levantamento.

Por isso, muito se ouve que quem está empregado, que se “agarre” a ele, pois é melhor cada um se garantir com aquilo que tem.

Mas, na contramão de tudo isso, estão os profissionais que são referência em suas áreas e disputados pelas empresas.

Ter uma visão diferente nestes momentos é importante para conseguir enxergar as oportunidades que aparecem no mercado.

A situação do país faz com que estejamos em alerta a todo instante para qualquer sinal do mercado, porém que onde há crise, também há oportunidades.

Cabe a cada um de nós mantermos a calma e traçarmos a estratégia correta para aproveitarmos as oportunidades que a crise oferece em nosso favor, da melhor maneira possível.

Estudar é o melhor caminho, sempre. Estar em constante atualização e antenado com as tendências é de suma importância, pois os cursos tanto de curta, média ou longa duração, podem dar ao profissional, ferramentas para o seu crescimento na carreira.

Este é, sem dúvida, o melhor momento para investir em educação. Eu mesma fui buscar aperfeiçoamento profissional quando vi que o mercado sinalizava uma crise.

Quero estar ainda mais preparada quando tudo isso passar. Os profissionais melhores preparados serão mais valorizados.

Hoje, há uma gama de cursos, de dois ou três dias, que podem facilitar o aprendizado e também não necessitam de muito investimento.

Há também os cursos online, que não importa o local e horário, para o aluno assistir a aula no computador, tablet, ou até mesmo no celular.

Vale a pena aproveitar todo o tempo que você tiver de acordo com os recursos disponíveis. Não é desculpa a falta de tempo ou de recursos financeiros. Se não der para fazer o que você gostaria, faça o que pode.

O importante é não ficar parado, e sim agregar valor à sua carreira. Este investimento nunca será perdido. Tudo o que as empresas estão procurando são profissionais qualificados e que demonstram iniciativa, capacidade e força de vontade em aprender.

E isso vale para todas as áreas. Conhecimento técnico é importante, mas o comportamento é o que define a competência do profissional do futuro.

*Alessandra Assad é professora do ISAE/FGV de Curitiba.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.