Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Cuidados com o Imposto de renda enquanto o futuro não vem

Cuidados com o Imposto de renda enquanto o futuro não vem

29/03/2013 Vagner Jaime Rodrigues

Num futuro não muito distante, os brasileiros terão apenas de validar a declaração do Imposto de Renda, que será preparada pela própria Receita Federal.

Porém, enquanto esse leão cibernético não vem, é necessário que cada contribuinte elabore proativamente o seu documento anual de prestação de contas ao fisco. Na elaboração desse trabalho, cujo prazo de entrega é 30 de abril, é preciso muito cuidado.

Há mudanças inseridas na declaração das pessoas físicas que requerem todo o zelo no exercício de preenchimento. Atenção especial aos detalhes contidos nos itens relativos aos pagamentos feitos e doações realizadas. Esse detalhamento todo introduzido pela Receita Federal relativo às informações passadas nas declarações feitas pelas empresas às quais os consumidores e usuários de serviços fizeram seus pagamentos ao longo do ano, complica a vida das pessoas físicas e pode resultar no aumento do número de peixes contribuintes capturados pela malha fina do Leão.

De fato, o questionamento por parte do fisco perante os contribuintes pessoas físicas cresce na mesma proporção em que se vai tornando mais complexa a legislação. Atualmente, diversificam-se as regras de tributação sobre operações de aplicações financeiras, investimentos em participações societárias, vendas de bens imóveis e móveis e doações, dentre outras operações diversas.

Assim, ao preencher a declaração, seja qual for o modelo, simplificado ou não, devemos nos certificar de que a legislação está sendo aplicada corretamente e que a declaração, eventualmente errada, não acabará gerando dissabores para o contribuinte pessoa física. O problema é que a maioria dos cidadãos não tem conhecimento para avaliar os quesitos legais de cada transação financeira ou de consumo que efetuaram e se a maneira como lançam isso em sua declaração estão em conformidade com as normas e a legislação.

São incertezas e dúvidas que sempre surgem na preparação e entrega da declaração anual. Diante dos riscos, sempre que possível é importante contar com a assessoria de profissionais capacitados, não só na hora de prestar contas ao Leão, mas durante todo o ano, na análise de cada operação que resulte em tributação.

Com isso, seriam significativamente mitigados os riscos e, o que é muito importante, otimizadas as restituições quando estas são pertinentes e racionalizado o montante dos impostos a serem recolhidos. Muitas vezes, por desconhecimento, paga-se mais do que o devido e se recebe menos do que o justo!

Assim, enquanto o futuro não chega, trazendo declarações prontas do Imposto de Renda, apenas para serem validadas pelos contribuintes, é preciso fazer com eficácia a lição anual de nossa prestação de contas à Receita Federal. Como já pagamos impostos demais no Brasil, é necessário fazer isso direito, porque ninguém merece a malha fina.

*Vagner Jaime Rodrigues é mestre em contabilidade, professor universitário, sócio da Trevisan Gestão & Consultoria e da Efycaz Trevisan – Aprendizagem em Educação Continuada.



Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Como a integração entre indústria e universidade pode trazer benefícios

A parceria entre instituições de ensino e a indústria na área de pesquisa científica é uma prática consolidada no mercado que já rendeu diversas inovações em áreas como TI e farmacêutica.

Autor: Thiago Turcato


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso


Um novo e desafiador ano

Janeiro passou. Agora, conseguimos ter uma ideia melhor do que 2024 reserva para o setor de telecomunicações, um dos pilares mais dinâmicos e relevante da economia.

Autor: Rafael Siqueira


Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$ 34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes, como, por exemplo, reembolso sem desembolso, além de desperdícios com procedimentos desnecessários no país.

Autor: Claudia Machado


Os avanços tecnológicos e as perspectivas para profissionais da área tributária

Não é de hoje que a transformação digital vem impactando diversas profissões.

Autor: Fernando Silvestre


Inteligência Artificial Generativa e o investimento em pesquisa no Brasil

Nos últimos meses, temos testemunhado avanços significativos na área da inteligência artificial (IA), especialmente com o surgimento da inteligência artificial generativa.

Autor: Celso Hartmann