Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

15/04/2024 Mara Machado

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Os dados mostram que a participação das despesas com saúde no consumo final das famílias subiu de 7,3% em 2010 para 9,2% em 2021, último ano considerado na pesquisa.

Enquanto isso, as despesas do governo na área se mantiveram praticamente estáveis nos últimos anos. Apesar de elas serem maiores em relação a de países vizinhos, o Brasil gasta com saúde em média 2,9 vezes menos do que as nações desenvolvidas.

O custo crescente dos cuidados de saúde é um problema grave para o País, considerando o fardo crescente das doenças e, normalmente, cresce mais rapidamente do que o custo de outros bens e serviços na economia.

Este contexto não afeta apenas a qualidade dos cuidados prestados, mas também leva ao racionamento e à limitação dos serviços de saúde.

Além do custo dos cuidados em si, os custos indiretos associados à obtenção de cuidados de saúde, como alimentação, moradia e transporte, desencorajam as pessoas.

Outro fator que dissuade as pessoas pobres é o custo proibitivo e o acesso a medicamentos essenciais que salvam vidas. Esta situação exige uma reparação imediata e uma reavaliação das políticas públicas.

Os elevados custos dos cuidados de saúde exercem pressão sobre a situação fiscal já tensa e é um dos principais impulsionadores do desequilíbrio estrutural a longo prazo entre despesas e receitas que está incorporado no orçamento do país.

Conter os elevados custos dos cuidados de saúde é importante para o bem-estar fiscal e econômico a longo prazo. A saída é dar maior ênfase na manutenção da saúde e na prevenção de doenças.

Também é necessário que haja uma mudança de foco para os cuidados de saúde primários, que são uma forma mais econômica de prestar serviços de saúde a uma população.

* Mara Machado é CEO do Instituto Qualisa de Gestão (IQG).

Para mais informações sobre saúde clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Entre para o nosso grupo de notícias no WhatsApp

Fonte: Case Comunicação



A tragédia já foi. E agora?

Impossível não se sensibilizar e chocar com a situação do Rio Grande do Sul, atingido por chuvas sem precedentes que causaram inundações em grande parte do estado, da capital ao interior.

Autor: Janguiê Diniz


O preconceito que condena

O programa Fantástico da Rede Globo trouxe mais uma história de injustiça cometida pelo Poder Judiciário brasileiro contra um jovem preto e periférico.

Autor: Marcelo Aith


O risco de politização da tragédia no RS

O Brasil todo tem assistido, consternado, ao desastre ambiental que se abateu sobre o Rio Grande do Sul nos últimos dias.

Autor: Wilson Pedroso


Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O final de Abril e o começo de Maio foram marcados pelo pior desastre ecológico da história do Rio Grande do Sul, com inundações, mortes e milhares de desabrigados e de pessoas ilhadas.

Autor: Marco Antonio Spinelli

Cavalo Caramelo e quando a água baixar

O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques