Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Descobrindo o mundo

Descobrindo o mundo

26/01/2016 Priscilla Bonini Ribeiro

Nossas crianças merecem todo o amor e dedicação para crescerem e desenvolverem todas as suas habilidades.

A infância é a fase mais importante da vida. É quando descobrimos as sensações, os sabores, os cheiros, os sentimentos, as pessoas, o mundo. Tudo é novidade.

É na infância que nossos sonhos nascem; é o momento em que somos o centro das atenções da mamãe, do papai, dos avós, dos tios, da família e... da escola.

O papel da escola na Educação Infantil é essencial para que as habilidades cognitivas sejam desenvolvidas, ou seja, é onde a criança aprenderá a conviver com outras pessoas que não são parte de sua família.

Conhecerá os primeiros amiguinhos, fará o primeiro desenho, escreverá o seu nome pela primeira vez. E essas conquistas precisam ser acompanhadas pelos pais e familiares, por se tratar da fase da vida em que o apoio familiar trará à criança a necessária segurança de seguir o seu rumo de desenvolvimento.

Cabe a todos nós o cuidado. É nosso dever olhar e zelar por todas as crianças de nossa cidade e de nosso planeta. São elas que irão preservar nossas raízes e representam hoje, o futuro de todos nós. Por isso todos os projetos educacionais voltados às crianças precisam da participação da família para que as ações nas escolas possam ser continuadas além dos muros escolares.

Conhecer o que as crianças estão aprendendo na escola, participar das reuniões dos pais e mestres, conversar com professores e funcionários da escola, enfim, a presença da família na escola é muito importante. Com esse pensamento, desenvolvemos em Guarujá o projeto A.M.A.R – Atividades Motoras e Ações Recreativas, visando o desenvolvimento infantil em harmonia com os aspectos cognitivos, afetivos e motores.

As crianças participam de atividades como jogos, massagens dinâmicas, estimulação sensorial e motora, percepção auditiva, entre outras, e adoram o momento em que nossas educadoras contam histórias. Contar histórias faz parte, também, de outro projeto que desenvolvemos na Educação Infantil de Guarujá: Projeto Lê Pra Mim?.

A intenção é incentivar às crianças a lerem e o trabalho é desenvolvido com a mediação de nossos professores. Dentro deste projeto há o Baú de Livros com cerca de 76 títulos disponibilizados às crianças. O Baú de Livros circula por todas as unidades da Educação Infantil de Guarujá, contribuindo assim, para que o amor e o hábito da leitura floresçam em nossas crianças.

A cada livro lido, um novo mundo é descoberto. Desenvolvemos também outros projetos visando à relação da criança com o meio ambiente, a relação da criança com o seu bairro, com sua família, enfim, projetos que fazem parte do “Programa Saber em Ação”, voltado a toda rede municipal de ensino, com o propósito de levar conhecimento aliado à diversão que é tão natural em nossas crianças.

A educação brasileira está evoluindo e nós, família e escola, temos de acompanhar essa evolução e mais: temos de contribuir para que essa evolução alcance o seu objetivo maior que é a Educação de Qualidade para todos. É um trabalho constante, intenso e árduo, mas que quando é realizado com amor, é gratificante e recompensador.

Todos nós vibramos com as conquistas de cada criança. Todos nós nos orgulhamos quando vemos o primeiro tudo que cada uma delas consegue realizar. Nossa base para a educação é e sempre será o amor. Pois foi com amor que todos nós nascemos para essa vida.

* Priscilla Bonini Ribeiro é Secretária de Educação de Guarujá e Conselheira Estadual de Educação de São Paulo.



O fim da reeleição de governantes

Está tramitando pelo Congresso Nacional mais um projeto que revoga a reeleição de Presidente da República, Governador de Estado e Prefeito Municipal.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


PEC das drogas

O que esperar com a sua aprovação?

Autor: Marcelo Aith


PEC do Quinquênio simboliza a metástase dos privilégios no Brasil

Aprovar a PEC significará premiar, sem justificativa plausível, uma determinada categoria.

Autor: Samuel Hanan


O jovem e o voto

Encerrou-se no dia 8 de maio o prazo para que jovens de 16 e 17 anos pudessem se habilitar como eleitores para as eleições municipais deste ano.

Autor: Daniel Medeiros


Um mundo fragmentado

Em fevereiro deste ano completaram-se dois anos desde a invasão russa à Ucrânia.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Leitores em extinção

Ontem, finalmente, tive um dia inteiro de atendimento on-line, na minha casa.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Solidariedade: a Luz de uma tragédia

Todos nós, ou melhor dizendo, a grande maioria de nós, está muito sensibilizado com o que está sendo vivido pela população do Rio Grande do Sul.

Autor: Renata Nascimento


Os fios da liberdade e o resistir da vida

A inferioridade do racismo é observada até nos comentários sobre os cabelos.

Autor: Livia Marques


Violência urbana no Brasil, uma guerra desprezada

Reportagem recente do jornal O Estado de S. Paulo, publicada no dia 3 de março, revela que existem pelo menos 72 facções criminosas nas prisões brasileiras.

Autor: Samuel Hanan


Mundo de mentiras

O ser humano se afastou daquilo que devia ser e criou um mundo de mentiras. Em geral o viver passou a ser artificial.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Um País em busca de equilíbrio e paz

O ambiente político-institucional brasileiro não poderia passar por um tempo mais complicado do que o atual.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Nem Nem: retratos do Brasil

Um recente relatório da OCDE coloca o Brasil em segundo lugar entre os países com maior número de jovens que não trabalham e nem estudam.

Autor: Daniel Medeiros