Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Dia do Profissional de Educação Física

Dia do Profissional de Educação Física

04/09/2019 Profa. Esp. Evelyne Correia

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.

A data coincide com o dia em que a profissão foi regulamentada, em 1998, com a Lei 9696/98, na qual foram criados os Conselhos Estaduais e Federal de Educação Física.

Neste dia destaca-se a importância da profissão que colabora na preparação de habilidades físicas e mentais de crianças e adultos.

As áreas de atuação são diversas, desde escolas, academias, clubes, hospitais a órgãos governamentais. O acompanhamento de um profissional de educação física durante a realização de exercícios é de primordial importância, seja no âmbito escolar ou voltado para o treinamento esportivo.

Para atuar na área, é necessário ter curso superior e estar devidamente registrado no conselho profissional da categoria, pois a falta de registro configura em exercício ilegal da profissão.

Atualmente, o curso de graduação em educação física é dividido em duas modalidades: licenciatura e bacharelado. Os licenciados têm sua formação voltada para trabalhar na educação básica com aulas de educação física em escolas.

Por sua vez, o bacharel atua com treinamento esportivo, reabilitação, recreação, academias e clubes esportivos.

Independentemente do campo de trabalho do licenciado ou bacharel, engana-se quem pensa que o curso de graduação consiste exclusivamente de disciplinas voltadas ao esporte.

Os cursos são compostos também de disciplinas biológicas, tais como anatomia e fisiologia, bem como de sociologia do esporte, políticas públicas e gestão esportiva.

A comemoração do Dia do Profissional de Educação Física é uma grande conquista para a categoria. Demonstra a valorização de um profissional que zela pelo bem-estar e a saúde de seus alunos, contribuindo assim para uma sociedade mais forte, não só em condições físicas, mas também mentais.

Um corpo são reflete positivamente em mentes melhor preparadas para o enfrentamento do cotidiano e vice-versa, contribuindo para o melhoramento da sociedade de um modo geral.

* Profa. Esp. Evelyne Correia é professora dos cursos de Licenciatura e Bacharelado em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.

Fonte: PG1 Comunicação



O “Golpe do WhatsApp” e o roubo da conta no aplicativo

Caso você seja vítima desse golpe, deve imediatamente entrar em contato com o WhatsApp para informar que alguém está utilizando a sua conta.


Reflexão sobre a democracia

Deambulava numa manhã de domingo, na Praça da Batalha, no Porto, quando perpassei por sujeito, elegantemente trajado: calça e casaco azul-marinho, camisa branca, gravata cinza.


Como não errar ao investir?

Muitas pessoas têm receio em falar sobre os seus investimentos, pois ainda é um grande tabu falar sobre dinheiro.


Para uma sociedade melhor

No tempo da minha juventude, conheci mocinha, de origem modesta, mas rica de inteligência, esperteza e perspicácia.


Fake (old) News

Tanto a existência das fake news quanto a expressão em si, já existem há muito tempo.


Por que os professores de Humanas são de “esquerda”?

Quero começar essa reflexão com uma resposta simples: não!


Como revestir a casa de forma prática e com menor custo

Nos últimos anos, uma das novidades de maior destaque se traduz no surgimento dos revestimentos inteligentes.


O livro e a cultura

29 de outubro é o Dia do Livro. 5 de novembro é o Dia da Cultura.


Os controversos e suas controvérsias

O ano de 2019 tem sido, sem dúvidas, muito fértil para os noticiários políticos internacionais.


A demora do Poder Legislativo em não regular a prisão em segunda instância

Os parlamentares federais são exclusivamente culpados por ter o STF procedido à revisão da prisão em segunda instância.


Os limites e a liberdade na educação

Crianças precisam de limites, seja para a sua saúde e segurança, ou para ajudá-las a reconhecer os seus sentimentos.


É impossível devolver a liberdade perdida ao cidadão

O ministro do STF Marco Aurélio, em seu voto contra a prisão em segundo grau, declarou que “é impossível devolver a liberdade perdida ao cidadão”.