Portal O Debate
Grupo WhatsApp


DVR Veicular revela abuso de policiais ao matar suspeito negro

DVR Veicular revela abuso de policiais ao matar suspeito negro

31/01/2015 Alexandre Avanzi

Depois da recente divulgação das imagens de uma jovem sendo morta por um policial em perseguição em Nilópolis, no Rio de Janeiro, o DVR Veicular (Digital Video Recorder) ajudou a desvendar mais um crime, agora nos Estados Unidos.

Essa semana, foi divulgado um vídeo da polícia de Nova Jersey, disparando seis vezes e matando o ocupante de um carro que, aparentemente, estava a ponto de se entregar. O crime, que aconteceu no dia 30 de dezembro na cidade de Bridgeton, mostra o policial Braheme Days disparando contra o ocupante negro de um Jaguar, identificado como Jerome Reid, após encontrar uma pistola no porta-luvas do veículo.

O DVR (Digital Video Recorder) Veicular foi criado para facilitar o monitoramento de frotas, veículos e outros importantes meios de transporte através de imagens. Além da posição exata do veículo através da localização pelo GPS, já integrado no sistema, o DVR permite total acesso com transmissão on-line das imagens onde exista cobertura 3G. Em caso de ser utilizado o produto sem a tecnologia de transmissão, as imagens poderão ser descarregadas no retorno do veículo à garagem da empresa, através de comunicação entre o HD do equipamento e um servidor disponível para armazenamento das imagens.

Foi exatamente esse aparelho que desvendou o abuso do policial. O caso gerou protestos na cidade de aproximadamente 25 mil habitantes, e poderia se somar aos recentes episódios de abuso policial que elevaram a tensão racial no país. O crime será investigado pela promotoria do condado de Cumberland, ao qual pertence Bridgeton, enquanto os dois agentes serão momentaneamente afastados de suas atividades. O fato demonstra o quanto o equipamento é eficaz, principalmente para elucidação de crimes, assaltos, sequestros e homicídios.

Entretanto, trata-se de uma tecnologia ainda muito pouco utilizada. Segundo informações da Polícia Militar, no Brasil, o contingente de veículos equipados com DVR Veicular ainda é muito pequeno. A tecnologia nem chegou a todos os estados. O mesmo pode-se dizer de outros órgãos públicos, como Corpo de Bombeiros, SAMU e Guarda Civis Metropolitanas.

Outros segmentos que podem utilizar os equipamentos são os privados, como frotas de transportadora, de seguradoras, empresas de segurança, usinas de açúcar e álcool, entre outros. O importante é que cada vez mais empresas e entidades públicas se conscientizem da importância do equipamento para o cumprimento de seus deveres.

*Alexandre Avanzi é administrador de empresas e diretor na Átimo Solutions.



Sou uma péssima professora!

Sou uma péssima professora! Primeiramente, porque ser professor não foi minha primeira escolha de carreira.


As ferramentas tecnológicas e a educação

Os avanços tecnológicos podem estar a serviço da Educação, na medida em que permitem um maior acesso à informação e mais rapidez nas trocas do conhecimento.


Eu, professor

Comecei a dar aulas aos 18 anos. Meus alunos, em um supletivo de bairro, eram todos mais velhos que eu.


Gestão pública é o caminho contra a corrupção

A corrupção é pré-requisito do desenvolvimento, já dizia Gunnar Myrdall, Prêmio Nobel de Economia, em 1974.


Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.