Portal O Debate
Grupo WhatsApp

É hora de cuidar das árvores urbanas

É hora de cuidar das árvores urbanas

22/06/2017 Paulo Figueiredo

Não basta pensar apenas na plantação de árvores, é preciso estar atento à questão da manutenção.

É hora de cuidar das árvores urbanas

Nos dias de hoje, os espaços verdes em áreas urbanas possuem uma relação direta com o aumento da qualidade de vida. Isso porque eles são responsáveis por garantir a qualidade do ar, promover o resfriamento das cidades e até contribuir com a redução do índice de enchentes.

No entanto, não basta pensar apenas na plantação de árvores. Mais que isso, é preciso estar atento à questão da manutenção, pois, se por um lado é importante ter cada vez mais áreas verdes compondo a paisagem urbana, é fundamental também realizar a prevenção.

Essa é a única maneira de minimizar os acidentes causados pela queda de árvores, principalmente nos períodos chuvosos. Ao falarmos em manutenção, é importante destacar que o ideal é realizar essa atividade entre o outono e inverno.

Nas estações mais frias do ano, as árvores têm um ritmo de crescimento mais lento, pois os dias têm menos luz e são mais curtos. Dessa forma, elas conseguem se recuperar mais rápido dos efeitos da poda, o que minimiza drasticamente o número de árvores condenadas.

Além da preocupação com a poda, é preciso ressaltar que essa atividade deve ser realizada por um especialista capacitado, como um engenheiro florestal, agrônomo, biólogo ou técnico.

Após uma análise, esse profissional terá condições de definir o momento ideal para cada tipo de poda, seja de limpeza, para a remoção de galhos mortos, a adubação correta ou o tratamento fitossanitário para evitar a infestação de insetos.

Faz parte também do trabalho identificar o tipo de corte para cada estrutura, a fim de evitar que isso interfira no equilíbrio da planta e a torne mais suscetível a quedas. Vale lembrar ainda que, para cada etapa do processo de manutenção, existem ferramentas específicas, como podadores de galhos, motosserras e sopradores, ideais para realizar o trabalho de forma correta e segura.

Nesse sentido, o avanço tecnológico proporcionou melhorias expressivas ao segmento, com equipamentos mais potentes, versáteis, leves, ergonômicos e fáceis de manusear. Sem contar que eles também são capazes de reduzir o consumo de combustível, emitir menos poluentes e, consequentemente, minimizar os impactos ao meio ambiente.

Diante de todos esses pontos, o importante é entender que a vegetalização dos centros urbanos deve ser sempre estimulada para que os números de espaços verdes aumentem cada vez mais.

É necessário, contudo, um planejamento técnico para acompanhar o desenvolvimento dessas árvores, afinal, a ideia de ter uma fonte de sombra e de ar puro não pode se transformar em um problema - essa é uma questão de qualidade de vida.

* Paulo Figueiredo é consultor técnico de produtos da Husqvarna, líder global no fornecimento de equipamentos para o manejo de áreas verdes.



Gentileza na política é possível?

Promover a gentileza na política é um desafio, até porque Maquiavel entendia que tal virtude não cabe nas discussões políticas.

Autor: Domingos Sávio Telles


Biden, Haley e Trump: as prévias das eleições nos EUA

Os estadunidenses vão às urnas neste ano para eleger – ou reeleger – aquele que comandará a nação mais poderosa do planeta pelos próximos quatro anos.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Trabalhadores de aplicativos: necessidades e vulnerabilidades diferentes

A tecnologia é uma realidade cotidiana irreversível. As plataformas, potencializadas pelos reflexos da pandemia da Covid-19, estão inseridas nas principais atividades da vida humana.

Autor: Ricardo Pereira de Freitas Guimarães


O que é direita? O que é esquerda?

O Brasil sofreu uma enorme polarização política nos últimos anos; mas afinal, o que é esquerda ou direita na política?

Autor: Leonardo de Moraes


Reparação mecânica e as tendências para 2024

No agitado mundo automotivo, as tendências e expectativas para 2024 prometem transformar o mercado de reparação de veículos.

Autor: Paulo Miranda


Política não evoluiu no período pós-redemocratização

O que preocupa é a impressão de que no Brasil não mais existem pessoas dedicadas, honestas e com boas intenções dispostas a entrar na política.

Autor: Luiz Carlos Borges da Silveira


Manifestação da paulista: exemplo de civilidade e democracia

Vivenciamos no último domingo, 25/02/2024, um dos maiores espetáculos da democracia.

Autor: Bady Curi Neto


Rio 459 anos: batalhas deram origem à capital carioca

Diversas lutas e conquistas deram origem à capital carioca. Começo pelo dia em que Estácio de Sá venceu uma grande batalha contra os nativos que viviam no território da atual cidade do Rio de Janeiro.

Autor: Víktor Waewell


Números da economia no governo Lula

Déficit de 231 bilhões de reais: um furo extraordinário.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


Lá vai Maria

Lata d’água na cabeça Lá vai Maria Lá vai Maria

Autor: Osvaldo Luiz Silva


O combate ao etarismo em favor da dignidade da pessoa idosa

É fundamental compreender que o envelhecimento é um processo natural e que todos nós, se tivermos a sorte de viver tempo suficiente, nos tornaremos idosos.

Autor: André Naves


Qual é o futuro do ser humano?

No planeta Terra a vida tem sido, em grande parte, moldada por materialistas que examinam a situação, planejam, estabelecem os objetivos e os põem em execução.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra