Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Economia circular: boa para o planeta

Economia circular: boa para o planeta

17/04/2018 Frederic Abbal

O mundo está ficando sem recursos críticos.

Até 2050, a demanda por elementos importantes, como biomassa e energia fóssil, deverá ultrapassar a produção em 40 bilhões de toneladas, deixando as empresas e os consumidores sob risco de déficit.

Mudando do tradicional modelo econômico “pegue, faça, consuma e jogue fora” para uma economia circular sem desperdício, que se concentra em tomar decisões mais inteligentes sobre o uso de recursos, usá-los em sua capacidade máxima e reduzir o desperdício combate essa crise global.

Para sistemas de distribuição de energia elétrica, o modelo de economia circular significa projetar produtos de longa duração que podem ser adaptados, reformados, reparados, reutilizados e atualizados - minimizando o desperdício e aumentando a resiliência dos bens naturais.

A mudança para uma economia circular global pode ter um grande impacto no combate às mudanças climáticas, pois 67% das emissões globais de gases de efeito estufa estão relacionadas ao gerenciamento de materiais.

De fato, um novo relatório descobriu que uma economia circular poderia reduzir o uso de recursos naturais em todo o mundo em 28% e as emissões de gases do efeito estufa em 72%, enquanto apoia o crescimento econômico e as metas ambientais internacionais, como as estabelecidas no Acordo de Paris.

Essas descobertas reforçam a ideia de que mudar para uma economia circular não apenas beneficia o meio ambiente, mas também é bom para a receita das empresas. Por exemplo, prevê-se que a produtividade dos recursos europeus cresça até 3% ao ano.

Isso cria um benefício primário de recursos que chega a um valor estimado de € 0,6 trilhão por ano para as economias da Europa até 2030. O sistema de distribuição elétrica está bem posicionado para desempenhar seu papel na economia circular, adaptando equipamentos em vez de substituí-los.

Os equipamentos refrofit melhoram a sustentabilidade e minimizam o impacto ambiental dos produtos, ao mesmo tempo em que trazem economias significativas de custo e prolongam sua vida útil.

Um retrofit de distribuição consiste na substituição de componentes de dispositivos de distribuição elétrica para renovar e atualizar ou adicionar novas funcionalidades, como conectividade digital. Isso prolonga a vida útil do equipamento e permite modernizações e upgrades importantes sem substituições de produtos dispendiosas.

As operações de modernização podem custar até 65% menos que as novas instalações. Elas não apenas reduzem os custos de equipamentos, mas também o custo de inatividade, materiais, transporte e trabalho no local.

Analisar o impacto ambiental completo de um produto usando ferramentas de avaliação de ciclo de vida ajuda a determinar se é mais benéfico financeiramente e ambientalmente eficiente adaptar ou substituir um equipamento.

Usando soluções de retrofit, os fabricantes ajudam os clientes a realizar mais usando menos recursos e, ao mesmo tempo, protegendo o ambiente. Descubra mais sobre como a distribuição elétrica pode se beneficiar da mudança de um modelo econômico linear para um modelo econômico circular em nosso novo white paper, “Como os Serviços de Retrofit para Distribuição Elétrica Contribuem para a Economia Circular.”

Temos o compromisso de apoiar a economia circular como membros do programa Circular Economy 100 da Ellen MacArthur Foundation, um compromisso inovador que reúne companhias, governos, instituições acadêmicas e pequenas e médias empresas para promover o avanço coletivo do mercado em direção a uma economia circular. Saiba mais sobre como a fundação está possibilitando o desenvolvimento de novas oportunidades para uma economia circular.

* Frederic Abbal é vice-presidente executive de Infraestrutura na Schneider Electric.

Fonte: Comunique-se



Espiritualidade e alegria junina

Junho traz festas de três santos católicos: Antônio, casamenteiro. São João, profeta precursor de Jesus e São Pedro, único apóstolo que caminhou sobre as águas.


Missão do avô

Na família os avós são conselheiros dos pais e dos netos.


A importância das relações governamentais e institucionais

As relações governamentais e institucionais têm sido um instrumento de alta relevância para qualquer organização no atual momento político brasileiro.


Namoro na adolescência: fato ou fake?

O início da adolescência coincide com o final do Ensino Fundamental, fase em que desabrocham as paixões e, com elas, o convite: “quer namorar comigo?”.


Autobiografias: revelações das experiências em família

A curiosidade de muitas pessoas sobre a (auto) biografia de personalidades tem se tornado cada vez mais crescente, nos últimos anos.


What a wonderful world

Louis Daniel Armstrong foi um cantor e instrumentista nascido na aurora do século 20, e foi considerado “a personificação do jazz”.


A violência doméstica

Em Portugal, desde o início do ano, apesar de se combater, por todos os meios, a violência na família, contam-se já mais de uma dezena de mulheres, assassinadas.


O desrespeito ao teto constitucional e o ativismo judicial

O ativismo do Executivo e do Judiciário está “apequenando” o Legislativo.


Indicadores e painéis urbanos aliados à administração pública

A cidade com fatos visualizados está remodelando a forma como os cidadãos e gestores vêm a conhecê-la e governá-la.


Os perigos do Transporte Aéreo Clandestino

Os regulamentos aeronáuticos buscam estabelecer critérios mínimos a serem seguidos pelos integrantes da indústria em questão.


A agenda do dia seguinte

A reforma da Previdência será aprovada no Congresso, salvo fatos graves e imprevistos. A dúvida, hoje, se restringe a quanto será, efetivamente, a economia do governo, em dez anos, já que as estimativas variam entre 500 a 900 bilhões de reais.


Comissão de Justiça e Paz

A CJP de Vitória foi criada em 1978 pelos Bispos Dom João Baptista da Motta e Albuquerque e Dom Luís Gonzaga Fernandes.