Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Florestas plantadas são necessárias para a economia

Florestas plantadas são necessárias para a economia

26/05/2017 Mario Fortunato

A tendência é que o Brasil cresça ainda mais nesse segmento.

O Brasil é destaque mundial quando o assunto é o mercado de florestas plantadas, com uma área total de 7,8 milhões de hectares. Hoje, graças a um sistema de produção sustentável e ao auxílio de tecnologias de alta eficiência, a atividade garante ao país uma receita bruta de R$ 69 bilhões - número que corresponde a 6% do PIB Industrial e ocupa o quarto lugar nas exportações brasileiras.

Mesmo diante de tanta grandiosidade, a tendência é que o país cresça ainda mais nesse segmento. Isso porque, após assinar a ratificação do Acordo do Clima, que sela o compromisso com a baixa emissão de carbonos, o Brasil tem como meta restaurar e reflorestar 12 milhões de hectares até 2030.

O objetivo é incentivar a integração entre culturas, florestas e pecuária em 5 milhões de hectares e cumprir o Código Florestal, garantindo, assim, o desmatamento ilegal zero. Atualmente, as florestas plantadas são responsáveis por abastecer importantes cadeias produtivas da economia, como construção civil, geração de energia, produção de carvão, papel e celulose e movelaria.

Entre eles, o mais estruturado é o setor de papel e celulose, composto por grandes empresas que, na maioria dos casos, possuem condições de fazer a chamada colheita mecanizada, com a utilização de sofisticadas máquinas.

No entanto, mesmo com toda a tecnologia disponível, as motosserras sempre terão um destaque na colheita, especialmente em áreas montanhosas, em propriedades pequenas e em terrenos acidentados, onde as grandes máquinas não conseguem entrar. Nesse sentido, alguns pontos merecem atenção, pois a indústria de equipamentos destinados ao manejo florestal trabalha constantemente para desenvolver ferramentas capazes de garantir a segurança dos operários.

Por conta disso, além dos Equipamentos de Proteção Individual (os EPIs), existem motosserras com sistemas especiais de segurança, que ativam o freio da corrente caso o operador faça um movimento brusco ou uma operação errada. Outra tecnologia disponível é o freio acionado de acordo com a postura - ou seja, se o operador está com punho em uma posição errada, a corrente e o sabre são travados automaticamente.

Os médios e pequenos produtores que atuam nesse segmento também são favorecidos com o avanço das tecnologias. Estão disponíveis no mercado pulverizadores para fazer o controle de pragas, atomizadores para a aplicação de insumos e calcário para a correção de solo e roçadeiras próprias para a desbrota, o que minimiza o esforço físico no trabalho.

Como podemos notar, a atividade está muito bem estruturada no Brasil, trata-se de um setor que gera empregos, garante alta lucratividade e ainda conta com tecnologias de ponta para atender aos diferentes perfis de produtores.

Com responsabilidade e respeito às normas ambientais que a atividade exige, certamente o país continuará crescendo e será, cada vez mais, uma referência mundial em produtividade e manejo de florestas plantadas.

* Mario Fortunato é gerente de produtos da Husqvarna para a América Latina.



Quando a desinformação é menos tecnológica e mais cultural

Cenário é propício para o descrédito de pesquisas, dados, documentos e uma série de evidências de veracidade.


Igualdade como requisito de existência

Na última cerimônia de entrega do EMMY, o prêmio da TV Norte Americana, um ator negro foi premiado, fruto de reconhecimento praticamente unânime de seu trabalho.


Liderança é comunicação, conexão e confiança

Cada dia que passa, percebo que uma boa comunicação e liderança têm total relação com conexão.


“A educação é a arma mais poderosa…” mas para quem?

Tudo o que se cria ou se ensina no mundo tem dois lados. Geralmente as intenções são boas e as pessoas as tornam ruins.


“Golpe do Delivery”

Entregadores usam máquina de cartão para enganar consumidor.


A inclusão educacional e o mês das crianças

O tema da inclusão está na ordem do dia, dominando as agendas no mês das crianças.


A velha forma de fazer política não tem fim

Ser político no Brasil é um grande negócio, uma dádiva caída do céu, visto as grandes recompensas de toda a ordem obtidas pelos políticos.


Procedimento de segurança

“Havendo despressurização…”, anuncia a comissária, em tom calmo, aos ouvidos dos senhores passageiros daquele voo atrasado, sob a umidade e a monocromia do céu de quase inverno.


Envelhecimento: o tempo passa para todos

Todos nós, em algum momento de nossas vidas, já ouvimos a frase: “o tempo passa para todos”.


Os passos para encontrar a si mesmo e a Deus

Mar da Galileia, Mar de Tiberíades ou Lago de Genesaré, um lugar significativo de tantos milagres e narrativas do Evangelho.


A babá e o beijo

Se eu tinha dúvidas, agora não tenho mais.


A despolitização do Supremo Tribunal Federal

Não pode funcionar bem e com total isenção uma corte ou tribunal de indicação e nomeação política.