Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Franqueado, a responsabilidade do negócio também é sua

Franqueado, a responsabilidade do negócio também é sua

21/12/2014 Clóvis Campos

A responsabilidade de quem pensa em investir em uma franquia inicia-se antes mesmo da decisão em comprá-la.

Serão muitas as responsabilidades ainda na parte de pesquisa e ao se tornar um franqueado, elas serão ainda maiores. Tempo, dedicação, estudo, serão sempre essenciais por parte do franqueado. O franqueador é o seu suporte, seu apoio, seu braço direito, mas o negócio e o dinheiro investido é de quem empreende, portanto, cabe ao franqueado zelar pelo sucesso de seu negócio mais do que qualquer outra pessoa. Engana-se quem investe em uma franquia pensando apenas que seu volume de trabalho diminuirá, muitas vezes, ele aumentará significativamente, principalmente no inicio das atividades.

O resultado do negócio depende de você e diferentemente de ser demitido, ao ter uma franquia “quebrada”, você não apenas deixará de receber o lucro do negócio, como as chances de contrair dívidas advindas da franquia com problema serão muitas. Investir um uma franquia exige habilidades e comportamentos especiais como: atitude, liderança, dedicação e, sobretudo, gestão. Ainda no processo de pesquisa por uma franquia, a responsabilidade está em conhecer o negócio.

O investidor deverá analisar os números, histórico da empresa, experiência do franqueador bem como a saúde financeira da franqueadora. Também é importante analisar a equipe que será responsável pelo suporte e conhecer o feedback de franqueados que estão na rede e também os que já saíram dela. O sucesso de seu negócio está atrelado fielmente a essa parte da pesquisa. Não basta acreditar em tudo que o franqueador lhe diz, é necessário ir atrás das informações, e essa responsabilidade é sua.

Uma vez tomada a decisão de investir em uma franquia, outras responsabilidades serão adicionadas à sua missão. Investir na relação entre franqueado e franqueador é fundamental. Tal relação não deve ser de subordinação, mas deverá ser estimulada como uma parceria. É necessário seguir as orientações da franqueadora, porém, o sucesso de franquia e franqueadora depende de ambos, o que exige que cada uma das partes cumpra 100% com suas responsabilidades.

Decisões serão tomadas, adequações propostas, correções de rotas e todos precisam estar trabalhando em uma mesma direção, para que as ações sejam fortalecidas e a marca se torne cada vez maior. Mesmo com as orientações, consultorias, suportes e treinamentos oferecidos pela franqueadora, o franqueado precisará dedicar-se diariamente às atividades de acompanhamento, análise de resultados, melhorias no atendimento e na operação do negócio, além de atualizar-se sobre o setor, conhecer os concorrentes, entre tantos outros pontos.

Decidir-se por ter uma franquia, é assumir uma nova vida cheia de novas responsabilidades. Lembra-se do que eu disse no começo? Não dá para transferir a responsabilidade do seu negócio para o franqueador. É o seu dinheiro investido ali e cabe a você estar à frente do negócio, buscando o sucesso a cada novo passo, a cada novo dia.

*Clóvis Campos é sócio e gerente geral da Clear Clean, rede de microfranquias com atuação no segmento de limpeza residencial, comercial e pós-obra.



A desconstrução do mundo

Quando saí do Brasil para morar no exterior, eu sabia que muita coisa iria mudar: mais uma língua, outros costumes, novas paisagens.

Autor: João Filipe da Mata


Por nova (e justa) distribuição tributária

Do bolo dos impostos arrecadados no País, 68% vão para a União, 24% para os Estados e apenas 18% para os municípios.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Um debate desastroso e a dúvida Biden

Com a proximidade das eleições presidenciais nos Estados Unidos, marcadas para novembro deste ano, realizou-se, na última semana, o primeiro debate entre os pleiteantes de 2024 à Casa Branca: Donald Trump e Joe Biden.

Autor: João Alfredo Lopes Nyegray


Aquiles e seu calcanhar

O mito do herói grego Aquiles adentrou nosso imaginário e nossa nomenclatura médica: o tendão que se insere em nosso calcanhar foi chamado de tendão de Aquiles em homenagem a esse herói.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Falta aos brasileiros a sede de verdade

Sigmund Freud (1856-1939), o famoso psicanalista austríaco, escreveu: “As massas nunca tiveram sede de verdade. Elas querem ilusões e nem sabem viver sem elas”.

Autor: Samuel Hanan


Uma batalha política como a de Caim e Abel

Em meio ao turbilhão global, o caos e a desordem só aumentam, e o Juiz Universal está preparando o lançamento da grande colheita da humanidade.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


De olho na alta e/ou criação de impostos

Trava-se, no Congresso Nacional, a grande batalha tributária, embutida na reforma que realinhou, deu nova nomenclatura aos impostos e agora busca enquadrar os produtos ao apetite do fisco e do governo.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Pronto Atendimento e o desafio do acolhimento na saúde

O trabalho dentro de um hospital é complexo devido a diversas camadas de atendimento que são necessárias para abranger as necessidades de todos os pacientes.

Autor: José Arthur Brasil


Como melhorar a segurança na movimentação de cargas na construção civil?

O setor da construção civil é um dos mais importantes para a economia do país e tem impacto direto na geração de empregos.

Autor: Fernando Fuertes


As restrições eleitorais contra uso da máquina pública

Estamos em contagem regressiva. As eleições municipais de 2024 ocorrerão no dia 6 de outubro, em todas as cidades do país.

Autor: Wilson Pedroso


Filosofia na calçada

As cidades do interior de Minas, e penso que de outros estados também, nos proporcionam oportunidades de conviver com as pessoas em muitas situações comuns que, no entanto, revelam suas características e personalidades.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


Onde começam os juros abusivos?

A imagem do brasileiro se sustenta em valores positivos, mas, infelizmente, também negativos.

Autor: Matheus Bessa