Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Governo anuncia que “mobile payment” está chegando

Governo anuncia que “mobile payment” está chegando

01/11/2012 João Moretti

O Brasil está em um bom momento econômico e conseguindo diminuir as desigualdades sociais. Sabemos que ainda há muito para melhorar, mas podemos perceber que em alguns aspectos estamos no caminho certo.

A tecnologia é um bom exemplo disso. Grande parte da população possui celular e acesso a internet. Acredito que investir em tecnologia é um grande passo para obter bons resultados no futuro. O Banco Central anunciou o projeto de implantação de sistema de pagamentos móveis recentemente. Espera-se que o projeto seja enviado para aprovação no Congresso ainda em 2012.

Através deste sistema será possível pagar contas, fazer compras e realizar transferências bancárias. E o projeto também prevê que favorecidos pelo Bolsa Família e pelo INSS recebam o benefício por este meio. O objetivo é inserir no sistema financeiro pessoas que ainda não possuem conta em banco e também de baixa renda e que moram em locais afastados.

Mas certamente todas as classes sociais serão beneficiadas, porque a redução de custos com operações bancárias é uma das prioridades do projeto. Durante o evento em que foi feito o anúncio do projeto, alguns dados interessantes foram divulgados. Números do Banco Central apontam que 57% da população das classes A e B pagam suas contas em espécie.

Este número sobe para 75% na classe C e chega a 86% nas classes D e E. Outra informação que também deve ser levada em consideração quando falamos de inclusão é que, segundo afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, atualmente, existem no Brasil 280 milhões de linhas de celulares habilitadas, mas apenas 120 milhões possuem conta em banco.

Podemos perceber que com o projeto do governo facilitará a vida de todos e não só dos menos favorecidos. O mobile payment já vem sendo estudado há algum tempo e agora está bem perto de se tornar realidade. Mas não é só o governo que deve discutir o tema, as empresas também precisam e devem se preparar para esta novidade. Assim como hoje as máquinas para pagamento com cartões de débito e crédito estão até nas feiras de bairro, em breve, o pagamento por meios móveis também será popular. Esta forma de pagamento já é muito utilizada em outros países.

Um levantamento da Juniper Research mostra que o volume de transações globais por mobile payment deve ultrapassar US$ 1,3 trilhão até 2017. O estudo também aponta que a compra de bens físicos por meio de dispositivos móveis será responsável por 30% do varejo eletrônico nos próximos cinco anos. Em outros setores percebemos que o uso de novas tecnologias acontece cada vez mais rápido.

O primeiro computador pessoal foi lançado em 1981 e só se tornou realmente popular no final da década de 90. Já o primeiro tablet da Apple foi lançado em 2010 e menos de dois anos depois já é um aparelho popular que vende milhões por ano. E o mesmo acontece com a internet e as redes sociais. Tudo está evoluindo com rapidez e as pessoas estão sempre interessadas no que há de novo e prontas para conhecer, aprovar (ou não) e tornarem a novidade parte da sua rotina.

O mobile payment facilitará muito a vida das pessoas. Afinal, ninguém quer perder tempo na fila do banco ou da lotérica. Com certeza, esta nova forma de pagamento fará muito sucesso por aqui. A previsão é que isso entre em vigor em 2013. Vamos aguardar mais um pouco então.

João Moretti, diretor geral da MobilePeople – empresa especializada em soluções móveis corporativas.



Análise de dados e a saúde dos colaboradores nas empresas

Como a análise de dados está ajudando empresas a melhorar a saúde dos colaboradores.


16 senadores suplentes, sem votos, gozam das benesses no Senado

Quando o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), pretende colocar em votação Emenda Constitucional para acabar com a figura de SENADOR SUPLENTE?


Há tempos são os jovens que adoecem

Há alguns anos o Netflix lançou uma série chamada “Thirteen Reasons Why”, ou, em tradução livre, “As Treze Razões”.


Administração estratégica: desafios para o sucesso em seu escritório jurídico

Nos últimos 20 anos o mercado jurídico mudou significativamente.


Qual o melhor negócio: investir em ações ou abrir a própria empresa?

Ser um empresário ou empresária de sucesso é o sonho de muitas pessoas.


Intercooperação: qual sua importância no pós- pandemia?

Nos últimos dois anos, o mundo enfrentou a maior crise sanitária dos últimos 100 anos.


STF e a Espada de Dâmocles

O Poder Judiciário, o Ministério Público e a Polícia Investigativa são responsáveis pela persecução penal.


Lista tríplice, risco ao pacto federativo

Desde o tempo de Brasil-Colônia, a lista tríplice tem sido o instrumento para a nomeação de promotores e procuradores do Ministério Público.


ESG: prioridade da indústria e um mar de oportunidades

Uma pesquisa divulgada recentemente pelo IBM Institute for Business Value mostra que a sustentabilidade tem ocupado um lugar diferenciado no ranking de prioridades de CEOs pelo mundo se comparado a levantamentos anteriores.


Como conciliar negócios e família?

“O segredo para vencer todas as metas e propostas é colocar a família em primeiro lugar.”, diz a co-fundadora da Minucci RP, Vivienne Ikeda.


O limite do assédio moral e suas consequências

De maneira geral, relacionamento interpessoal sempre foi um grande desafio para o mundo corporativo, sobretudo no que tange aos valores éticos e morais, uma vez que cada indivíduo traz consigo bagagens baseadas nas próprias experiências, emoções e no repertório cultural particular.


TSE, STF e a censura prévia

Sabe-se que a liberdade de expressão é um dos mais fortes pilares da democracia.