Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Governo anuncia que “mobile payment” está chegando

Governo anuncia que “mobile payment” está chegando

01/11/2012 João Moretti

O Brasil está em um bom momento econômico e conseguindo diminuir as desigualdades sociais. Sabemos que ainda há muito para melhorar, mas podemos perceber que em alguns aspectos estamos no caminho certo.

A tecnologia é um bom exemplo disso. Grande parte da população possui celular e acesso a internet. Acredito que investir em tecnologia é um grande passo para obter bons resultados no futuro. O Banco Central anunciou o projeto de implantação de sistema de pagamentos móveis recentemente. Espera-se que o projeto seja enviado para aprovação no Congresso ainda em 2012.

Através deste sistema será possível pagar contas, fazer compras e realizar transferências bancárias. E o projeto também prevê que favorecidos pelo Bolsa Família e pelo INSS recebam o benefício por este meio. O objetivo é inserir no sistema financeiro pessoas que ainda não possuem conta em banco e também de baixa renda e que moram em locais afastados.

Mas certamente todas as classes sociais serão beneficiadas, porque a redução de custos com operações bancárias é uma das prioridades do projeto. Durante o evento em que foi feito o anúncio do projeto, alguns dados interessantes foram divulgados. Números do Banco Central apontam que 57% da população das classes A e B pagam suas contas em espécie.

Este número sobe para 75% na classe C e chega a 86% nas classes D e E. Outra informação que também deve ser levada em consideração quando falamos de inclusão é que, segundo afirmou o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, atualmente, existem no Brasil 280 milhões de linhas de celulares habilitadas, mas apenas 120 milhões possuem conta em banco.

Podemos perceber que com o projeto do governo facilitará a vida de todos e não só dos menos favorecidos. O mobile payment já vem sendo estudado há algum tempo e agora está bem perto de se tornar realidade. Mas não é só o governo que deve discutir o tema, as empresas também precisam e devem se preparar para esta novidade. Assim como hoje as máquinas para pagamento com cartões de débito e crédito estão até nas feiras de bairro, em breve, o pagamento por meios móveis também será popular. Esta forma de pagamento já é muito utilizada em outros países.

Um levantamento da Juniper Research mostra que o volume de transações globais por mobile payment deve ultrapassar US$ 1,3 trilhão até 2017. O estudo também aponta que a compra de bens físicos por meio de dispositivos móveis será responsável por 30% do varejo eletrônico nos próximos cinco anos. Em outros setores percebemos que o uso de novas tecnologias acontece cada vez mais rápido.

O primeiro computador pessoal foi lançado em 1981 e só se tornou realmente popular no final da década de 90. Já o primeiro tablet da Apple foi lançado em 2010 e menos de dois anos depois já é um aparelho popular que vende milhões por ano. E o mesmo acontece com a internet e as redes sociais. Tudo está evoluindo com rapidez e as pessoas estão sempre interessadas no que há de novo e prontas para conhecer, aprovar (ou não) e tornarem a novidade parte da sua rotina.

O mobile payment facilitará muito a vida das pessoas. Afinal, ninguém quer perder tempo na fila do banco ou da lotérica. Com certeza, esta nova forma de pagamento fará muito sucesso por aqui. A previsão é que isso entre em vigor em 2013. Vamos aguardar mais um pouco então.

João Moretti, diretor geral da MobilePeople – empresa especializada em soluções móveis corporativas.



Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso