Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Gugu e a fragilidade da vida

Gugu e a fragilidade da vida

30/11/2019 Valmor Bolan

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.

A morte do apresentador Gugu Liberato comoveu a todos os brasileiros, pela forma como ocorreu, gerando inclusive questionamentos sobre o porquê ele, sendo milionário, não ter contratado um técnico apropriado para resolver um serviço aparentemente simples, que é o de trocar o filtro do ar condicionado.

Também causou estranheza o fato dele ter subido até o sótão para fazer esse serviço, sem ter tido informação de que havia partes frágeis no piso do sótão, que ocasionou a sua queda, a 4 metros de altura. Deveria ter, no mínimo, uma placa indicando o perigo na localidade...

Fazia pouco tempo que ele havia se mudado para a casa, aonde pretendia usufruir mais com a família.

Mais uma vez fica comprovado de que o que importa nessa vida não é só o dinheiro que permite fazer grandes aquisições materiais, pois tudo fica, nem dá para fazer grandes planejamentos de segurança e tudo mais, pois a nossa vida é mesmo muito frágil, e temos que fazer o melhor para a cada dia estarmos de bem com a nossa consciência, do dever cumprido, etc.

Realmente nunca sabemos qual será o nosso último dia, daí a necessidade de nos prepararmos melhor para isso, especialmente com a oração.

Para nós que temos fé, sabemos que a nossa vida não termina aqui, e que haverá um julgamento posterior de nossos atos.

Por isso os católicos recorrem ao exame de consciência, para a cada dia, buscar avaliar o que é feito, confiante na misericórdia de Deus.

O mais chocante não é a morte em si, pois todos nós estamos aqui de passagem, sabemos disso. Mas o modo brusco como acontece, com muitas pessoas, pegam não só a pessoa, mas também a família, totalmente despreparada, por isso choca.

No começo do ano ocorreu à mesma coisa com o jornalista Ricardo Boechat, vítima de um acidente de helicóptero.

Por isso, temos que buscar uma vida mais simples, mais desapegada de coisas supérfluas, procurando manter o que é necessário, para cumprir as nossas obrigações do dia-a-dia, depositando toda a nossa confiança em Deus.

Temos, portanto que valorizar cada minuto da nossa vida, dando o melhor de nós em tudo o que fazemos no que está ao nosso alcance, pois não sabemos a hora da nossa partida.

Temos que rezar também para que consigamos dar conta das nossas responsabilidades e deixar um exemplo aos que estão mais próximos, sabendo que a nossa vida é um dom e Deus.

* Valmor Bolan é Doutor em Sociologia, Professor da Unisa, Ex-reitor e Dirigente (hoje membro honorário) do Conselho de Reitores das Universidades Brasileiras e Pós-graduado (em Gestão Universitária pela OUI-Organização Universitária Interamericana) com sede em Montreal-Canadá.

Fonte: Reginaldo Bezerra Leite



As histórias que o padre conta

“Até a metade vai parecer que irá dar errado, mas depois dá certo!”

Autor: Dimas Künsch


Vulnerabilidades masculinas: o tema proibido

É desafiador para mim escrever sobre este tema, já que sou um gênero feminino ainda que com certa energia masculina dentro de mim, aliás como todos os seres, que tem ambas as energias dentro de si, feminina e masculina.

Autor: Viviane Gago


Entre o barril de petróleo e o de pólvora

O mundo começou a semana preocupado com o Oriente Médio.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes