Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Imperabilidade Inexistente

Imperabilidade Inexistente

24/01/2020 Alexandre Motta

Bom, para começar este artigo, tenho que confessar que a palavra “imperabilidade” não existe.

Ela foi inventada por mim com o único propósito de refletir uma ação que eu acho que ainda é a mola propulsora do sucesso para o advogado. Em breve volto a isso no artigo. Primeiro vamos conceitualizar essa nova palavra criada.

Imperabilidade é a força motora que faz com que a pessoa comande sua vida profissional da maneira necessária, independente dos desafios e esforços extras que isso lhe demande.

É a capacidade de imperar sobre sua carreira de modo intenso e imediato, sem desculpas, aguardos e/ou possibilidades de prorrogação de prazos.

Mais do que trabalhar, é reinar sobre a evolução profissional e suas etapas de crescimento, de modo proativo e antecipado.

Agora que conceitualizamos a palavra, fica fácil entender qual o enfoque que quero dar neste artigo e o porque o título do artigo é o dúbio “Imperabilidade Inexistente”, significando tanto que a palavra não existe, quanto o fato de que é exatamente isso que falta em muitos advogados. Retomo então o começo do artigo.

Estamos novamente em começo de ano e, mais uma vez, a maioria das pessoas que converso vem com a frase “você sabe, o Brasil só começa depois do carnaval”.

Sendo muito sincero, esta é uma das frases que mais demonstra o quanto o brasileiro é despreparado para se tornar um profissional de nível internacional, principalmente porque ela é verdadeira.

Sim, o brasileiro espera passar o carnaval (independente de data que caia) para começar a pensar nos projetos e resoluções necessárias.

Outro dia estava conversando com um contato que veio da Alemanha e ele me disse: “Mas como assim? Vocês esperam 2-3 meses para começar o trabalho? Se o carnaval for em julho, vocês ficam sem trabalhar metade do ano?”.

Entre risadas (nervosas, para dizer a verdade) expliquei a ele que não era bem assim, mas que realmente o cenário da advocacia brasileira tem muitos e muitos e muitos e muitos e muitos e muitos e muitos profissionais que só começam a pensar em projetos depois do oba-oba de carnaval.

Veja que todo este meu discurso vai diretamente para aqueles que efetivamente tem esta postura. Também conheço muitos advogados que tem o mindset voltado para negócios e atropelam carnaval e feriados buscando seus objetivos. Mas infelizmente esse número é pequeno, comparado aos demais.

Matematicamente, se você colocar no papel todos os feriados, emendas de pontes, chegadas mais tardes, saídas mais cedo (geralmente para aquele happy hour esperto) aliadas ao infame já comentado “o Brasil só começa depois do carnaval” e ainda a detestável “no final de novembro o Brasil já pára em função das festas”, sobra-se nada para trabalhar seriamente.

Se implementar uma advocacia de sucesso já é difícil, imagina com tempo reduzido. E aí vemos surgir mais uma frase de cabeceira: “não tenho tempo”.

Meu amigo alemão (comigo fazendo uma dupla) diria “espera um pouco. Você diz que sua prioridade é crescer como advogado. Mas tem tempo para sambar e não tem tempo para focar nas atividades que vão te trazer sucesso? Bist du verrückt!”

E veja que não sou eu quem está falando isso. Existem dezenas de estudos que mostram que um dos principais hábitos dos profissionais de sucesso (incluindo-se aí advogados de renome) é ter foco nas prioridades de sua vida, diminuindo a intensidade para outros tipos de ação.

Isso significa que, se você não é porta-bandeira de uma escola de samba, o “começar depois do carnaval” não deveria significar nada para você. 

Agora seja sincero consigo mesmo. Se você ainda não está no patamar que deseja e tem objetivos para conquistar, entende que o trabalho, com foco, começa já no início de janeiro?

Se sim, ótimo. Se não, você precisa aprender a ter imperabilidade, ou seja, controlar seu destino em termos de evolução de carreira.

Ninguém vai fazer por você e todo minuto gasto na construção de seu sonho, serão horas de deleite quando finalmente perceber que todo o esforço extra compensou no final.

Sinceramente, não sei quais as ações que você precisa fazer para evoluir em seus objetivos. O que eu sei é que você tem fazer, o que quer que seja, antes dos demais, melhor que os demais e com mais intensidade que os demais. E isso é uma certeza.

Imperabilidade é você nunca ser refém da situação profissional em que você se encontra. É nunca ser o carona, mas sim o motorista.

É deixar de ser um mero protagonista para ser o escritor da sua história. É tomar as rédeas do cavalo mais selvagem que você jamais domou.

Imperabilidade é o seu futuro colocado em prática.

Bom crescimento!

* Alexandre Motta é sócio diretor do Grupo Inrise, autor dos livros “Marketing Jurídico: os Dois Lados da Moeda” e “O Guia Definitivo do Marketing Jurídico” e através de sua experiência prática em marketing jurídico, atualmente mantém inúmeros escritórios sob sua responsabilidade de atuação e crescimento ético.

Fonte: Grupo Inrise



Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.


Uma carta à Elon Musk

O homem mais rico do mundo, Elon Musk, acaba de chegar a um acordo para adquirir uma das redes sociais mais importantes do mundo, o Twitter, por US$ 44 bilhões.


Liberdade de expressão: lembrança do passado recente

Na manhã do dia 19 de agosto de 1968, tropas da polícia e do Exército invadiram a Universidade de Brasília, agredindo violentamente vários estudantes dentro das salas de aula.


Mitos sobre a recuperação judicial

Criou-se uma verdadeira quimera quando o tema é recuperação judicial e o objetivo deste artigo é desmistificar alguns dos mitos sobre esse instituto.