Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Importância da qualidade dos produtos elétricos

Importância da qualidade dos produtos elétricos

11/12/2016 Nelson Volyk

Não é fácil identificar se um produto elétrico possui ou não qualidade.

Em alguns segmentos, podemos analisar pelo preço, pois existem aqueles que atendem a normas técnicas obrigatórias e os chamados similares que não atendem.

Produtos que cumpram todos os requisitos – incluindo normas técnicas obrigatórias e regras de certificação do Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) –, certamente terão qualidade que, via de regra, resultará no limite mínimo de preço de venda, calculado com base no custo do produto.

Já os fora de norma não possuem esse preço mínimo, fazendo com que seus fabricantes reduzam, a qualquer tempo, o que for conveniente em prol de barateamento. Essa prática, em muitos casos, compromete a qualidade de matérias-primas, e suas quantidades, que não seriam aprovadas para um item dentro dos padrões.

Levando em conta essa questão, vamos avaliar neste artigo alguns dos produtos que compõem o rol dos materiais elétricos, cuja importância e qualidade fazem toda a diferença no resultado final da instalação elétrica. Assim como os condutores, os eletrodutos e os disjuntores também devem seguir normas técnicas para que ofereçam o melhor desempenho.

No caso dos quadros de distribuição, além de seguir os projetos dos fabricantes, precisam estar de acordo com os requisitos da norma NBR 5410 Instalações Elétricas de Baixa Tensão e ter o mesmo nível de desempenho e segurança definidos na NBR IEC 60439-1 Conjunto de Manobra e Controle de Baixa Tensão - Parte 1. Vamos a eles.

Os eletrodutos utilizados nas instalações, em sua maioria, são fabricados em PVC e também devem atender à norma técnica, que define todos os requisitos para sua concepção. Como no Brasil a maior parte dos condutores de uma instalação elétrica residencial está embutida em paredes de alvenaria, cria-se uma grande dependência do eletroduto, principalmente os chamados corrugados.

Uma das orientações mais contundentes para o produto é que não deve propagar chamas em um incêndio, assim como o PVC dos condutores elétricos. Também não deve amassar nem dobrar ao fazer as curvas de modo a garantir a passagem dos condutores com facilidade.

Por aqui, a norma técnica para os eletrodutos é a NBR 15465 – Sistemas de eletrodutos plásticos para instalações elétricas de baixa tensão - Requisitos de desempenho. Já os quadros de distribuição, escolhidos para atender a necessidade de cada projeto, é o item da instalação que mais apresenta diferença técnica entre um modelo e outro.

Primeiro é necessário saber se é de sobrepor ou de embutir e qual seu material, geralmente de composto termoplástico antichama, metal ou misto. Depois é preciso saber o que comporta: quantidade de disjuntores e outros dispositivos, como DR e DPS, e qual é o espaço reservado a ele no local onde será fixado. Essas informações devem ser expostas pelo projetista.

Quanto à qualidade dos quadros de distribuição, é necessário adquirir o produto de um fabricante conhecido. Esta orientação deve ser levada muito a sério, uma vez que para esse item não existe norma da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT) para sua fabricação, apenas as referências já citadas da NBR 5410 e NBR IEC 60439-1.

Os disjuntores, por sua vez, mais do que necessários, são fundamentais para uma instalação elétrica segura. Por isso, para tal, existe uma certificação compulsória do Inmetro. O disjuntor protege os condutores elétricos contra sobrecarga e a instalação como um todo contra curto-circuito. Sua boa qualidade resulta em operação exata e rigorosamente dentro dos tempos definidos em suas curvas de disparo.

Essas curvas mostram as relações de corrente versus tempo de desarme. E, para que seja preciso, é necessário que sua fabricação contemple matérias-primas de qualidade, seu projeto seja impecável e a calibragem adequada para trabalhar corretamente no seu valor nominal.

Esses disjuntores também são chamados de mini-disjuntores e disjuntores termomagnéticos e, até o valor nominal de 63A, possuem certificação compulsória do Inmetro e devem seguir a norma NBR 60898 Disjuntores para Proteção de Sobrecorrentes para Instalações Domésticas e Similares.

* Nelson Volyk é engenheiro eletricista e gerente de Engenharia de Produto da SIL Fios e Cabos Elétricos.



O Brasil e a quarta chance de deixar a população mais rica

O Brasil é perseguido por uma sina de jogar fora as oportunidades. Sempre ouvimos falar que o Brasil é o país do futuro. Um futuro que nunca alcançamos. Vamos relembrar as chances perdidas.

Autor: J.A. Puppio


Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves