Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Informalidade empreendedora é Liberdade

Informalidade empreendedora é Liberdade

09/08/2014 Carla Pereira

Uma empresa é um filho, que você projeta, sonha, idealiza e, se tudo der certo, acaba nascendo, te dando muito orgulho e bons frutos ao longo do tempo.

Se há algo neste mundo que me deixa com sangue nos olhos é o empreendedorismo. Interagir, conversar, trocar experiência e observar gente que tem um negócio é fascinante, sempre há o que aprender e é desafiador perceber o quanto uma mesma ação pode ter um resultado totalmente oposto em seguimentos diferentes.

Se fizerdes um exercício mental fechando os olhos e imaginando um cenário empreendedor, o que verás? Um espaço físico com paredes, teto e tudo muito convencional? Mas bem sabemos que um empreendimento pode ser bem mais informal e que algumas pessoas nem sabem que estão empreendendo. Eu sucumbi a um convite antigo de um amigo, para visitar um famoso local da capital gaúcha, conhecido por ser frequentado predominantemente por pessoas de esquerda e com visual mais alternativo.

Confesso que quando recebi este mesmo relato junto ao convite eu senti um pré-conceito, relutei por semanas até aceita-lo. Que bobinha! Eu adorei o lugar. Por quê? Ora, lá havia um mar de gente livre, de fato predominantemente com conceito político e econômico ainda inadequado, mas em suma todos subvertendo ao mesmo Estado que tanto defendem. E eu senti o sangue nos olhos naquele ambiente como descrito no primeiro parágrafo e, pasme, eu não fumei.

Ali vi dezenas de empreendedores, pessoas vendendo cachaça e cerveja artesanal, deliciosa por sinal, pizza vegana, bolinhos, entre outras coisas que vocês podem imaginar. O objetivo daquelas pessoas é o mesmo de qualquer empreendedor convencional, o mais pragmático e capitalista objetivo que se pode ter: ganhar dinheiro. Mas será que eles têm consciência de que envolvendo o Estado diretamente em seu negócio, ou seja, regulamentando, estariam reduzindo drasticamente seu lucro; burocratizando o comércio ou até mesmo impossibilitando totalmente de ser realizado?

A resposta é óbvia, sim eles têm consciência! Tanto que não o fazem. E aí chegamos a outro ponto fundamental na mudança de pensamento que estamos buscando, por que em sã consciência alguém insiste em defender algo que subverte? Essa resposta eu não tenho, mas espero que consigamos responder e solucionar este problema em breve. Nota da autora: nunca, nem sob tortura eu escreveria o endereço desse local maravilhoso em um texto público, não seria cúmplice do Estado ao desfazer um antro de empreendedorismo informal.

*Carla Pereira é Biomédica e Especialista do Instituto Liberal.



8 de janeiro

Venho aqui versar a defesa Dos patriotas do “mal”

Autor: Bady Curi Neto


Aborto legal e as idiossincrasias reinantes no Congresso Nacional

A Câmara dos Deputados, em uma manobra pouco ortodoxa do seu presidente, aprovou, nessa semana, a tramitação em regime de urgência do Projeto de Lei nº 1904/2024, proposto pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), integrante da ala bolsonarista e evangélica, que altera, sensivelmente, as regras de tratamento do crime de aborto.

Autor: Marcelo Aith


Há solução para as enchentes, mas será que há vontade?

Entre o fim de abril e o início de maio de 2024, a maior tragédia climática da história se abateu sobre o Rio Grande do Sul.

Autor: Alysson Nunes Diógenes


Primeiro semestre: como estão as metas traçadas para 2024?

O que mais escutamos nas conversas é: “Já estamos em junho! E daqui a pouco é Natal!”

Autor: Elaine Ribeiro


Proliferação de municípios, caminho tortuoso

Este é um ano de eleições municipais no Brasil. Serão eleitos 5.570 prefeitos, igual número de vice-prefeitos e milhares de vereadores.

Autor: Samuel Hanan


“Vaquinha virtual” nas eleições de 2024

A campanha para as eleições municipais de 2024 ainda não foi iniciada de fato, mas o financiamento coletivo já está autorizado.

Autor: Wilson Pedroso


Cotas na residência médica: igualdade x equidade

Um grande amigo médico, respeitado, professor, preceptor de Residentes Médicos (com letras maiúsculas), indignado com uma reportagem publicada, em periódico do jornal Estado de São Paulo, no dia 05 do corrente mês, enviou-me uma cópia, requestando que, após a leitura, tecesse os comentários opinativos.

Autor: Bady Curi Neto


O impacto das enchentes no RS para a balança comercial brasileira

Nas últimas semanas, o Brasil tem acompanhado com apreensão os estragos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Autor: André Barros


A força do voluntariado nas eleições

As eleições de 2022 contaram com mais de 1,8 milhão de mesários e mesárias, que trabalharam nos municípios de todo o país. Desse total, 893 mil foram voluntários.

Autor: Wilson Pedroso


A força da colaboração municipal

Quando voltamos nossos olhares para os municípios brasileiros espalhados pelo país, notamos que as paisagens e as culturas são diversas, assim como as capacidades e a forma de funcionamento das redes de ensino, especialmente aquelas de pequeno e médio porte.

Autor: Maíra Weber


As transformações universais que afetam a paz

Recentemente a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) aprovou projeto proposto pelo governo estadual paulista para a criação de escola cívico-militar.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Por um governo a favor do Brasil

A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos estados, dos municípios e do Distrito Federal, constitui-se em estado democrático de direito e tem como fundamentos a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho, da livre iniciativa e do pluralismo político.

Autor: Samuel Hanan