Portal O Debate
Grupo WhatsApp


KRACK: como se proteger do ataque contra redes Wi-Fi

KRACK: como se proteger do ataque contra redes Wi-Fi

29/10/2017 Tim Berghoff

No começo de outubro surgiram relatos sobre ataques sobre a criptografia das redes Wi-Fi.

Uma falha de design na criptografia WPA2 permite a reutilização de certas chaves criptográficas em vez de bloqueá-la e permite que um estranho entre na rede sem precisar da senha. Este ataque foi batizado de KRACK, uma referência a Key Reinstallation Attack.

Esta falha de segurança afeta todos os dispositivos que se conectam às redes WiFi usando criptografia WPA2, permitindo que um invasor fique em uma posição onde pode obter acesso a uma rede Wi-Fi e com capacidade de manipular dados transmitidos pela rede. Um exemplo seria substituir um download legítimo por malware.

O ataque não pode ser usado para recuperar a senha WiFi e todos os dados que são enviados de um navegador através de uma conexão criptografada SSL podem ser suscetíveis a este tipo de ataque. Não esperamos nenhum ataque contra redes Wi-Fi em larga escala em breve, mas a proteção é necessária para evitar um acesso não autorizado.

O que foi demonstrado pelos pesquisadores da Bélgica que descobriram o KRACK, até agora ele atua como uma Prova de Conceito (PoC) e pode demorar um pouco antes de vermos aqueles aplicados na prática.

Fazendo a proteção


Para mitigar o problema é possível desativar o Wi-Fi dos dispositivos afetados para poder garantir que a falha de segurança não seja acessada. No entanto, na prática, isso pode ser sempre viável ou prático. Alternativamente, um cliente VPN pode ser usado para proteger todo o tráfego usando SSL. Isso protegerá todos os dados transmitidos para contraespionagem ou adulteração.

O que se pode esperar do KRACK?


Até agora, os primeiros fabricantes começaram a implantar uma solução para resolver o problema de segurança. As mais antigas versões do iOS da Apple já possuem a correção - outros fornecedores seguirão o exemplo. Algumas distribuições do Linux receberam um patch já em outubro de 2017 para que a falha de segurança não seja mais explorada nesta plataforma.

A remediação da falha não exige a compra de hardware novo e a correção deve ser feita pelo fabricante por meio de software e de dispositivo compatível com versões anteriores, para que dispositivos que receberam a correção possam ainda se comunicar com aqueles que ainda não receberam a atualização e vice-versa.

Analisando o passado

O fato de que a segurança das redes Wi-Fi pode ser atacada com sucesso não é uma surpresa. O padrão 802.11 Wi-Fi frequentemente enfrentou falhas de segurança. Modelos de criptografia obsoletos como WEP ou WPA foram gradualmente substituídos por outros mais seguros. Portanto, os relatos atuais são um passo um tanto lógico em uma série de eventos.

Portanto, este não é o primeiro relato deste tipo de falha que se tem notícia e certamente não será o último. Assim que uma atualização estiver disponível a partir de um fornecedor, ela pode ser obtida através da caixa de diálogo de configuração baseada no navegador ou através do site do fornecedor.

Alguns dispositivos também baixam e instalam atualizações automaticamente. Os usuários de dispositivos móveis também devem verificar se há atualizações disponíveis para o seu aparelho. Recomendamos instalar qualquer atualização disponível para corrigir a falha em cada dispositivo.

* Tim Berghoff é especialista em segurança cibernética da G Data, fornecedora de soluções antivírus distribuídas no Brasil pela FirstSecurity.



Aos mestres, com carinho, nossa gratidão!

“Vivemos um tempo atípico” e “Precisamos nos reinventar” são algumas das frases mais pronunciadas nesses últimos meses.


Como a crise ajudou na popularização do Bitcoin?

Com a notícia da pandemia do coronavírus todo o mercado de investimentos tradicional e digital foi impactado com a notícia.


O receio de opinar

Antes de me aposentar, prestei serviço em empresa, que possuía e possui, milhares de trabalhadores.


Uso consciente do crédito pode ajudar a girar o motor da economia

Muita gente torce o nariz quando o assunto é tomar empréstimo, pois quem precisa de crédito pode acabar não conseguindo honrar essa dívida, tornando esse saldo devedor uma bola de neve.


Voltar primeiro com os mais velhos: mais autonomia e continência

Nunca pensei que chegaria esse dia, mas chegou! Um consenso global sobre o valor da escola para as sociedades, independentemente do seu PIB.


Adolescentes, autoestima, família: como agir, o que pensar?

A adolescência é um tempo intenso, tanto pelo desenvolvimento físico, quanto neurológico, hormonal, social, afetivo e profissional.


Digital: um tema para o amanhã que se tornou uma demanda para ontem

Durante muito tempo, a Transformação Digital foi considerada uma prioridade para o futuro dos negócios.


Compliance como aliado na estratégia ESG das organizações

A temática que atende aos princípios ambientais, sociais e de governança, ou seja, o ESG (Environmental, Social and Governance), está em forte evidência.


A humanização da tecnologia no secretariado remoto

A tecnologia deu vida a inúmeras oportunidades de negócios, como o trabalho à distância.


Bolsa vs Startups. Porque não os dois?

Vivemos um momento de grandes inovações e com os investimentos não é diferente.


Os pecados capitais da liderança

“Manda quem pode, obedece quem tem juízo.”


“Pensar Global, Agir local”: O poder do consumo consciente

A expressão “Pensar Global e Agir local” já é lema em muitas esferas de discussões políticas, econômicas, sobre sustentabilidade e solidariedade.