Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lição de carinho

Lição de carinho

10/05/2017 Francisco Habermann

Estudos modernos indicam música como remédio.

Na medicina - em suas múltiplas aplicações - cada vez mais se estudam os efeitos produzidos pela música nos circuitos cerebrais que promovem relaxamento e redução da dor.

Isso é de interesse imediato dos médicos e de hospitais. Algumas instituições hospitalares já possuem esquemas de avaliação dos efeitos benéficos do uso de música selecionada desde a sala de espera até nas salas de procedimentos.

A música, dizem, “possibilita um caminho mais afetuoso entre o profissional de saúde e o paciente. Isso colabora para a humanização do cuidado.” Outro aspecto é a necessidade do silêncio, tanto ambiental como o mental.

A música contribui para a disciplina mental de todos e exige, previamente, silêncio no ambiente. Isso é benéfico tanto para o paciente como para a equipe de saúde. O ruído, claro, é lesivo. As observações assinaladas aqui valem para o homem e para os animais.

Há ainda estudos sobre os efeitos nas plantas. A propósito, tive na semana passada uma verdadeira aula na sala de emergência do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – UNESP, daqui de Botucatu.

Fui acompanhar a Estrela, uma Labradora mestiça muito carinhosa que necessitava de cuidados. Na sala daquele renomado hospital universitário vi mais quatro outros animais sendo medicados e controlados com muita dedicação pelos médicos veterinários de plantão.

O que me chamou a atenção foi uma música bem suave que vinha lá do fundo da sala. Como não via nenhum aparelho eletrônico, aproximei-me da acompanhante de um cãozinho ofegante, todo agasalhado sobre a maca forrada.

Percebi que o som vinha da bolsa da senhora que o acompanhava. Ela me explicou: “ele gosta da música de Beethoven, e só as dele”. Disse-me que o cão chegava a se irritar com outros compositores. Beethoven o acalmava sempre.

Fiquei encantado com a revelação. Mas vi mais naquela sala de socorro. Vi o quanto de carinho especial cada acompanhante dedicava aos seus animais de estimação, não arredando pé junto deles, num plantão de acompanhantes nem sempre visto nas enfermarias de humanos adultos que frequento há mais de cinquenta anos.

Foi ali, para mim, uma lição da música da vida ensinada com amor.

* Francisco Habermann é professor da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu.



O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder


O gato que caiu dentro das latas de tinta

Todas as histórias começam com Era uma Vez… A minha não vai ser diferente.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Apesar da polarização radical, brasileiros não abrem mão da Democracia

Desde as eleições presidenciais de 2018, temos percebido a intensificação da polarização política no país, com eleitores cada vez mais divididos.

Autor: Wilson Pedroso