Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lição de carinho

Lição de carinho

10/05/2017 Francisco Habermann

Estudos modernos indicam música como remédio.

Na medicina - em suas múltiplas aplicações - cada vez mais se estudam os efeitos produzidos pela música nos circuitos cerebrais que promovem relaxamento e redução da dor.

Isso é de interesse imediato dos médicos e de hospitais. Algumas instituições hospitalares já possuem esquemas de avaliação dos efeitos benéficos do uso de música selecionada desde a sala de espera até nas salas de procedimentos.

A música, dizem, “possibilita um caminho mais afetuoso entre o profissional de saúde e o paciente. Isso colabora para a humanização do cuidado.” Outro aspecto é a necessidade do silêncio, tanto ambiental como o mental.

A música contribui para a disciplina mental de todos e exige, previamente, silêncio no ambiente. Isso é benéfico tanto para o paciente como para a equipe de saúde. O ruído, claro, é lesivo. As observações assinaladas aqui valem para o homem e para os animais.

Há ainda estudos sobre os efeitos nas plantas. A propósito, tive na semana passada uma verdadeira aula na sala de emergência do Hospital Veterinário da Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia – UNESP, daqui de Botucatu.

Fui acompanhar a Estrela, uma Labradora mestiça muito carinhosa que necessitava de cuidados. Na sala daquele renomado hospital universitário vi mais quatro outros animais sendo medicados e controlados com muita dedicação pelos médicos veterinários de plantão.

O que me chamou a atenção foi uma música bem suave que vinha lá do fundo da sala. Como não via nenhum aparelho eletrônico, aproximei-me da acompanhante de um cãozinho ofegante, todo agasalhado sobre a maca forrada.

Percebi que o som vinha da bolsa da senhora que o acompanhava. Ela me explicou: “ele gosta da música de Beethoven, e só as dele”. Disse-me que o cão chegava a se irritar com outros compositores. Beethoven o acalmava sempre.

Fiquei encantado com a revelação. Mas vi mais naquela sala de socorro. Vi o quanto de carinho especial cada acompanhante dedicava aos seus animais de estimação, não arredando pé junto deles, num plantão de acompanhantes nem sempre visto nas enfermarias de humanos adultos que frequento há mais de cinquenta anos.

Foi ali, para mim, uma lição da música da vida ensinada com amor.

* Francisco Habermann é professor da Faculdade de Medicina da Unesp de Botucatu.



LGPD: é fundamental tratar do sincronismo de dados entre todas as aplicações

Se um cliente solicita alteração nos dados cadastrais ou pede a sua exclusão da base de dados que a empresa possui, o que fazer para garantir que isso ocorra em todos os sistemas e banco de dados que possuem os dados deste cliente ao mesmo tempo e com total segurança?


As gavetas que distorcem a vida política do país

Finalmente, está marcada para terça-feira (30/11), na Comissão de Constituição e Justiça do Senado, a sabatina do jurista André Mendonça, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para ocupar a vaga decorrente da aposentadoria do ministro Marco Aurélio, no Supremo Tribunal Federal.


O novo normal e a justiça!

Não restam dúvidas que o avanço tecnológico veio para melhorar e facilitar a vida das pessoas.


Repousar de fadigas, livrar-se de preocupações

O dicionário diz que descansar é repousar de fadigas, livrar-se de preocupações.


O fim da violência contra a mulher é causa de direitos humanos

O dia 25 de novembro marca a data internacional da não-violência contra as mulheres.


A primeira romaria do ano em Portugal

A 10 de Janeiro – ou domingo mais próximo dessa data, dia do falecimento de S. Gonçalo, realiza-se festa rija em Vila Nova de Gaia.


Medicina Preventiva x Medicina Curativa

A medicina curativa domina o setor de saúde e farmacêutico. Mas existe outro tipo de cuidado em crescimento, chamado de Medicina Personalizada.


A importância da inovação em programas de treinamento e desenvolvimento

O desenvolvimento de pessoas em um ambiente corporativo é um grande desafio para gestores de recursos humanos, principalmente para os que buscam o melhor aproveitamento das habilidades de um time através do autoconhecimento.


Por que o 13º salário gera “confiança” nos brasileiros?

O fim do ano está chegando, mas antes de pensar no Natal as pessoas já estão de olho no 13º salário.


O gênero “neutro” ou a “neutralização” de gênero

Tenho visto algumas matérias sobre a “neutralização” do gênero na língua portuguesa, no Brasil, algumas contra e algumas a favor. Digo no Brasil, porque em Portugal não vejo isto.


O poder da gentileza

O mês de novembro traz uma comemoração muito especial e essencial para estes tempos pandêmicos e de tanta polarização política: o Dia da Gentileza.


Branco no preto

As pessoas pretas no Brasil vivem pior do que as pessoas brancas, independentemente de qualquer situação.