Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Lula Decide. Ponto Final

Lula Decide. Ponto Final

03/12/2009 Fábio P. Doyle

Tomou a defesa do sr. Zelaya e não recua. Afinal, ele fala pelo Brasil, conforme decidiu o Supremo. Arruda nega importância ao mensalão brasiliense e diz que será reeleito. Os antecedentes lhe dão razão.

LULA, em mais uma manifestação de sua arrogância: "O Brasil não tem o que rever em sua posição quanto a Honduras. Não iremos reconhecer a validade das eleições". Como se vê, ele assumiu por inteiro o poder no país. Ele decide, e ponto final. Aliás, foi o que cinco ministros do Supremo decidiram no caso do criminoso italiano Battisti. O Supremo, segundo os cinco, tem funções apenas de consultor, de parecerista, em processos de interesse ideológico do grupo que comanda o Executivo. A palavra final é do todo-poderoso Lula da Silva. Felizmente, quatro ministros independentes não pensam assim.

O GOVERNADOR de Brasília, sr. José Arruda, envolvido em mais um episódio desprimoroso, este com direito a filmagem e gravações das maracutaias por ele praticadas, afirmou em entrevista que é inocente do "mensalão"brasiliense, e que vai vencer as eleições de 2010, reelegendo-se para o governo do Distrito Federal. Parece absurda sua confiança. Mas quem acompanhou os processos dos dois mensalões anteriores, o dos mineiros (que lástima!) e o nacional, percebe que há fundamento no que ele afirmou. O mensalão mineiro até hoje não deu em nada, permanecendo na dependência do voto de um ministro do Supremo, que pediu vista sem prazo para devolver os autos. O mensalão nacional também resultou em nada. E mais: aquele que seria o principal emvolvido, e beneficiário do esquema inventado por Marcos Valério, o presidente Lula da Silva, escapou por inteiro das acusações e foi reeleito presidente, pouco tempo depois…

ASSIM caminha, trôpega, claudicante, a aldeia planaltina.

* Fábio P. Doyle é Jornalista e membro da Academia Mineira de Letras



Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Como a integração entre indústria e universidade pode trazer benefícios

A parceria entre instituições de ensino e a indústria na área de pesquisa científica é uma prática consolidada no mercado que já rendeu diversas inovações em áreas como TI e farmacêutica.

Autor: Thiago Turcato


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso


Um novo e desafiador ano

Janeiro passou. Agora, conseguimos ter uma ideia melhor do que 2024 reserva para o setor de telecomunicações, um dos pilares mais dinâmicos e relevante da economia.

Autor: Rafael Siqueira