Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Mass-Media “mascarada”

Mass-Media “mascarada”

01/07/2020 Humberto Pinho da Silva

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.

Sai mascarado. Mal tinha percorrido um quarteirão, deparei com outro mascarado, meu velho amigo.

Ao cumprimentá-lo, à “cotovelada”, ele disparou, apontando para o periódico que comprara na banca da esquina:

- “Não sei para que ainda o compro… Aliás toda ou quase toda, a mass-media, anda “mascarada”. Tanto dão no cravo como na ferradura…”

Como percebesse, pela minha expressão, que não atingi, onde pretendia chegar, acrescentou:

- “Como sabes, há países, como os Estados Unidos, onde os meios de comunicação, têm ideologia politica e religiosa ou ambas. Noutros, preferem serem neutrais…Como se fosse possível – ao articulista de opinião, – não ter opinião! …

“ Atiram para o ar ou escrevem em letra de forma, pareceres, fazem comentários, a favor ou contra, de harmonia com os interesses de ocasião ou de indivíduos.

“Deste modo, enganam os leitores desprevenidos, que são a maioria, que chegam, na sua inocência, afirmar: “É verdade! … Li no jornal! …”

Betrand Russell, duvida, in: “A Conquista da Felicidade”, que haja, nos USA, jornalista, que acredite na independência do seu jornal.

Parecia-me mais honesto, tirarem a “mascara” e dizerem: somos de: Direita, Centro ou Esquerda; que parecerem, o que não são.

E o mesmo se passa em alguns jornais religiosos, quer sejam: católicos, evangélicos ou de crença não cristã, vestindo máscaras, para não mencionarem a denominação.

Certa vez fui a Florianopólis, e fiquei estupefacto: entrando na Catedral, vi, sobre os bancos, jornalzinho de certa seita! E no adro, duas gentis meninas, distribuíam, com sorrisos felizes, a publicação! …

Não me deveria espantar, porque, na cidade do Porto, encontrei, numa igreja da baixa, sobre mesinha, montão de jornalequinhos de seita ortodoxa. Nem Igreja Ortodoxa – que merece a minha simpatia e respeito, – eram! …

E mais atónito fiquei, ao verificar, sobre os altares, “ santinhos”, com a direção da seita e local de culto! …

Na política, como na religião, é preciso separar as águas, não se vá beber inquinada, pensando potável! …

Em democracia – se a há, – cada um deve ter a liberdade e segurança, de dizer o que pensa, desde que não ofenda.

Só há democracia plena, quando há opiniões e pareceres divergentes, que se escutam e se respeitam.

Caso contrário, é: democracia” camuflada” ou “ditadura democrática”, como dizia, a rir, antigo condiscípulo, já falecido.

* Humberto Pinho da Silva

Fonte: Humberto Pinho da Silva



Será que o franciscano tinha razão?

Quando estive em Roma, conheci sacerdote, que estava hospedado no Convento anexo à Basílica de Santo António, na via Mariana.


O gestor educacional na era da inovação: lugar da teoria e da prática

Maquiavel em sua obra celebre “O Príncipe” preconiza que para conhecer a natureza do povo é necessário ser príncipe, e para conhecer a natureza dos príncipes é necessário ser do povo.


Desenvolvimento de carreira: cuide sempre de você!

Atuo há mais de vinte anos como headhunter e em projetos de desenvolvimento de lideranças e carreiras com executivos e profissionais especializados.


A ilusão da egolatria: você sabe com quem está falando?

Episódios de pessoas que se julgam superiores e acima da lei, infelizmente têm se tornado comuns na sociedade brasileira.


O rádio, a TV e a “live”

Os brasileiros de média (ou avançada) idade, viveram no tempo em que o rádio era o todo poderoso meio de comunicação.


Tão próximos e tão distantes

Não há dúvidas de que a internet mudou a realidade da maior parte do mundo.


Onde querem colocar o dinheiro da Educação?

No país de bons brasileiros perguntamos: onde querem colocar o dinheiro da Educação?


Um novo normal essencial; um velho normal desejado

Ver sorrisos, estar dentro de abraços, realizar eventos e trazer alegria…


Criptomoedas: O dinheiro do futuro ou o futuro do dinheiro?

Seja qual for futuro dos meios de pagamento, fato é: não podemos desprezar que as criptomoedas mudaram a maneira com que nos relacionamos com o dinheiro.


A polêmica nota de R$200,00

No dia 29 de julho de 2020, foi anunciado pelo Banco Central (BACEN) que, em agosto, será colocada em circulação a nota de R$200,00, que incorporará a imagem do lobo-guará.


Recalibrando sua estratégia de prevenção de fraudes para a nova realidade

Tal qual um automóvel, a detecção de transações criminosas em uma organização deve passar por revisões periódicas para aumentar sua eficiência.


Em tempos de pandemia, gestão de pessoas não é conversa, é ciência

Sou um curioso da gestão de pessoas. Ao longo desses anos como gestor, aprendi muito com os profissionais de recursos humanos com quem tive a honra de trabalhar.