Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Medicametos manipulados: mitos e verdades

Medicametos manipulados: mitos e verdades

07/05/2018 Marco Fiaschetti

“Medicamento manipulado é igual ao da drogaria?”; “É mais natural?”; “É mais barato?”; Faz o mesmo efeito?

Basta alguns minutos em uma farmácia de manipulação para ouvirmos essas e tantas outras perguntas. Para entendermos melhor, precisamos fazer uma breve viagem pelo tempo.

O aumento da população mundial, as epidemias e as grandes guerras fizeram surgir a necessidade da produção em massa de medicamentos. As transformações na saúde coincidiram com grandes avanços nas pesquisas e no desenvolvimento de fármacos mais refinados e eficientes.

Esse equilíbrio começou a ficar evidente partir da década de 80, quando as farmácias de manipulação voltaram a assumir um importante papel no abastecimento de medicamentos.

Elas evoluíram, absorveram novas tecnologias e se qualificaram junto com as mudanças na regulação sanitária. Hoje o país é referência mundial no preparo de medicamentos e produtos manipulados.

Apesar de toda a evolução e do aumento da velocidade da informação, persistem ainda alguns mitos sobre as farmácias de manipulação.

A verdade é que os medicamentos manipulados devem obrigatoriamente possibilitar ao indivíduo os mesmos resultados que qualquer outro medicamento. E nem só de ingredientes naturais são feitos os produtos manipulados. A origem da matéria-prima, é a mesma de qualquer outro laboratório, e a tecnologia empregada na farmácia permite que sejam preparados todos os tipos de formulações: de hormônios a homeopáticos, de antibióticos a suplementos nutricionais, de corticoides a probióticos.

É importante lembrar que somente o médico ou outro profissional de saúde qualificado, como farmacêutico, dentista, nutricionista e veterinário, pode prescrever medicamentos e produtos manipulados.

O que determina o principal benefício do produto manipulado é a possibilidade de personalização da fórmula, que permite que cada pessoa adquira o produto na dose exata para a necessidade de seu organismo. Há também a opção de escolha da forma farmacêutica mais indicada caso a caso (como cápsulas de diferentes tamanhos, pastilhas, gomas, géis de uso interno ou externo, cremes, loções, xampus, xaropes, soluções e suspensões) e a vantagem de, sempre que necessário, preparar formulações livres de alergênicos ou substâncias que gerem intolerância em algumas pessoas, como lactose, glúten, corantes, aromatizantes e conservantes.

Outra dúvida comum é como escolher uma farmácia de confiança. A primeira informação importante é que as farmácias precisam de autorização da Anvisa para funcionar e recebem inspeções periódicas das vigilâncias sanitárias. Os documentos que comprovam esses procedimentos devem estar à vista do cliente e são o principal indicador de confiabilidade. Além disso, toda farmácia de manipulação é um estabelecimento de saúde e conta com pelo menos um farmacêutico à disposição da população.

Quem chega à recepção de uma farmácia de manipulação não imagina tudo que está por trás do balcão: processos, sistema de garantia da qualidade, tecnologia empregada, rastreabilidade desde a compra da matéria-prima até a entrega do produto final ao consumidor e supervisão do farmacêutico em todas as etapas. A farmácia muitas vezes é o estabelecimento de saúde mais próximo e acessível para a população. Conhecê-la é um direto do cidadão, que deve sempre conversar com o médico, dentista ou nutricionista sobre as vantagens de optar pelo produto manipulado caso a caso.

* Marco Fiaschetti, diretor executivo da Associação Nacional de Farmacêuticos Magistrais (Anfarmag) 



Cuidar da saúde mental do colaborador é fator de destaque e lucratividade para empresa

O Setembro Amarelo é uma campanha nacional de prevenção ao suicídio, mas que coloca em evidência toda a temática da saúde mental.


Setembro Amarelo: a diferença entre ouvir e escutar

Acender um alerta na sociedade para salvar vidas quando se fala em prevenção ao suicídio é tão complexo quanto o comportamento de uma pessoa com a intenção de tirar a própria vida.


Desafios para a Retomada Econômica

A divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) do segundo trimestre mostrou uma leve retração da atividade produtiva de 0,1% em relação ao trimestre imediatamente anterior.


Setembro Amarelo: é preciso praticar o amor ao próximo

Um domingo ensolarado é um dia perfeito para exercitar a felicidade, passear no parque, levar as crianças na piscina ou encontrar os amigos com seus sorrisos largos e escancarados.


Setembro Amarelo: é preciso ter ferramentas para lidar com o mundo

No semáforo, a cor amarela é frequentemente associada com desaceleração. O motorista precisa reduzir a velocidade ou até mesmo parar.


Da apropriação ilícita dos símbolos da Nação

Uma nova prática vem sendo efetivada por políticos e partidos radicais em âmbito mundial, a apropriação dos símbolos da nação como se fossem bandeiras de suas filosofias.


Tecnologia é fundamental para facilitar o processo de legalização de novos negócios no Brasil

Imagine se todo o recurso humano e dinheiro envolvidos no processo de abertura e legalização de uma empresa no Brasil fossem utilizados para promover mais eficiência e valor agregado para a sociedade?


Como a tecnologia pode criar uma cultura de reciclagem

Diante das diversas transformações no mundo dos negócios e no modelo de atendimento aos consumidores, empresas de todos os segmentos estão sendo obrigadas a buscarem soluções que permitam acelerar a inovação e a eficiência de seus negócios.


As regras essenciais para o uso de vagas de garagem em condomínios

A garagem traz para o condômino segurança e comodidade para os moradores.


Como usar a sua voz para compartilhar as suas ideias?

Você já se perguntou quantas palavras fala diariamente?


A jornada de inovação dos caixas eletrônicos

Quando os primeiros caixas eletrônicos chegaram ao Brasil, no início dos anos 1980, a grande novidade era a possibilidade de retirar dinheiro ou emitir um extrato de forma automatizada.


A nota oficial do Presidente da República

Após o excesso de retórica do mandatário maior da nação ocorrida no dia de uma das maiores manifestações já realizadas e vistas pelo povo brasileiro, o Presidente da República, veio a público, através de nota oficial, prestar a seguinte declaração, da qual destaca-se os seguintes parágrafos: