Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Muito cuidado com a festa da firma

Muito cuidado com a festa da firma

17/12/2016 Daniela do Lago

Como acontece em todo fim de ano, os colaboradores já começam a receber convites para as festas das empresas.

Muito cuidado com a festa da firma

Não é novidade para ninguém, mas vale a lembrança de que as gafes comportamentais podem não ter consequências graves quando estamos entre familiares e amigos, mas o cenário muda no ambiente coporativo.

Pensando nisso, preparei algumas dicas para que uma simples festinha da firma não se transforme em armadilha contra seu emprego. Confira:

Álcool é o agente da "vergonha do dia seguinte" - A festa na empresa é uma tremenda arapuca se tiver bebida alcoólica, pois a língua fica “destravada”. Portanto, controle-se! Se não consegue ter limites entre uma taça e outra, nem comece a beber;

Dance, mas nem tanto - Deixando a bebida de lado, sóbrios também podem dar algumas "mancadas". Geralmente, toda festa tem música para descontrair o ambiente, mas dançar de forma exagerada também arranham a sua imagem profissional;

O tal do amigo secreto - Atenha-se sempre ao valor estipulado. Essa regra vale até mesmo se o sorteado for o seu chefe na empresa. Cuidado com presentes muito íntimos, como lingeries, pijamas e perfumes. Livros e CDs são sempre excelentes opções;

Se entrose com todos – O principal objetivo de uma confraternização é entrosar os funcionários, então todo mundo merece um Feliz Ano Novo, inclusive os colegas que você mal conhece. Demonstre simpatia e o seu lado divertido para os colegas. Mas, claro, não precisa ser o centro das atenções;

Esqueça o trabalho - Evite assuntos de trabalho, principalmente com o chefe. E nada de pleitear uma promoção quando o objetivo é descontrair, afinal você teve o ano todo para mostrar o seu valor;

E se pintar um clima romântico com algum colega da empresa? - A empresa não tem nada a ver com os seus problemas pessoais, mas não seja você a pauta das fofocas de corredor do dia seguinte. Por isso, seja discreto! Nada de abraços e beijos calorosos, principalmente se a relação estiver no início.

* Daniela do Lago é coach de carreira, palestrante, professora dos cursos de MBA da Fundação Getúlio Vargas.



Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder