Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Natureza: sempre é tempo de cuidar e zelar

Natureza: sempre é tempo de cuidar e zelar

03/01/2018 Marcelo Chaves

As “tão merecidas férias” chegaram! Oportunidade de descanso e mudança de ambiente.

Milhares de pessoas têm buscado locais que proporcionem um contato com a natureza como opção para curtir esses dias de descanso. Nessas ocasiões, os cuidados com o meio ambiente também são importantes, não devem ser deixados de lado.

Somos convidados a observar pontos relevantes numa perspectiva de que cuidar do planeta e preservar a natureza merecem a devida atenção, inclusive nas férias. A Igreja nos ensina que o turismo, certamente, tem efeitos positivos tanto na vida das pessoas que gostam de um passeio ao ar livre como na de quem depende dele como fonte de renda.

Mas, não podemos fechar os olhos ao forte impacto ambiental quando essa situação não está relacionada ao “desenvolvimento sustentável”. A Santa Sé lembra que uma real mudança de mentalidade induz as pessoas a adotarem novos estilos de vida.

Todavia, corre-se o risco de esquecer essas motivações durante o período de férias, quando as pessoas procuram comodidades e consideram ter apenas direito de usufruir, nem sempre refletindo sobre as consequências e suas responsabilidades com relação a isso.

O Brasil é uma grande vitrine quando falamos de natureza, mas não podemos ignorar que sustentabilidade e proteção ao Meio Ambiente devem estar na nossa bagagem. E quando o assunto é Meio Ambiente e férias, muitas coisas podem ser facilmente observadas e, mais do que isso, vividas em prol desse patrimônio tão único e diversificado.

Entre as orientações, temos: na praia, sempre recolher seu lixo para que ele não polua as areias e o mar; na caminhada em uma trilha, não jogue nada na mata, não leve lembranças pra casa - respeite os animais e a vida natural ali existentes; se for acampar, evite usar detergente e sabonete comuns, que contaminam a água de rios, invista em produtos biodegradáveis; e não faça fogueiras; se estiver em um hotel, seja consciente quanto ao uso racional da água e o da energia elétrica.

Evite deixar luzes e televisão ligados sem necessidade. Lembre-se! Todo o universo é uma linguagem do amor de Deus, do seu carinho sem medida por nós. O solo, as cachoeiras, as montanhas, o mar... Tudo é carícia de Deus!

Nessas férias, faço um convite: busquemos um comprometimento pessoal em prol da natureza, traduzido em atitudes, por mais simples que sejam. Elas, verdadeiramente, são capazes de fortalecer um vínculo com a humanidade inteira e trabalhar pensamentos, não somente do ponto de vista preservacionista, mas a partir de um olhar diferente “sobre o cuidado da casa comum”, como ensina o papa Francisco na Encíclica Laudato Si (Louvado Sejas): “Todos podemos colaborar, como instrumentos de Deus, no cuidado da criação, cada um a partir da sua cultura, experiência, iniciativas e capacidades”.

Boas férias!

* Marcelo Chaves é missionário da Comunidade Canção Nova, jornalista e apresentador do Programa Preservação Ambiental, na TV Canção Nova.



Dia do Panificador, o pão e a fome

Oito de julho é o Dia do Panificador. Profissão humilde, raramente é lembrada.


O valor de uma obra

Naquela fria e sombria manhã de Inverno, do ano de 1967, estava à porta da “Livraria Silva”, na Praça de Sé, quando passa, de reluzentes divisas doiradas, o sargento Mário.


A pandemia, as perdas e o novo mundo

Apesar de, infelizmente, ter antecipado o fim da vida de 64,9 mil brasileiros e ainda estar por levar milhares de outros e prejudicar muitos na saúde ou na economia (ou em ambos), o coronavírus pode ser considerado um novo divisor de águas na sociedade.


7 dicas para se profissionalizar na comunicação virtual

De repente, veio a pandemia, a quarentena e, com elas, mudanças na rotina profissional e na forma de comunicação.


O sacrifício dos jovens

Mais de cem dias depois, a pandemia vai produzindo uma cauda longa de desarranjos que se fará sentir por muitos anos e esses efeitos vão atingir, principalmente, os mais jovens.


A “nova normalidade”

A denominada “nova normalidade” não venha nos empobrecer em humanidade.


A inevitável necessidade de prorrogação do auxílio emergencial

Recentemente, o ministro da Economia, Paulo Guedes, confirmou que o governo vai prorrogar por dois meses o pagamento do auxílio emergencial.


A empatia como chave para gestão de entregas e pessoas

Uma discussão que acredito ser muito pertinente em tempos de pandemia é como ficam, neste cenário quase caótico, as entregas?


Mass-Media “mascarada”

A semana passada, aventurei-me a sair, para um longo passeio, na minha cidade. Passeio a pé, porque ainda não frequentei o transporte público.


A quarentena e as artes

Schopenhauer foi um filósofo que penetrou no âmago do mundo.


O legado da possibilidade

Quando podemos dizer que uma coisa deu certo? O que é, afinal, um sucesso?


O que diabos está acontecendo?

A crise está a todo vapor e acelerando tendências que levariam décadas para se desenrolar.