Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Novo limite do lucro presumido deve aumentar competitividade

Novo limite do lucro presumido deve aumentar competitividade

21/05/2013 Franciny Moizéis da Silva

O novo limite de receita bruta para a opção pelo Lucro Presumido, conforme recente alteração legal, veio ao encontro dos anseios de médias e grandes empresas.

A partir de janeiro de 2014, o teto de faturamento anual para opção ao regime passará de R$ 48 milhões para R$ 78 milhões, o que minimiza em parte os impactos inflacionários ocorridos desde a fixação original desses limites. Dados da Receita em 2011 indicaram a existência de 1,1 milhão de empresas sendo tributadas pelo lucro presumido.

Com esse novo limite, o número de empresas que deverão optar por tal regime de tributação deverá aumentar consideravelmente. A alteração do texto legal traz um novo estímulo à competitividade das empresas de pequeno e médio porte, embora ainda não suficiente para cobrir toda a inflação dos últimos anos.

A divulgação desse novo limite deve induzir a migração para o lucro presumido de um grande número de contribuintes, e muitos deles antes mesmo de fazer um planejamento tributário adequado para a sua empresa. Nem sempre, entretanto, esta é a opção mais vantajosa.

Assim, para optar de forma segura relo regime de tributação menos oneroso para a empresa, fazer uso de profissionais especializados para elaborar um bom planejamento tributário pode funcionar como ferramenta essencial no ganho de competitividade no atual mercado dos negócios.

*Franciny Moizéis da Silva é contadora da Pactum Consultoria Empresarial.



Os desafios de tornar a tecnologia acessível à população

Vivemos uma realidade em que os avanços tecnológicos passaram a pautar nosso comportamento e nossa sociedade.


O uso do celular, até para telefonar

Setenta e sete por cento dos brasileiros utilizam o smartphone para pagar contas, transferir dinheiro e outros serviços bancários.


Canto para uma cidade surda

O Minas Tênis Clube deu ao Pacífico Mascarenhas o que a cidade de Belo Horizonte deve ao Clube da Esquina; um cantinho construído pelo respeito, gratidão, admiração, reconhecimento, apreço e amor.


Como acaso tornou famoso notável compositor

Antes de alcançar a celebridade, e a enorme fortuna, Verdi, passou muitas dificuldades financeiras.


Gugu e a fragilidade da vida

A sabedoria aconselha foco no equilíbrio emocional e espiritual diante da fragilidade e fugacidade da vida.


Quando o muro caiu

O Brasil se preparava para o segundo turno das eleições presidenciais, entre o metalúrgico socialista Luís Inácio Lula da Silva e a incógnita liberal salvacionista Fernando Collor de Melo, quando a televisão anunciou a queda do muro de Berlim.


Identidade pessoal e identidade familiar

Cada família gesta a sua identidade, ainda que algumas vezes, de forma inconsciente.


Desprezo e ingratidão

Não sei o que dói mais: se a ingratidão se o desprezo.


A classe esquecida pelo governo

O fato é que a classe média acaba por ser a classe esquecida pelo governo.


O STF em defesa de quem?

A UIF, antigo COAF, foi criada como uma unidade do Ministério da Justiça (hoje, no BACEN) para fazer uma coisa muito simples: receber dos bancos notificações de que alguém teria realizado uma transação suspeita, anormal.


O prazer da leitura

Ao contrário do que se possa pensar, não tenho muitos amigos. Também não são muitos os conhecidos.


Desmoralização do SFT

A moralidade e a segurança jurídica justificam a continuidade da prisão em segunda instância. A mudança desta postura favorece a impunidade dos poderosos e endinheirados.