Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O Diabo: o que foi e o que é

O Diabo: o que foi e o que é

01/04/2020 Humberto Pinho da Silva

Certa noite de Outono, em amena conversa com familiar, este, declarou-me, parecendo sincero:

- “Não acredito em muito que me ensinaram. Por exemplo: a existência do Diabo”.

Satanás, não é a figura grotesca, de cornos e forquilha, que os pintores de antanho, representavam, nem as caricaturas dos livros devotos de outrora, cujas vestes são utilizadas, por muitos, no Carnaval e Réveillon.

Lúcifer, durante longo tempo – antes do aparecimento de Adão, – foi “príncipe”, que convivia com o Todo Poderoso, administrando parte do Universo.

Segundo a Bíblia, o Reino do Céu é governado por espíritos, que administram: principados, denominações, tronos e potestades – Col.:1,16.

Satanás ocupava lugar de relevo; revoltou-se, porque queria ser semelhante ao Omnipotente. Desceu aos céus inferiores, e desde então, o Cosmo dividiu-se; entrando em conflito.

Por desobediência (pecado), o primeiro homem, a quem Deus concedera livre arbítrio, veio a perder a “imagem” de Deus, ficando com a imagem dos progenitores, e herdeiro do pecado original.

Desorientado, o Homem, procurou e procura na Filosofia e na técnica, o bem-estar, e a paz, perdida por Adão.
Deus enviou, então, o Filho, para chamar o Homem à razão.

O Diabo tentou-O, mas Cristo resistiu:

“Vai-te Satanás! Porque escrito está: ao Senhor, teu Deus, adorarás e a Ele só servirás.” - Mt.4:10

Lúcifer, desconfiava, mas não estava seguro, que Jesus era o Salvador.

Cristo, ensinou a única conduta que nos levaria à liberdade plena: ao bem-estar, que gozava o primeiro homem; mas, os homens, apesar, dos extraordinários milagres realizados, e da pureza da doutrina, não O aceitaram: tinham os olhos cerrados e as orelhas tapadas.

Por causa da influência do Diabo, o Homem não consegue libertar-se do Mal (do pecado,) levado pela tentação. Só com o auxílio de Deus é que pode resistir-lhe.

Jean Guitton, em: “O Trabalho Intelectual”, explica o que é a tentação:

“É estar-se às voltas com uma imagem que se sente que irá agir sobre as nossas glândulas, evidente que uma certa maneira de orientar o esforço para dissipar a imagem corre o risco de a intensificar. O corpo não conhece a diferença entre sim e não. Dizer: “Não Tenho medo, não quero ter medo desta granada” é aumentar imagens que nos são adversas. Não querer tremer nos momentos de medo, aumenta o estremecimento. Irritar para não ceder à tentação é dispor-se a ceder ainda mais depressa. É por isso que se pede ao Pai do Céu para não ser tentado e não para resistir, que é muito difícil.”

O Diabo não está vencido. A Bíblia adverte-nos, que virá o Anticristo (Ap.:16,13-Jo:2,18), o falso Messias, que enganará muitos. Fundará nova (a sua) igreja. Avisa, também, para se estar vigiante, porque o Príncipe das Trevas, procura arrebatar as almas a Deus.

Eis, em suma, o que foi, e o que é, o Diabo. Que existe, não tenho dúvida, e que continua a influenciar todo e todos, provocando todo o mal que pode, todos nós sentimos e vemos, na nossa vida e na vida da sociedade.

* Humberto Pinho da Silva

Fonte: Humberto Pinho da Silva



Aborto legal e as idiossincrasias reinantes no Congresso Nacional

A Câmara dos Deputados, em uma manobra pouco ortodoxa do seu presidente, aprovou, nessa semana, a tramitação em regime de urgência do Projeto de Lei nº 1904/2024, proposto pelo deputado Sóstenes Cavalcante (PL-RJ), integrante da ala bolsonarista e evangélica, que altera, sensivelmente, as regras de tratamento do crime de aborto.

Autor: Marcelo Aith


Há solução para as enchentes, mas será que há vontade?

Entre o fim de abril e o início de maio de 2024, a maior tragédia climática da história se abateu sobre o Rio Grande do Sul.

Autor: Alysson Nunes Diógenes


Primeiro semestre: como estão as metas traçadas para 2024?

O que mais escutamos nas conversas é: “Já estamos em junho! E daqui a pouco é Natal!”

Autor: Elaine Ribeiro


Proliferação de municípios, caminho tortuoso

Este é um ano de eleições municipais no Brasil. Serão eleitos 5.570 prefeitos, igual número de vice-prefeitos e milhares de vereadores.

Autor: Samuel Hanan


“Vaquinha virtual” nas eleições de 2024

A campanha para as eleições municipais de 2024 ainda não foi iniciada de fato, mas o financiamento coletivo já está autorizado.

Autor: Wilson Pedroso


Cotas na residência médica: igualdade x equidade

Um grande amigo médico, respeitado, professor, preceptor de Residentes Médicos (com letras maiúsculas), indignado com uma reportagem publicada, em periódico do jornal Estado de São Paulo, no dia 05 do corrente mês, enviou-me uma cópia, requestando que, após a leitura, tecesse os comentários opinativos.

Autor: Bady Curi Neto


O impacto das enchentes no RS para a balança comercial brasileira

Nas últimas semanas, o Brasil tem acompanhado com apreensão os estragos causados pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Autor: André Barros


A força do voluntariado nas eleições

As eleições de 2022 contaram com mais de 1,8 milhão de mesários e mesárias, que trabalharam nos municípios de todo o país. Desse total, 893 mil foram voluntários.

Autor: Wilson Pedroso


A força da colaboração municipal

Quando voltamos nossos olhares para os municípios brasileiros espalhados pelo país, notamos que as paisagens e as culturas são diversas, assim como as capacidades e a forma de funcionamento das redes de ensino, especialmente aquelas de pequeno e médio porte.

Autor: Maíra Weber


As transformações universais que afetam a paz

Recentemente a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (ALESP) aprovou projeto proposto pelo governo estadual paulista para a criação de escola cívico-militar.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Por um governo a favor do Brasil

A República Federativa do Brasil, formada pela união indissolúvel dos estados, dos municípios e do Distrito Federal, constitui-se em estado democrático de direito e tem como fundamentos a soberania, a cidadania, a dignidade da pessoa humana, os valores sociais do trabalho, da livre iniciativa e do pluralismo político.

Autor: Samuel Hanan


Coração de Stalker

Stalking vem do Inglês e significa Perseguição. Uma perseguição obsessiva, implacável, com envolvimento amoroso e uma tentativa perversa de controle.

Autor: Marco Antonio Spinelli