Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O fim do petróleo

O fim do petróleo

26/03/2013 Célio Pezza

O sueco Kjell Aleklett, professor de Física, Astronomia e Sistemas Globais de Energia, da Universidade de Uppsala, na Suécia, faz parte de um grupo de cientistas que defende a teoria de que a capacidade produtiva de petróleo no mundo não conseguirá, a partir de 2013, acompanhar o aumento de demanda e entrará em declínio, causando sérios transtornos em nossa civilização.

É dele a expressão “Peak Oil”, que determina o momento em que a capacidade máxima de produção de petróleo barato chega ao topo e a partir daí, torna-se cada vez mais cara a extração. Uma vez passado o pico, a produção começa a cair, enquanto os custos começam a subir.

A expressão Peak Oil já foi utilizada em discursos por George W. Bush e Barak Obama e apontam para um futuro em que a economia global teria que se ajustar à escassez de energia. O próprio presidente mundial da Shell já alertou que poderá haver um próximo ciclo de disparada nos preços do petróleo, caso a economia volte a crescer. O petróleo é a base para o abastecimento de energia, transportes, alimentos, etc..

No modelo atual, a produção de petróleo sobe, a população cresce, aumenta o consumo de alimentos e energia, o que leva a maior necessidade do petróleo. Quando o petróleo mais barato acabar, todos os custos aumentarão, ocasionando uma nova crise mundial. O já falecido Mathew Simmons, ex-presidente da maior empresa de investimentos na área de energia, e antigo conselheiro do presidente Bush, já se referiu a este problema, declarando que as crises não são mais do que problemas que foram ignorados.

Todas as grandes crises foram ignoradas até que era muito tarde para fazer alguma coisa. Isto não é profecia bíblica ou uma teoria da conspiração. Trata-se de uma conclusão científica de respeitados geólogos, físicos e economistas. As ramificações desta situação são graves e nenhum governante quer ser chamado de profeta da desgraça por divulgá-los de uma forma clara.

Ela é uma sentença de morte para um estilo de vida consumista e capitalista, totalmente dependente do petróleo. Neste caso, a maioria prefere “matar o mensageiro”, ao invés de enfrentar o problema e preparar uma nova forma de vida. A verdade é que apesar de debatida, e muitas vezes negada, uma queda considerável na produção de petróleo barato está se aproximando muito mais rápido do que muita gente admite.

Os sauditas tem um ditado que diz tudo sobre o colapso causado pela falta de petróleo barato. Eles dizem: “O meu pai andava de camelo; eu ando de carro. O meu filho anda de avião; o filho dele andará de camelo”.

*Célio Pezza é escritor e autor de diversos livros, entre eles: As Sete Portas, Ariane, A Palavra Perdida e o seu mais recente A Nova Terra - Recomeço.



As histórias que o padre conta

“Até a metade vai parecer que irá dar errado, mas depois dá certo!”

Autor: Dimas Künsch


Vulnerabilidades masculinas: o tema proibido

É desafiador para mim escrever sobre este tema, já que sou um gênero feminino ainda que com certa energia masculina dentro de mim, aliás como todos os seres, que tem ambas as energias dentro de si, feminina e masculina.

Autor: Viviane Gago


Entre o barril de petróleo e o de pólvora

O mundo começou a semana preocupado com o Oriente Médio.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Nome comum pode ser bom, mas às vezes complica!

O nosso nome, primeira terceirização que fazemos na vida, é uma escolha que pode trazer as consequências mais diversas.

Autor: Antônio Marcos Ferreira


A Cilada do Narcisista

Nelson Rodrigues descrevia em suas crônicas as pessoas enamoradas de si mesmas com o termo: “Ele está em furioso enamoramento de si mesmo”.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Brasil, amado pelo povo e dividido pelos governantes

As autoridades vivem bem protegidas, enquanto o restante da população sofre os efeitos da insegurança urbana.

Autor: Samuel Hanan


Custos da saúde aumentam e não existe uma perspectiva que possa diminuir

Recente levantamento realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) indica que os brasileiros estão gastando menos com serviços de saúde privada, como consultas e planos de saúde, mas desembolsando mais com medicamentos.

Autor: Mara Machado


O Renascimento

Hoje completa 2 anos que venci uma cirurgia complexa e perigosa que me devolveu a vida quase plena. Este depoimento são lembranças que gostaria que ficasse registrado em agradecimento a Deus, a minha família e a vários amigos que ficaram ao meu lado.

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes