Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O perigo das trotinetes

O perigo das trotinetes

24/02/2023 Humberto Pinho da Silva

Quando estou na cidade de São Paulo, fico estupefacto com o movimento atordoador das viaturas.

São filas intermináveis de ciclistas e motociclos, que sem respeito se enfiam, quase entalados, a grande velocidade, pelos estreitos intervalos dos automóveis, fazendo autênticas e perigosas habilidades circenses.

Sempre tive alma de montesino. Aprecio a calma da minha modesta casa; e dentro dela, a paz do meu quarto – apesar de viver no centro da cidade, – quiçá por isso, o trânsito da Pauliceia, estonteava-me.

Nunca entendi como é possível conduzir, com segurança, nessa balbúrdia, e chegar à casa (depois de um dia de trabalho) sem ter os nervos em frangalhos.

Talvez, por isso, adorava a minha pacata cidade onde sempre residiu: paz, concórdia e respeito.

Desgraçadamente, para meu infortúnio, a sossegada e quase familiar cidade do Porto, está, agora, transformada num saricoté endiabrado.

Não falo dos turistas, que chegam aos montes, com malas, malinhas e maletas, param e conversam nos passeios, desesperando o portuense apressado, mas as malfadadas motos e as impertinentes trotinetes.

De início pareciam brinquedos engraçados, quase infantis, transformados num rápido e simples transporte citadino, prático e económico. Mas, rapidamente se tornaram indesejáveis e ameaçadoras.

Adolescentes irresponsáveis, quase crianças, correm de trotinetes, pelas ruas, passeios, jardins e até pelas estradas, a alta velocidade, algumas vezes em perigosas competições.

Circulam sem seguro, sem licença, sem capacete, sem regras, sem conhecerem os sinais de trânsito, sem ordem, como se fossem donos da via pública.

O que era um brinquedo, prático, útil e económico, passou a ser praga, um perigo para todos nós.

* Humberto Pinho da Silva

Para mais informações sobre trânsito clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!



Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli


Viver desequilibrado

Na Criação, somos todos peregrinos com a oportunidade de evoluir. Os homens criaram o dinheiro e a civilização do dinheiro, sem ele nada se faz.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


Mar Vermelho: o cenário atual do frete marítimo e seus reflexos globais

Como bem sabemos, a crise bélica no Mar Vermelho trouxe consigo uma onda de mudanças significativas no mercado de frete marítimo nesse início de 2024.

Autor: Larry Carvalho


O suposto golpe. É preciso provas…

Somos contrários a toda e qualquer solução de força, especialmente ao rompimento da ordem constitucional e dos parâmetros da democracia.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Oportunidade de marketing ou marketing oportunista?

No carnaval de 2024, foi postada a notícia sobre o "Brahma Phone" onde serão distribuídas 800 unidades de celulares antigos para os participantes das festas de carnaval.

Autor: Patricia Punder