Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O que te faz mais forte

O que te faz mais forte

29/07/2018 Oscar D'Ambrosio

Existem dias que mudam nossos destinos.

Podem acontecer por uma decisão que nós mesmos tomamos ou por um acontecimento alheio à nossa vontade. É no segundo caso que se encaixa a história real de Jeff Bauman. Dia 15 de abril de 2013, quando esperava sua namorada finalizar a Maratona de Boston, teve as pernas amputadas por uma bomba.

Baseado no livro do próprio Bauman, o filme “O que te faz mais forte” (“Stronger”, no original) conta o processo da dor e da recuperação de uma pessoa comum que, por uma tragédia, torna-se um ídolo nacional, um símbolo que nunca havia pensado nem ambicionado em exercer esse papel exemplar.

O poder de um acontecimento transformar uma vida é mostrado, portanto, em sua potência máxima. Ser vítima de um atentado ganha a dimensão de tornar-se o símbolo de uma nação ferida.

A caminhada de Bauman para atingir novos passos físicos e existenciais adquire a dimensão de um fato público, seja pela imprensa, seja pelo próprio livro que o rapaz escreve. A interpretação visceral e competente de Jake Gyllenhaal auxilia ainda mais a compor esse mito. E a dimensão humana muitas vezes se perde pela abordagem que enaltece o herói.

A obra dirigida por David Gordon Green, portanto, traz questões essenciais para discutir o horror do terror e o poder de fatos imponderáveis alterarem nossas vidas.

* Oscar D´Ambrosio é mestre em Artes Visuais e doutor em Educação, Arte e História da Cultura, é Gerente de Comunicação e Marketing da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

Fonte: Oscar D´Ambrosio



O peso da improbidade no destino das pessoas

O homem já em tempos pré-históricos se reunia em volta das fogueiras onde foi aperfeiçoada a linguagem humana.


Mercado imobiliário: muito ainda para crescer

Em muitos países, a participação do mercado imobiliário no Produto Interno Bruto (PIB) está acima de 50%, enquanto no Brasil estamos com algo em torno de 10%.


Entender os números será requisito do mercado de trabalho

Trabalhar numa empresa e conhecer os seus setores faz parte da rotina de qualquer colaborador. Mas num futuro breve esse conhecimento será apenas parte dos requisitos.


Quais os sintomas da candidíase?

A candidíase é uma infecção causada por uma levedura (um tipo de fungo) chamada Candida albicans.


Entenda o visto humanitário para ucranianos

A invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro, já levou mais de 4 milhões de ucranianos a deixarem seu país em busca de um lugar seguro.


Exigência de vacina não é motivo para rescisão indireta por motivo ideológico

Não se discute mais que cabe ao empregador, no exercício de seu poder diretivo e disciplinar, zelar pelo meio ambiente de trabalho saudável.


A governança de riscos e gestão em fintechs

Em complemento às soluções e instituições financeiras já existentes, o mercado de crédito ficou muito mais democrático com a expansão das fintechs.


6 passos para evitar e mitigar os danos de ataques cibernéticos à sua empresa

Ao longo de 2021 o Brasil sofreu mais de 88,5 bilhões (sim, bilhões) de tentativas de ataques digitais, o que corresponde a um aumento de 950% em relação a 2020, segundo um levantamento da Fortinet.


Investimentos registram captação de R$ 46 bi no primeiro trimestre

O segmento de fundos de investimentos fechou o primeiro trimestre de 2022 com absorção líquida de R$ 46,1 bilhões, movimentação de 56,9% menor do que o observado no mesmo período de 2021.


Não são apenas números

Vinte e duas redações receberam nota mil, 95.788, nota zero, e a média geral de 634,16.


Formas mais livres de amar

A busca de afeição, o preenchimento da carência que nos corrói as emoções, nos lança a uma procura incessante de aproximação com outra pessoa: ânsia esperançosa de completude; algum\a outro\a me vai fazer feliz.


Dia da Educação: transformação das pessoas, do mercado e da sociedade

A Educação do século 21 precisa, cada vez mais, conciliar as competências técnicas e comportamentais.