Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O sabichão…

O sabichão…

21/05/2019 Humberto Pinho da Silva

Conheço meu amigo João, desde o dia em que fomos para o Quartel de Campo Grande, em Lisboa.

Era um jovem do Alto Minho, que trabalhara duramente, para conseguir o almejado quinto ano. Começara a mourejar na lavoura. Depois, veio para o Porto, como marçano. Fazia recados e entregas.

Paralelamente, estudava à noite. Com esforço e força de vontade, concluiu o Curso Geral do Liceu. Com o certificado na mão, concorreu para lugar público e como era: ambicioso, esperto e inteligente, foi subindo, até obter o pomposo cargo de: Chefe.

Sua cultura nunca passara dos elementares conhecimentos das disciplinas básicas do liceu, e da leitura de jornais e “Selecções de Reader’s Digest”, que comprava num alfarrabista, da Praça de Monpilher.

Após a reforma, reformou-se, igualmente, da leitura: jamais leu, fosse o que fosse…nem a Bíblia, apesar de ser católico praticante…

Quase, semanalmente, o encontro, e raro é, que não vamos almoçar juntos, num pacato restaurantezinho da baixa. Sua presença é-me agradável, apesar do ar doutoral. Convenceu-se – ou quer-me convencer, – que tudo sabe; tal qual como alguns políticos, da nossa praça.

Se comento artigo, que li, logo replica: - “Não é bem assim! …”

De indicador em riste, inicia prelecção, com autoridade de professor, declarando: que me encontro redondamente enganado.

O espírito de sabichão, incomoda-me. Cheguei a esquivar-me. Descobri, anos há, que para perfilhar a minha opinião, bastava dizer-lhe o contrário do que penso…

Dia destes, fiquei banzado: não havia corrido muitas semanas que abordamos Camilo e a infeliz Ana Plácido. Atalhou, para me dizer, que estava equivocado; e desbobinou, arenga, que só por educação, aceitei.

Ora, no último encontro, veio, novamente à baila, Camilo e seus amores. Fiquei estupefacto, quando escutei, tintim por tintim, o que lhe tinha dito, e que reputara de confusão minha…

Como o João, há muitos, que pretendem parecer de intelectuais. Asseveram, a pés juntos, o que não sabem. Acontece em todas as áreas; desde literatura ao futebol.

Ao comentar a ocorrência, o Silvério – com a experiência de muito ter vivido, - acrescentou:

– Não é de admirar: outrora havia “espertos” para cada assunto. Agora, os comentaristas, da TV, criticam: tanto, Literatura como Musica; tanto entendem Futebol como Economia! São enciclopedistas…

* Humberto Pinho da Silva

Fonte: Humberto Pinho da Silva



Argentina e Venezuela são alertas para países que ainda são ricos hoje

No meu novo livro How Nations Escape Poverty, mostro como as nações escapam da pobreza, mas também tenho alguns comentários sobre como países que antes eram muito ricos se tornaram pobres.

Autor: Rainer Zitelmann


Como a integração entre indústria e universidade pode trazer benefícios

A parceria entre instituições de ensino e a indústria na área de pesquisa científica é uma prática consolidada no mercado que já rendeu diversas inovações em áreas como TI e farmacêutica.

Autor: Thiago Turcato


Marcas de um passado ainda presente

Há quem diga que a infância é esquecida, que nada daquele nosso passado importa. Será mesmo?

Autor: Paula Toyneti Benalia


Quais são os problemas que o perfeccionismo causa?

No mundo complexo e exigente em que vivemos, é fácil se deparar com um padrão implacável de perfeição.

Autor: Thereza Cristina Moraes


De quem é a América?

Meu filho tinha oito anos de idade quando veio me perguntar: “papai, por que os americanos dizem que só eles vivem na América?”.

Autor: Leonardo de Moraes


Como lidar com a dura realidade

Se olharmos para os acontecimentos apresentados nos telejornais veremos imagens de ações terríveis praticadas por pessoas que jamais se poderia imaginar que fossem capazes de decair tanto.

Autor: Benedicto Ismael Camargo Dutra


O aumento da corrupção no país: Brasil, que país é este?

Recentemente, a revista The Economist, talvez a mais importante publicação sobre a economia do mundo, mostrou, um retrato vergonhoso para o Brasil no que diz respeito ao aumento da corrupção no país, avaliação feita pela Transparência Internacional, que mede a corrupção em todos os países do mundo.

Autor: Ives Gandra da Silva Martins


O voto jovem nas eleições de 2024

O voto para menores de 18 anos é opcional no Brasil e um direito de todos os adolescentes com 17 ou 16 anos completos na data da eleição.

Autor: Wilson Pedroso


Um novo e desafiador ano

Janeiro passou. Agora, conseguimos ter uma ideia melhor do que 2024 reserva para o setor de telecomunicações, um dos pilares mais dinâmicos e relevante da economia.

Autor: Rafael Siqueira


Desafios da proteção de dados e a fraude na saúde

Segundo o Instituto de Estudos de Saúde Suplementar (IESS) R$ 34 bilhões dos gastos das operadoras médico-hospitalares com contas e exames, em 2022, foram consumidos indevidamente por fraudes, como, por exemplo, reembolso sem desembolso, além de desperdícios com procedimentos desnecessários no país.

Autor: Claudia Machado


Os avanços tecnológicos e as perspectivas para profissionais da área tributária

Não é de hoje que a transformação digital vem impactando diversas profissões.

Autor: Fernando Silvestre


Inteligência Artificial Generativa e o investimento em pesquisa no Brasil

Nos últimos meses, temos testemunhado avanços significativos na área da inteligência artificial (IA), especialmente com o surgimento da inteligência artificial generativa.

Autor: Celso Hartmann