Portal O Debate
Grupo WhatsApp

O valor da ética na construção da reputação corporativa

O valor da ética na construção da reputação corporativa

05/07/2014 Vanessa Scheer

A ética tem mostrado ser o caminho para a lucratividade, o sucesso e o bem comum, agregando valor material e moral ao patrimônio das organizações.

Em tempos de mercado difícil, por vezes cresce a tentação de se atingir e superar metas de vendas atropelando os valores que as empresas consolidam ao longo de sua história. Agir de maneira coerente com os valores tornou-se um dos principais desafios corporativos. A busca pelo resultado a qualquer custo deve ser substituída por esforços para seguir objetivos alinhados e complementares. Os resultados humanos ganham status de metas financeiras: a forma como se alcança o objetivo é tão importante quanto realmente cumpri-lo.

Não importa apenas “conquistar”, mas como se agiu para chegar lá. Como os executivos conduziram suas ações, obstáculos superados, idéias que trouxeram e como se relacionam com a equipe. Enfim, a questão é: para alcançar as metas, os valores da organização foram preservados? A globalização amplia os padrões de exigência em todas as áreas da empresa, aumenta a competitividade e as pressões financeiras. Mas a preservação dos valores da companhia e dos compromissos morais com clientes, colaboradores e com a sociedade, privilegiando a diversidade e o pluralismo de maneira democrática, é vital para a sustentabilidade do próprio negócio.

Os valores representam os limites que não devem ser ultrapassados no processo de alcançar as metas dos negócios. Para assegurar que as metas sejam cumpridas e os valores perpetuados, é preciso avaliar permanentemente os colaboradores da empresa, seguindo critérios objetivos e transparentes. Com estas avaliações é possível acompanhar o desempenho de cada um e da empresa como um todo e fazer os ajustes necessários.

São tarefas que requerem tempo, dedicação, responsabilidade e, principalmente, muita transparência de quem está no comando. A definição clara dos valores, a comunicação constante e o uso de ferramentas objetivas para a mensuração de resultados, de competências adquiridas e de respeito aos valores são pré-requisitos para qualquer companhia que queira consolidar sua posição no mercado e construir uma boa reputação corporativa. Não existem fórmulas mágicas, apenas princípios que podem ser seguidos, definindo valores corporativos claros e relevantes.

Recompensar os bons exemplos de aplicação de valores corporativos e remover os que não os respeitam, ainda que alcancem os resultados. Uma postura ética constrói a reputação de uma empresa, o inverso a destrói. Portanto, aquela imagem que a companhia levou anos para construir e, a credibilidade que conquistou junto aos seus públicos, poderá cair por terra e reconstruí-la será muito mais complexo. O exemplo deve ser dado pelo líder. Note que não se trata de uma visão idealista, mas uma questão de sobrevivência.

Os valores devem ser realmente vividos no dia a dia: o binômio comprometimento/excelência, uma busca individual de cada colaborador, o trabalho em equipe, e o foco no cliente formam a direção correta que garante os bons resultados. Tudo isso baseado na integridade, no respeito mútuo e no comportamento ético que fundamentam o relacionamento com os colegas, os clientes e a comunidade.

* Vanessa Scheer, formada em psicologia; pós-graduada em administração de recursos humanos.



Superando os gigantes

A pequena Faculdade de Sabará demonstrou fazer jus ao ditado popular de que “tamanho não é documento”.


Sentença da juíza do Paraná

A sentença do Paraná traz a minha memória uma decisão que proferi quando exercia a função judicante.


A burra de Martim Tirado

As velhas historietas que os avós contavam à lareira.


Erros comuns de mulheres nos exercícios da academia

Perder mais peso e diminuir o risco de lesões eliminando os seguintes maus hábitos de suas rotinas.


Uma aula de vida

Uma aula de busca de liberdade em um filme para rever a cada instante!


Como estar preparado para a possível reforma tributária?

A reforma tributária deve ser um dos maiores desafios neste primeiro mandato.


Pressão popular e o poder judiciário

A imparcialidade do magistrado é princípio primeiro para o exercício da judicatura.


O caminho da simplicidade

Todos temos um grau de acumulador.


Sonhos precocemente interrompidos

Culpa consciente ou dolo eventual?


Precisamos desconectar

Um estudo recente da Universidade Estadual de São Francisco, na Califórnia (EUA), apontou que interagimos, em média, 2.617 vezes por dia com nossos smartphones.


Ministro Moro no país das narrativas

Mais importante que a dureza da lei, porém, é a certeza de sua aplicação.


Lula, a vestal do prostíbulo da lavagem de dinheiro

O PT está em pavorosa vendo seu expoente maior afastado da vida política, condenado e preso.