Portal O Debate
Grupo WhatsApp

Ora pois! O ‘abrasileiramento’ lusitano

Ora pois! O ‘abrasileiramento’ lusitano

11/01/2023 Bianca Baril

Portugal é a nova Eldorado para os brasileiros.

Dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) estimam que 47.600 brasileiros conseguiram vistos de moradia em Portugal, somente no primeiro semestre de 2022. 

A população de brasileiros que vivem em Portugal, em 2022, foi estimada em mais de 252 mil. Fora dos números, essa busca por migração para o país europeu deve considerar diversos fatores para dar certo. 

Infelizmente, temos ainda no Brasil a falta de informação sobre os direitos após a imigração para Portugal.

Um dos exemplos é: O Estatuto de Igualdade de Direitos e Deveres que dá aos cidadãos brasileiros residentes em Portugal um conjunto de concessões nas áreas do trabalho, economia, política, etc. E para os naturalizados portugueses, o direito de entrar, circular e residir em qualquer país da União Europeia.

A reformulação e criação de leis que facilitam o acesso ao país linguisticamente unido, vem ampliando ainda mais as possibilidades de entrada às terras lusitanas, como a cidadania portuguesa.

Com as mudanças na legislação, o suporte consultivo se tornou mais que necessário para evitar, inclusive, fraudes e prejuízos no processo de aplicação da nacionalidade portuguesa.

Em abril de 2022, uma mudança na Lei da Nacionalidade de Portugal foi feita e facilitou a emissão do documento para muitos brasileiros.

Antes, os parentes de portugueses precisavam comprovar uma efetiva ligação com o país nos últimos cinco anos, o que restringia bastante o acesso à naturalização. Agora, a lei reconheceu que falantes da língua portuguesa já possuem vínculo suficiente com Portugal.

A lei de Nacionalidade Portuguesa permite que a cidadania seja transmitida até a segunda geração, ou seja, pode ser concedida a todos os netos de portugueses.

A legislação também prevê que os filhos dos portugueses não precisam estar vivos para que os netos entrem com o pedido.

Os processos das duas gerações podem ocorrer juntos. Em outros casos, os parentes mais velhos precisam ter o documento antes dos mais novos. 

Outro detalhe importante que ressalto é o cuidado ao fornecer seus documentos, certifique-se da seguridade da empresa antes de iniciar o processo.

É importante se atentar, pois, são muitos detalhes que precisam ser considerados para evitar prejuízos e facilitar a tramitação do processo.

É necessário também ter cuidado com os gurus da internet e cuidado também ao clicar em mensagens suspeitas vendendo oportunidades de cidadania portuguesa a um clique.

O apontamento feito pela pesquisa da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil), mostrou que 12,1 milhões de brasileiros relatam terem sofrido algum tipo de golpe financeiro pela internet. O golpe mais comum continua sendo o da clonagem de cartão e o golpe do Pix.

Segundo pesquisa da Federação Brasileira dos Bancos (Febraban), o percentual de pessoas que já foram vítimas ou sofreram tentativas de golpe vem aumentando gradativamente. Em junho de 2022, já eram 31% relacionados a setembro de 2021, com 21% e novembro com 22%. 

Aos que desejam se blindar de possíveis golpes, alerto sempre a pesquisarem a fundo o histórico da tal empresa que se pretende contratar, pesquisando além dos sites promocionais.

Leia feedbacks de antigos e novos clientes, pesquise pelo CNPJ, tente conversar com pessoas que já foram assessoradas e antes de tudo, não forneça seus dados sem antes ter certeza sobre toda a consultoria.

* Bianca Baril é empresária, especialista em negócios internacionais e migração feminina brasileira para o exterior.

Para mais informações sobre Portugal clique aqui…

Publique seu texto em nosso site que o Google vai te achar!

Fonte: Onevox Brasil Comunicação



Liderança desengajada é obstáculo para uma gestão de mudanças eficaz

O mundo tem experimentado transformações como nunca antes, impulsionadas por inovações tecnológicas, crises econômicas e transições geracionais, dentre outros acontecimentos.

Autor: Francisco Loureiro


Neoindustrialização e a nova política industrial

Com uma indústria mais produtiva e competitiva, com equilíbrio fiscal, ganha o Brasil e a sociedade.

Autor: Gino Paulucci Jr.


O fim da ‘saidinha’, um avanço

O Senado Federal, finalmente, aprovou o projeto que acaba com a ‘saidinha’ (ou ‘saidão’) que vem colocando nas ruas milhares de detentos, em todo o país, durante os cinco principais feriados do ano.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


O Brasil e a quarta chance de deixar a população mais rica

O Brasil é perseguido por uma sina de jogar fora as oportunidades. Sempre ouvimos falar que o Brasil é o país do futuro. Um futuro que nunca alcançamos. Vamos relembrar as chances perdidas.

Autor: J.A. Puppio


Dia Bissexto

A cada quatro anos, a humanidade recebe um presente – um presente especial que não pode ser forjado, comprado, fabricado ou devolvido – o presente do tempo.

Autor: Júlia Roscoe


O casamento e a política relacional

Uma amiga querida vem relatando nas mesas de boteco a saga de seu filho, que vem tendo anos de relação estável com uma moça, um pouco mais velha, que tem uma espécie de agenda relacional bastante diferente do rapaz.

Autor: Marco Antonio Spinelli


O que esperar do mercado imobiliálio em 2024

Após uma forte queda em 2022, o mercado imobiliário brasileiro vem se recuperando e o ano de 2023 mostrou este avanço de forma consistente.

Autor: Claudia Frazão


Brasileiros unidos por um sentimento: a descrença nacional

Um sentimento – que já perdura algum tempo, a propósito - toma conta de muitos brasileiros: a descrença com o seu próprio país.

Autor: Samuel Hanan


Procurando o infinito

Vocês conhecem a história do dragãozinho que procurava sem parar o infinito? Não? Então vou te contar. Era uma vez….

Autor: Eduardo Carvalhaes Nobre


A reforma tributária é mesmo Robin Hood?

O texto da reforma tributária aprovado no Congresso Nacional no fim de dezembro encerrou uma novela iniciada há mais de 40 anos.

Autor: Igor Montalvão


Administrar as cheias, obrigação de Governo

A revolução climática que vemos enfrentando é assustadora e mundial. Incêndios de grandes proporções, secas devastadoras, tempestades não vistas durante décadas e uma série de desarranjos que fazem a população sofrer.

Autor: Tenente Dirceu Cardoso Gonçalves


Escravidão Voluntária

Nossa única revolução possível é a da Consciência. Comer com consciência. Respirar com consciência. Consumir com consciência.

Autor: Marco Antonio Spinelli