Portal O Debate
Grupo WhatsApp


Os entulhos que nos soterram

Os entulhos que nos soterram

26/01/2018 Amadeu Garrido de Paula

A sociedade democrática alenta seus artistas e seus sábios e cientistas.

Aquela, como é óbvio, não é composta exclusivamente dos últimos. Ao contrário, os homens geniais, que podem transformar o mundo, são em número cada vez menos significativo. Hibernaram na Idade Média e retornaram no Renascimento.

Isso porque devem ser livres, independentes, o que não ocorreu sob a época dos reis e da vida feudal. A liberdade de pensamento e expressão é o ponto primordial das mudanças e da evolução do processo civilizatório. Não falamos de robôs tecnocratas, que seguem o ramerrão da técnica estereotipada, mas de homens cuja genialidade é inata.

Em geral são homens solitários, criativos e criadores de gênio, na arte, que purifica os costumes dos povos, e na ciência, que gera os instrumentos de nossa felicidade. Homens com Da Vinci, Nilton, Einstein, religiosos como Francisco de Assis e filósofos como Shopenhauer, Demócrito e Spinoza se assemelham profundamente, porém o mundo social, que se multiplicou, já os conta nos dedos.

Nem mesmo o insigne prêmio Nobel já é uma referência a essas criaturas que apontam o caminho das demais. A técnica geral e a tão propalada rede social, dinâmica, em tempo real, inimaginável em passado recente, ilude. Vivemos no mundo da quantidade, da instantaneidade, mas não da profundidade transformadora. É possível constatá-lo diariamente.

O depoimento de Albert Einstein impressiona: "A falta de pessoas de gênio nota-se tragicamente no mundo artístico. Pintura e música degeneram e os homens são menos sensíveis. Os chefes políticos não existem e os cidadãos fazem pouco caso de sua independência intelectual e da necessidade de um direito moral. As organizações comunitárias democráticas e parlamentares, privados dos fundamentos do valor, estão decadentes em numerosos países. Então aparecem as ditaduras. São toleradas porque o respeito da pessoa e o senso social estão agonizantes ou já mortos."

Felizmente, o grande físico complementa: "Não faço parte daqueles futurólogos do Apocalipse, porque creio em um futuro melhor e vou justificar minha esperança." ("Como vejo o mundo", Nova Fronteira, 2016, pg. 15).

Nosso Brasil do momento passa por essas angústias. No vácuo descrito proliferam os répteis da corrupção, dos ricos sem causa lícita, e a imensidão do povo pobre e boa parte, como não poderia deixar de ser, agressiva.

Só nos resta nos livramos desses escolhos das costas e não permitir a vitória do Apocalipse, cuja personalidade cultuada é o demônio condutor, como pregam certas saudáveis correntes religiosas.

* Amadeu Garrido de Paula é Advogado, sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados.



A CPMF e a saída do seu autor

A CPMF foi mal porque, em vez de substituir outros impostos, constituiu-se em mais um.


CPMF: o que foi e como poderá ressurgir na reforma tributária

O Imposto sobre Transações Financeiras (ITF) poderá ser a recriação antiga CPMF.


O Brasil e a agropecuária sustentável

A pecuária brasileira tem se pautado ao longo dos anos pela sustentabilidade em toda cadeia produtiva e pela qualidade e segurança dos alimentos.


“Tô de férias, cadeia é férias pra mim”

É uma vergonha que delinquentes ainda venham desdenhar do sistema carcerário e das autoridades penais.


Locações de curta temporada em aplicativos

Saiba os direitos e deveres da propriedade imobiliária.


O Século das Cidades

“Não somos melhores, nem piores, somos iguais… melhor mesmo é a nossa causa…” (Thiago Mello)


Hollywood e o mundo real

Uma abordagem psiquiátrica do filme Gente como a Gente.


A liderança feminina e seus potenciais

Companhias que possuem, pelo menos, uma mulher em seu time de executivos são mais lucrativas.


A bolsa brasileira é a bola da vez

O ano de 2019 tem sido de recordes para o investidor brasileiro.


Dia do Profissional de Educação Física

No dia 1º de setembro é comemorado o dia do profissional que promove a saúde e a qualidade de vida da população, o profissional de educação física.


A complexidade do saneamento

O Congresso Nacional tem a grande missão de dar um rumo certo para o saneamento brasileiro.


Como a constelação familiar te ajuda nos negócios?

A constelação familiar acredita que somos produto da nossa ancestralidade.